PORTO VELHO

Porto Velho

SAÚDE – Profissionais recebem capacitação para combater a sífilis

Porto Velho


Recomendação é para que as grávidas, principalmente, façam exames e iniciem logo o tratamento

Liney Maria Araújo, palestrante, é enfermeira, sexóloga e especialista em sífilisAs unidades de saúde do município estão capacitadas para acolher e tratar pessoas que contraíram sífilis. Um ciclo de palestras realizadas durante toda a quarta-feira (13), no auditório do Conselho Regional de Medicina (Cremero), está atualizando profissionais da saúde sobre o assunto. O objetivo é reduzir o número de notificações, principalmente da forma congênita, que é a transmitida pelas gestantes aos bebês.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Eliana Pasini, é importante que as gestantes façam o tratamento com antecedência e evitem a transmissão para os bebês. “É um desafio e temos os meios para vencer. Nossas equipes estão qualificadas para atender bem”, disse a secretária diante de uma plateia formada por agentes de saúde e outros profissionais da área.

A secretária destacou ainda que o sucesso da missão envolve a participação de todos, e lamentou que a pandemia da covid-19 tenha reduzido a força do trabalho contra a sífilis nos últimos meses. “Estamos voltando com toda a nossa capacidade”, afirmou.

Leia Também:  Prefeito apresenta nova gestão do transporte escolar da Zona Rural

DETERMINAÇÃO

Secretárias municipais de Saúde, Marilene Penati e Eliana PasiniLiney Maria Araújo é enfermeira, sexóloga e especialista em sífilis. Veio do Mato Grosso para ministrar palestras no evento.

Segundo a enfermeira Maria de Lurdes Oliveira, coordenadora de Vigilância das IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis) da Semusa e participante do Comitê de Investigação de Transmissão Vertical da sífilis, em 2019 houve 198 notificações da doença em Porto Velho. Em 2020, o número baixou para 148. A taxa de ocorrências é de 6,8 par mil habitantes. É necessário que chegue a 2 por cada mil habitantes. “Nossa situação é boa, mas precisa melhorar”, disse ela.

Segundo a secretária adjunta da saúde, Marilene Penati, é fundamental evitar que bebês nasçam com a doença e, para isto, as gestantes devem iniciar o tratamento pelo menos 30 dias antes do parto. “O tratamento envolve também o parceiro. O homem é o principal transmissor da sífilis”, explicou.

O ciclo de palestras faz parte da Semana Portovelhense de Mobilização Contra a Sífilis e Sífilis Congênita, realizada pela Semusa, através do Núcleo Gestor da Educação Permanente (Nugep).

Leia Também:  COVID-19 - Drive-thru vai atender população com 1ª e 2ª dose da vacina nesta sexta-feira, no Prédio do Relógio

Texto: Nonato Cruz
Foto: Carlos Sabino

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Porto Velho

CAMPANHA – Mobilização contra a covid-19 leva equipes de vacinadores às unidades de saúde nesta sexta-feira

Publicados

em


Última atualização às 18h25

Porto Velho Shopping, Mercado Cultural e Loja Maçônica Quéops 11 também atenderão

Unidades de saúde estão aplicando a vacina contra a covid-19A antecipação da aplicação da 2ª dose da vacina contra a covid-19 para 28 dias é a oportunidade para que as pessoas que também antecipem a proteção contra o vírus. Por isto, a Prefeitura de Porto Velho realiza, nesta sexta-feira (22), uma grande mobilização nas unidades de saúde da capital para aplicar os imunizantes.

“As pessoas que tomaram a 1ª dose não precisam mais esperar muito tempo. Com menos de um mês já podem completar o esquema vacinação”, destacou a titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Eliana Pasini.

Após explicar que a antecipação do tempo para a aplicação da 2ª dose amplia o contingente dos que ficam aptos para completar o ciclo vacinal, Eliana Pasini disse que é o momento em que toda a sociedade deve contribuir para que a proteção contra a pandemia seja consolidada.

“Precisamos que pais orientem os filhos sobre a importância de afastar o risco de contaminação e suas consequências”, defendeu a secretária adjunta da Semusa, Marilene Penati. Segundo ela, a queda no número de ocorrências, inclusive de óbitos, é resultado da campanha de imunização, mas é preciso avançar para que a pandemia seja totalmente controlada.

Leia Também:  SAÚDE - Servidores da saúde recebem equipamentos de proteção individual em Porto Velho

PROGRAMAÇÃO

Vacinação com 1° 2° e 3° dose

SEXTA-FEIRA (22) Segunda dose da vacina contra a covid-19 tem intervalo de 28 dias

Local: Porto Velho Shopping
Endereço: Av. Pref. Chiquilito Erse, 3288 – Flodoaldo Pontes Pinto
Horário: 14h às 21h

UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE – Apenas com vacinas contra a covid-19

ZONA LESTE

Unidade de Saúde José Adelino
Endereço:
Rua Orion, 56, bairro Ulisses Guimarães
Horário: 8h às 18h

Unidade de Saúde Mariana
Endereço:
Rua Rosalina Gomes, 9900 Bairro Mariana
Horário: 8h às 18h

Unidade de Saúde Socialista
Endereço:
Rua Mané Garrincha, bairro Socialista
Horário: 8h às 18h

Unidade de Saúde Hamilton Gondin
Endereço:
Rua José Amador dos Reis, 3514 bairro Tancredo Neves
Horário: 8h às 18h

Unidade de Saúde Ernandes Índio
Endereço:
Avenida Mamoré com rua José Vieira Caúla, 5002
Horário: 8h às 18h

ZONA CENTRAL

Unidade de Saúde Ronaldo Aragão
Endereço:
Rua Estrada do Belmonte, 2044 Bairro Nacional
Horário: 8h às 18h

ZONA SUL

Unidade de Saúde Castanheira
Endereço:
Rua Pau Ferro, 878 Bairro Castanheira
Horário: 8h às 18h

Leia Também:  ECONOMIA - Mercado Estação de Jaci-Paraná é inaugurado com 40 novos boxes

Unidade de Saúde Nova Floresta
Endereço:
Rua João Paulo I, bairro Novo Horizonte
Horário: 8h às 18h

Unidade de Saúde Osvaldo Piana
Endereço:
Rua Campos Sales, 858 bairro Areal
Horário: 8h às 18h

Unidade de Saúde Renato Medeiros
Endereço:
Rua Magno Arsolino, 1456 bairro Cidade do Lobo
Horário: 8h às 18h

*As demais unidades atenderão vacina de rotina

Texto: Nonato Cruz
Foto: Saul Ribeiro e Wesley Pontes

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA