PORTO VELHO

PORTO VELHO

TRANSPORTE COLETIVO – Começa a valer a gratuidade da tarifa do transporte coletivo

Porto Velho

 

Durante todo mês de abril o serviço terá custo zero ao usuário

Começou a valer no sábado (10) a gratuidade da tarifa do transporte coletivo em Porto Velho, conforme o Decreto nº 17.241/2021, que regulamenta a Lei nº 2.797 de 6 de abril de 2021, estabelecendo valores subsidiados nas passagens do transporte coletivo na capital.

Adão Francisco deixou a moto guardada e vai economizar usando o transporte públicoA Lei estabelece que até o dia 9 de maio, os ônibus circularão com tarifa zero. Adão Francisco, que faz uso do transporte coletivo eventualmente, deixou a moto em casa para economizar. “Achei muito bom, ainda mais nesse período de pandemia que está difícil. Vou usar a moto somente em caso de emergência”, disse o porteiro enquanto esperava o ônibus no Centro para ir ao bairro Ulisses Guimarães, onde reside.

Maria Helena Pontes usa o transporte coletivo quase todo dia. A moradora do bairro Socialista afirmou que o orçamento está apertado neste período e viu na gratuidade uma oportunidade de economizar. “Ficou tudo mais difícil, agora eu trabalho somente duas vezes na semana e com isso a renda diminuiu. O dinheiro que você normalmente paga para usar o transporte todo santo dia pode ajudar, quer dizer que o do ônibus você pode usar para comprar ou fazer outra coisa”, comemorou a usuária.

Leia Também:  Recomendação Conjunta orienta Prefeitura de Guajará a contratar médicos formados no Brasil ou no exterior

Durante o mês de abril o uso do cartão eletrônico COM Card está dispensado. Ainda conforme o Projeto, do dia 10 de maio a 9 de agosto, o valor será de R$ 1; de 10 de agosto a 9 de novembro, R$ 2; e de 10 de novembro a 31 de dezembro de 2021, o valor será de R$ 3. “Neste caso os novos valores serão válidos somente para pagamento com o COM Card, e para o pagamento em dinheiro continuará R$4,05”, explicou o prefeito Hildon Chaves.

Prefeito destacou a importância da iniciativa neste período de pandemiaA iniciativa surgiu como incentivo ao setor econômico e também para manter o equilíbrio da empresa responsável pela exploração do serviço de transporte coletivo. Antes da pandemia, cerca de 58 mil passageiros eram transportados diariamente. Atualmente, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), estão sendo transportados cerca de 6 mil passageiros/dia e, pelo menos, 3,5 mil são pagantes.

“Esta é uma maneira que a Prefeitura encontrou para reforçar as atividades dos nossos empresários, dos nossos comerciantes, da nossa população. É, também, uma oportunidade para quem ainda não conhece o novo transporte coletivo da capital”, concluiu Hildon.

Leia Também:  Hildon Chaves reitera que a Prefeitura de Porto Velho terá frota própria

A redução na tarifa decorre da concessão de subsídio pela Prefeitura, que destinará cerca de R$ 6 milhões à JTP Transporte, Serviços, Gerenciamento e Recursos Humanos Ltda, a concessionária do transporte coletivo na capital.

Texto: Renata Beccária
Fotos: Leandro Moraes

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Porto Velho

IMUNIZAÇÃO – Novas doses de Coronavac serão enviadas a distritos de Porto Velho

Publicados

em


A Semusa depende do envio de doses do Ministério da Saúde para seguir atendendo a população

Doses serão enviadas para a imunização nos distritos

Porto Velho recebeu na sexta-feira (14) 2 mil doses de Coronavac, o quantitativo será enviado aos distritos da capital que também estão com a segunda aplicação do imunizante atrasado.

Segundo Elizeth Gomes, da divisão de imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), o planejamento da distribuição já está sendo alinhado. “Essas doses já estão confirmadas para envio aos nossos distritos que, assim como a capital, estão com a segunda aplicação atrasada. Estamos, agora, organizando a logística para distribuição”.

Na quinta-feira (13), a capital já havia recebido 4.060 doses de Coronavac. Desse quantitativo, 1.060 estavam separadas para os distritos, porém com uma procura maior que a esperada, todas as doses foram utilizadas para a segunda aplicação na capital. Agora, com as novas doses recebidas, todas serão envidas aos distritos.

“Aguardamos o envio de novas doses por parte do Ministério da Saúde para atender aqueles que ainda têm a segunda aplicação atrasada”, declarou a gerente de imunização.

Leia Também:  Pacientes recuperados voltam a se infectar na Coreia do Sul

Foram imunizados com a segunda aplicação pessoas que receberam a primeira dose nos dias 30 e 31 de março e no dia 1° de abril.

A Semusa reforça que o planejamento de aplicação de segunda dose da Coronavac está sendo feito o mais rápido possível para atender todos que tem a segunda aplicação atrasada, mas a secretaria depende do envio de doses do MS para seguir atendendo a população.

Texto: Jefferson Carvalho
Fotos: Saul Ribeiro e Wesley Pontes

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA