PORTO VELHO

Porto Velho

SAÚDE – Barco leva atendimento médico e vacinação à região do Baixo Madeira 

Porto Velho


Ação da Prefeitura de Porto Velho vai ofertar exames, consultas e imunização contra à Covid-19

Serão 10 dias de viagem entre ida, atendimento e retornoO Barco Saúde inicia, na quarta-feira (9), mais uma viagem em que levará atendimento médico à população ribeirinha do Baixo Madeira. A embarcação da Prefeitura Municipal vai atracar nos portos dos distritos de São Carlos, Nazaré e Calama, onde prestará os serviços.

A embarcação sairá com mais de 20 profissionais da área da saúde a bordo.

A ação é coordenada pelo Departamento de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) e conta com parcerias da Universidade Federal de Rondônia (Unir) e do Exército Brasileiro.

Serão 10 dias de viagem entre ida, atendimento e retorno. Segundo a Semusa, o atendimento será por demanda espontânea.

Estarão disponíveis profissionais das seguintes áreas: médico clínico geral, ginecologista, enfermeiros, farmacêutico, educador físico, equipe de imunização, biomédico, técnico em enfermagem e técnico de laboratório. Também haverá vacinação contra Covid-19 e H1N1.

BÁSICA

A ação vai levar atenção básica às comunidades ribeirinhasO Barco Saúde foi a estratégia encontrada pela Prefeitura de Porto Velho para levar atenção básica às comunidades ribeirinhas. É a garantia de atendimento médico para a prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças, além de reabilitação e cuidados paliativos.

Leia Também:  MP intervém contra cobranças abusivas de honorários de procuradores

Confira os serviços oferecidos:

• Coleta de citopatológico de colo uterino;
• Planejamento reprodutivo com possibilidade de Inserção de DIU;
• Atendimento ao pré-natal;
• Realização de testes rápidos para ISTs;
• Atendimento de crescimento e desenvolvimento infantil;
• Consulta com ginecologista;
• Consulta com médico generalista;
• Vacinação Covid-19 e H1N1;
• Educação em saúde;
• Oferta de teste rápido para Covid-19;
• Oferta de preservativos e lubrificantes;
• Oferta de exames laboratoriais básicos;
• Dispensação de medicação de acordo com a prescrição médica e de enfermagem.

CRONOGRAMA

São Carlos – dias 10 e 11/06
Nazaré – dias 12 e 13/06
Calama – dias 14 e 15/06

Texto: Pedro Bentes
Foto: Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Porto Velho

COVID-19 – Mutirão de vacinação da Prefeitura atende em dois pontos neste sábado e domingo

Publicados

em


Prefeito Hildon Chaves visitou os locais onde a imunização mobilizou servidores municipais e voluntários
Altair Altoff, professor universitário, foi o primeiro a ser vacinado no ponto da Faculdade São Lucas

O sábado foi de mutirão de vacinação contra a Covid-19 em Porto Velho. A Prefeitura Municipal, com o apoio de voluntários, promoveu mutirão de atendimento no Centro Universitário Fimca e Centro Universitário São Lucas, onde foram imunizadas pessoas com 50 anos de idade ou mais sem comorbidades, profissionais da educação do ensino fundamental, médio, superior e profissionalizante. O prefeito Hildon Chaves acompanhou os trabalhos nestes locais.

Prefeito Hildon Chaves acompanhou os trabalhos nos locais de vacinação“A partir deste momento, estamos vislumbrando o horizonte da retomada das aulas presenciais. A meta neste final de semana é vacinar aproximadamente 12 mil profissionais da educação no geral”, afirmou o prefeito.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) estabeleceu como meta vacinar cerca de 7 mil pessoas neste sábado com a primeira dose da vacina Astrazeneca. O mutirão envolveu cerca de 400 pessoas, entre servidores da prefeitura, acadêmicos e outros voluntários.

Altair Altoff, professor universitário, foi o primeiro a ser vacinado no ponto da Faculdade São Lucas. “A vacinação é de suma importante para alcançar a imunização. É uma alegria muito grande poder tomar a vacina e saber que estamos buscando a imunização de 100% da população”, comentou.

Leia Também:  MP intervém contra cobranças abusivas de honorários de procuradores

Edimar Pereira, açougueiro de 50 anos, estava emocionado com a primeira dose da vacina, que era muito aguardada. “Estou muito feliz, é um dia especial. Eu estava ansioso e finalmente chegou a hora, agora vou poder trabalhar mais tranquilo”, comemorou. Para o professor João Paulo, vacina representa a retomada das aulas presenciais

Para João Paulo Viana, professor da Universidade Federal de Rondônia, a vacina representa a possibilidade da retomada das aulas presenciais. “Significa o fim de uma longa espera e um momento de alívio e tranquilidade, uma vez que o Brasil vai começar a crescer novamente e a gente vai poder desenvolver nossas atividades com novo normal. Então hoje é um dia de alívio e agradecimento, inclusive agradecer à Prefeitura por essa oportunidade”, disse ele, que é doutor em ciência política.

O mutirão continua neste domingo (20), também com dois pontos de vacinação, sendo um na Faculdade Fimca, das 9h às 13h, para profissionais da educação do ensino fundamental, médio, privado, profissionalizante e ensino superior; e o outro no sistema drive-thru, na sede da Prefeitura Municipal, na avenida 7 de Setembro, 237, Centro, também de 9h às 13h, para trabalhadores da educação do ensino fundamental e médio.

Leia Também:  SEGURANÇA - Prefeitura anuncia o fechamento de uma das pistas do Espaço Alternativo 

FOME

Aproveitando a mobilização da população durante a vacinação, a Prefeitura pede a todos que, se possível, façam a doação voluntária de qualquer tipo de alimento não perecível nos locais de vacinação que também são pontos de coleta para atender as famílias menos favorecidas.

Texto: Renata Beccária
Fotos: Wesley Pontes

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA