PORTO VELHO

Rondônia

Após lançamento do projeto Governo no Campo, produtores devem conquistar mercados consumidores de outros estados

Rondônia


Aparecida Pereira vende cará, já colhe tomate cereja e agora plantará berinjela na Linha 2 do Setor Chacareiro de Porto Velho

A variedade da produção agrícola rondoniense vai conquistar os mercados de diversos estados. A exemplo da rosa do deserto, produzida em várias chácaras, que já abastece Rondônia, Acre, Mato Grosso e chega à meca das flores, em Holambra (SP). Agora, com o lançamento do projeto Governo no Campo, os horticultores ficaram mais animados em fornecer a produção não apenas para Porto Velho, mas a outros municípios.

Eles se sentiram mais seguros quando souberam da futura construção da Central de Abastecimento (Ceasa), que deve consolidar as vendas diárias. Ao mesmo tempo, a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) estuda a possibilidade de uma parte da produção ser também enviada a Manaus, o maior mercado consumidor da Amazônia Ocidental Brasileira.

Este é o cenário de expectativas no Setor Chacareiro da Capital, onde a Seagri, a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater), o Departamento de Estradas de Rodagem e Transporte (DER), a Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi) e a Secretaria Municipal de Agricultura (Semagric) uniram-se pelo trabalho conjunto em benefício da agricultura familiar.

PRODUTORES

Chacareiros filiados a diversas associações compareceram à tenda instalada para o lançamento do “Governo no Campo” e viram máquinas e tratores que serão utilizados no encascalhamento de estradas vicinais e ouviram autoridades mencionando os recursos financeiros do projeto que também atende a outros 15 municípios. São pais e mães de família produtores de abobrinha, alface lisa e crespa, caxi, cebolinha, inhame, mandioca, maxixe, quiabo e salsinha.

“Barato e bom para uma sopa bem nutrida”, enfatiza Aparecida Pereira de Melo Santo, mãe de quatro filhos e muito esperançosa em dias melhores. “Essa organização das associações é boa pra nós, vamos garantir mais pra quem quiser”, ela disse.

Na Chácara Menino Jesus, Aparecida já programa o plantio de berinjela, além de expandir os canteiros de tomate-cereja.

Em outro ponto, há anos ameaçadas de extinção no mundo, as abelhas alegram a chácara de Luiz Dionin de Souza, pai de cinco filhos, que trabalha com a esposa Célida no trato e administração de oito colmeias. De dois em dois meses ele tira 15 quilos de mel.

“O clima faz a gente parar a produção de mel em dezembro, mas em junho recomeçamos”, ele informou.

Produtor de mel, Luiz de Souza 

Segundo Luiz, a polinização nessa região de Porto Velho é feita em pés de assa-peixe, caju, café, maracujá, manga, moringa, entre outros. “Sai muito bom esse mel: o mais claro é de abelhas que preferem o café, o escurinho, de abelhas que procuram as mangas”, relatou. 

O mel tem compradores certos na cidade, funcionando o comércio em mercados, feiras livres e o porta a porta. Enquanto não chega a Ceasa, Luiz fornece a sua produção à Companhia Brasileira de Abastecimento (Conab), com a qual se relaciona desde 2010, vendendo batata doce, inhame roxo, limão rosa e taiti e macaxeira, principalmente.

Ele contou que paga o frete até o centro de Porto Velho, e quando a carga é muito grande, aciona o caminhão da Semagric.

Na mesa farta de produtos montada para servir de vitrine, na quinta-feira, às autoridades visitantes, Alnezinda Nolasco disse que trabalha há um ano com pepino adocicado [ou agridoce] em sua chácara na Estrada dos Periquitos. Ela diversificou sua linha de produtos: garrafa de caldo de cana , doces caseiros, e conserva de abóbora. 

Já o produtor Azuil do Nascimento Fernandes organiza para iniciar a plantação de batata doce branca. Hoje, ele planta milho e batata, jerimum, macaxeira, jerimum jacaré próprio para geleias. Para ele, as orientações da Emater são fundamentais para uma boa colheita.

Rosa do deserto produzida em Porto Velho é vendida a outros estados

O sucesso mais badalado no Setor Chacareiro, que projeta Rondônia no cenário, são as flores que têm grande aceitação no estado e outras regiões brasileiras.

Em junho passado, o Governo do Estado, via Seagri, enviou 690 sacas de calcário para pequenos agricultores do setor. A doação aconteceu na sede da Associação de Produtores Boa Safra, uma das 16 beneficiadas pela emenda parlamentar de autoria do deputado estadual Marcelo Cruz. 

“Essa emenda reforça o bom relacionamento do governo do estado com a Assembleia Legislativa e com isso quem ganha é o produtor rural”, disse na ocasião o governador Marcos Rocha. No ato de quinta-feira,29.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  DER executa obras de melhorias na RO-487 no Cone Sul de Rondônia
Propaganda

Rondônia

Edição 546 – Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

Publicados

em


Dos 264.810 casos de covid-19 confirmados em Rondônia, 86.283 são de Porto Velho

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço de dados referente aos casos de covid-19 no Estado.

Neste sábado (18), foram consolidados os seguintes resultados:

Casos confirmados – 264.810  (100%)
Casos ativos – 790 (0,30%)
Pacientes recuperados – 257.658 (97,30%)
Óbitos – 6.511 (2,46%)
Pacientes internados na Rede Estadual de Saúde – 49
Pacientes internados na Rede Privada – 03
Pacientes internados na Rede Municipal de Saúde – 18
Pacientes internados na Rede Filantrópica – 00
Total de pacientes internados – 70
Pacientes aguardando leitos: 0
Testes Realizados – 1.025.205
Aguardando resultados do Lacen – 192

* População vacinada:
1ª Dose – 1.099.605
2ª Dose – 510.586

  • Total de doses aplicadas: 1.610.191

Vacinas recebidas: 1.815.968

* CoronaVac: 606.558

* AstraZeneca: 679.150

* Pfizer: 494.910

*Janssen: 35.350

Fonte: Painel de Vacinas: 12h30

No Estado, os números de casos confirmados, recuperados e de óbitos, desde o primeiro registro em 20 de março de 2020 até hoje (18 de setembro de 2021), por covid-19 são:

TOTAL DE CASOS EM RONDÔNIA – 18/09/2021
Município Casos Totais Óbitos Totais Curados Totais
Porto Velho 86.283 2.508 83.687
Ariquemes 22.631 497 22.120
Ji-Paraná 20.217 603 19.579
Cacoal 14.749 303 14.401
Vilhena 14.655 269 14.338
Jaru 7.987 184 7.771
Rolim de Moura 7.169 170 6.958
Machadinho D’Oeste 6.919 114 6.779
Pimenta Bueno 6.830 118 6.609
Guajará-Mirim 5.435 223 5.211
Buritis 5.064 77 4.982
Ouro Preto do Oeste 4.766 147 4.607
Alta Floresta D’Oeste 4.075 66 4.001
Candeias do Jamari 3.983 78 3.903
Presidente Médici 3.695 85 3.605
Espigão D’Oeste 3.674 76 3.592
Nova Mamoré 3.604 82 3.511
Cerejeiras 2.559 62 2.484
São Francisco do Guaporé 2.544 47 2.493
São Miguel do Guaporé 2.522 51 2.469
Colorado do Oeste 2.377 45 2.326
Nova Brasilândia D’Oeste 2.295 34 2.250
Cujubim 2.031 41 1.990
Costa Marques 1.990 37 1.946
Alto Paraíso 1.883 50 1.831
Monte Negro 1.843 34 1.809
Chupinguaia 1.587 25 1.549
Alto Alegre dos Parecis 1.490 45 1.442
Seringueiras 1.495 21 1.459
Itapuã do Oeste 1.409 18 1.386
Urupá 1.284 32 1.246
Campo Novo de Rondônia 1.265 23 1.242
Vale do Anari 1.224 25 1.187
Alvorada D’Oeste 1.162 29 1.133
Mirante da Serra 1.066 13 1.032
Santa Luzia D’Oeste 995 21 974
Cacaulândia 934 15 910
Cabixi 911 21 886
Nova União 858 15 843
Corumbiara 849 22 826
Theobroma 848 26 822
Vale do Paraíso 852 26 816
Novo Horizonte do Oeste 676 22 654
Governador Jorge Teixeira 624 22 595
Rio Crespo 615 13 602
Teixeirópolis 533 9 523
São Felipe D’Oeste 513 12 501
Ministro Andreazza 507 14 492
Pimenteiras do Oeste 441 15 426
Parecis 387 11 372
Castanheiras 275 8 266
Primavera de Rondônia 230 7 222
Total geral 264.810 6.511 257.658
Leia Também:  Edição 537 - Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia
Em Rondônia, nas últimas 24 horas foram registrados os seguintes resultados para covid-19:
ÚLTIMAS 24 HORAS
MUNICÍPIOS CASOS CONFIRMADOS ÓBITOS
Porto Velho 20
Ariquemes
Ji-Paraná 5
Cacoal 1
Vilhena 2
Jaru
Rolim de Moura 2
Machadinho D’Oeste -1
Pimenta Bueno
Guajará-Mirim
Buritis
Ouro Preto do Oeste
Alta Floresta D’Oeste 1
Candeias do Jamari
Presidente Médici 1
Espigão D’Oeste
Nova Mamoré 2
Cerejeiras
São Francisco do Guaporé
São Miguel do Guaporé
Colorado do Oeste
Nova Brasilândia D’Oeste
Cujubim
Costa Marques 1
Alto Paraíso
Monte Negro
Chupinguaia
Alto Alegre dos Parecis
Seringueiras
Itapuã do Oeste
Urupá
Campo Novo de Rondônia
Vale do Anari
Alvorada D’Oeste
Mirante da Serra
Santa Luzia D’Oeste
Cacaulândia
Cabixi
Nova União
Corumbiara 3
Theobroma 1
Vale do Paraíso 1
Novo Horizonte do Oeste
Governador Jorge Teixeira 1
Rio Crespo
Teixeirópolis
São Felipe D’Oeste
Ministro Andreazza
Pimenteiras do Oeste
Parecis
Castanheiras
Primavera de Rondônia
Total geral 40

ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES:

  • Nas últimas 24 horas, não foi registrado nenhum óbitos por covid-19 em Rondônia.
Leia Também:  Hospital de Rondônia é o primeiro a utilizar predomínio de energia solar

Segundo a Agevisa, os dados são analisados diariamente pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), que acompanha também a investigação epidemiológica feita pelas equipes de Saúde nos municípios para checagem de dados.

Para informações detalhadas e relatórios na íntegra, acesse o Portal Coronavírus em Rondônia, por meio do endereço: coronavirus.ro.gov.br

Veja todos os relatórios de dados já publicados sobre a covid-19 em Rondônia, clicando no link http://bit.ly/2EzHtco

Os dados de vacinação são adicionados ao sistema diretamente pelos municípios e são dinâmicos.
Para dados atualizados em tempo real, acesse: https://covid19.sesau.ro.gov.br/Home/Vacina

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA