PORTO VELHO

eleições

RO deu a Bolsonaro a segunda maior votação no segundo turno

eleições

Terminada a apuração em todo o país, o mapa dos votos mostra os redutos eleitores de cada candidato à presidência da República. Eleito presidente, Lula mostrou força principalmente no Nordeste. Já o presidente Jair Bolsonaro mostrou mais força nas regiões Sudeste, onde perdeu apenas em Minas Gerais, já no Sul, ganhou em todos os estados.

Na Região Norte, Bolsonaro perdeu apenas nos estados do Amazonas e Pará. Aliás, foi no Norte do país, incluindo Rondônia, que o atual presidente teve os maiores percentuais de votos. Os rondonienses mostram mais uma vez o apreço por Bolsonaro e deram a segunda maior vitória em todo o Brasil. Em Rondonia, Bolsonaro foi escolhido por 70,66%  dos eleitores. O índice só é menor do que  Roraima, estado campeão de votos para o atual presidente onde obteve a preferência de 76,08% dos eleitores.

Já Lula, eleito pela terceira vez à presidência da República, dominou o Nordeste. Os três maiores percentuais de votos vieram do Maranhão, 71,14%, Bahia, 72,12% e Piauí, com 72,11%.

Leia Também:  Presidente do TJRO defende Estado Digital em abertura das atividades no TRE

No total, comprovando o acirramento que foi a eleição, Bolsonaro venceu em 14 estados e Lula em 13.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Prazo para justificar voto do segundo turno termina na segunda-feira

Publicados

em

Urna eletrônica
Nelson Jr./Ascom/TSE

Urna eletrônica


Brasileiros que não compareceram às urnas no segundo turno das eleições, no dia 30 de outubro do ano passado, têm até segunda-feira (9) para justificar o fato de não ter votado e regularizar a situação junto à Justiça Eleitoral.

A justificativa pode ser feita por meio do aplicativo e-Titulo; pelo Sistema Justifica, nos portais da Justiça Eleitoral; ou preenchendo o formulário de justificativa eleitoral. 


O voto é obrigatório para quem tem entre 18 e 70 anos de idade e cada turno é contabilizado como uma eleição independente pela Justiça Eleitoral. Para que a pessoa esteja com a situação regularizada é preciso ter votado em todas as eleições ou justificado as ausências.

Brasileiros com situação irregulares ficam impedidos de emitir o certificado de quitação eleitoral e o que também pode ocorrer com a emissão de documentos de identidade ou passaporte.

Leia Também:  CHÁ COM ELAS: Líder indígena rondoniense afirma que mulheres indígenas vivem em condição de invisibilidade na sociedade

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA