PORTO VELHO

Rondônia

Agevisa presta contas com Ministério da Saúde e OPAS de recurso enviado para ações de combate à sífilis em Rondônia

Rondônia


A ideia é que a vivência seja renovada e a Agevisa obtenha recursos para tratamento de outros agravos 

Representantes da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Organização Pan Americana da Saúde (OPAS) e Ministério da Saúde (MS) trataram sobre a prestação de contas do recurso disponibilizado para o Governo de Rondônia para o tratamento da Sífilis.

A experiência de aplicação do recurso foi considerada satisfatória pelas duas instituições e tecnicamente o relatório da Agevisa está apto a ser publicado. A ideia é que a vivência seja renovada e a Agevisa obtenha recursos, inclusive, para tratamento de outros agravos no contexto das infecções sexualmente transmissíveis (IST).

De acordo com a gerente técnica da Vigilância Epidemiológica da Agevisa, Maria Arlete da Gama Baldez, apesar do pouco tempo para executar as ações previstas, o projeto foi bem-conceituado e a ideia é de que seja enviado recursos para implementação de mais ações de combate e prevenção. “Tivemos que apresentar resultados em seis meses e por isso corremos contra o tempo”, conta.

O projeto foi executado mediante Termo de Cooperação entre Agevisa e OPAS, por meio da carta acordo SCON 2021-00019 – Plano de Intensificação de ações para certificação de municípios para eliminação da sífilis congênita em Rondônia. Entre as ações desenvolvidas constaram qualificação de mão de obra, por meio de capacitação dos profissionais de saúde, da atenção primária, vigilância epidemiológica e dos hospitais.

BANCO DE DADOS

Leia Também:  Equipes da Seosp analisam infraestrutura de espaços de desporto e lazer; estudos técnicos serão concluídos

Para o diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima, importante resultado da aplicação do recurso está, também, a qualificação do Banco de Dados com informações precisas sobre este agravo de saúde e o perfil dos pacientes. “Assim é possível trabalhar as políticas públicas de maneira mais assertiva”, evidencia.

Manoel Carlos Alves Braga, representante do Ministério da Saúde explica que o projeto foi de R$ 500 mil e serviu para ter uma ideia da atuação da coordenação estadual. “Tecnicamente a execução foi satisfatória, muito bom o trabalho da coordenação estadual, apesar das dificuldades para executar em pouco tempo. Com base nessa experiência faremos novos financiamentos com prazo maior, de um ano”, adiantou.

A consultora técnica da Unidade de Doenças Transmissíveis da OPAS, Grasiela Araújo, avalia positivamente a parceria do Ministério da Saúde em viabilizar os recursos federais e da gestão estadual do projeto. “Esses recursos são para viabilizar ações visando eliminar a transmissão vertical da sífilis (de mãe para o bebê durante a gestação). Nosso objetivo é incentivar boas práticas nos municípios para alcançar adesão da certificação de eliminação da transmissão vertical”, destaca.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Servidores da Sugesp recebem instruções sobre serviços e horário ampliado de atendimento no “Tudo Aqui”

Publicados

em


A ampliação do horário de atendimentos vai dar mais agilidade às demandas, sendo a maior delas, a procura por documentos de identidade

Servidores que fazem parte da Superintendência de Gestão dos Gastos Públicos Administrativos (Sugesp), participaram de reunião com a empresa terceirizada que vai executar os serviços de apoio técnico administrativo e operacional no “Tudo Aqui” – unidade shopping. O horário de atendimento da unidade será ampliado e passará a ser das 8h às 20h, para todos os serviços ofertados.

As medidas apresentadas pela Sugesp têm a premissa de otimizar o serviço público, essencial a toda população rondoniense, por meio de ações positivas e aspectos inovadores, objetivando a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos que diariamente, necessitam de atendimento.

Atualmente, na unidade do “Tudo Aqui”, localizada no shopping da Capital, são oferecidos ao público, serviços de: 1ª e 2ª vias de Carteira de Identidade (RG); Passaporte; Carteira Nacional de Habilitação (CNH); Passe Livre para pessoas idosas, com deficiência e pessoas que fazem tratamento contra o câncer, além do cadastro no Sine Estadual.

Leia Também:  Na 13ª noite da "Operação Prevenção” estabelecimentos são flagrados descumprindo decreto governamental

O gestor da Sugesp, Carlos Lopes, explica que inicialmente, os atendimentos do “Tudo Aqui” da unidade eram feitos apenas por servidores da superintendência e agora, os atendimentos serão feitos por empresa terceirizada para dar maior agilidade às demandas pendentes, sendo gerenciado pela própria pasta.

“Conseguimos autorização da empresa gestora do shopping, para iniciarmos os atendimentos às 8h, antes da abertura de todas as lojas. Com isso, os servidores irão atuar de acordo com o contrato firmado, que será em dois turnos, de 8h às 14h e de 14h às 20h”, pontua o superintendente.

Carlos Lopes afirma que com a nova dinâmica de atendimentos, os trabalhos serão mais rápidos, pois assim como cidadãos da Capital, os do interior também comparecem para resolver pendências documentais. “Com a rotina que passa a ser adotada, vamos poder atender demandas durante todo o dia, até às 22h, se necessário”.

Com relação a extensão do horário de atendimento, a coordenadora estadual do “Tudo Aqui”, Simone Bruinsma, salienta que a tomada de providências foi necessária para que a demanda da população seja solucionada de forma célere e eficaz. “Com o contrato firmado com a empresa terceirizada, os serviços ofertados aos cidadãos serão mais ágeis, beneficiando os cidadãos que diariamente, se dirigem ao “Tudo Aqui”, finaliza Simone Bruinsma.

Leia Também:  TJRO informa servidores sobre Precatório de Técnicos Estaduais
Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA