PORTO VELHO

Rondônia

Campanha de doação de sangue será realizada em Buritis, neste final de semana

Rondônia

Atividades que estão sendo coordenadas pelo Hemocentro Regional de Ariquemes

Entres as várias ações desenvolvidas pela Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia – Fhemeron, acontece no próximo dia 25 de junho, em parceria com a Prefeitura de Buritis, a campanha de conscientização quanto à doação de sangue e cadastro de possíveis doadores de medula óssea.

As atividades que estão sendo coordenadas pelo Hemocentro Regional de Ariquemes ocorrerão no Posto de Saúde Central, localizado na avenida Porto Velho, n° 1415, Setor 3. O horário de atendimento será das 8h às 17h. A medida tem por objetivo a manutenção do estoque de sangue na homorede estadual.

De acordo com a diretora do hemocentro de Ariquemes, Nandi Gomes, a unidade irá atender normalmente na sexta-feira e no sábado. As coletas ocorrerão somente em Buritis.

REQUISITOS

Estar em boas condições de saúde;

Ter entre 18 e 69 anos de idade (caso seja a primeira doação, o limite de idade é de 60 anos);

Jovens entre 16 e 17 anos poderão doar acompanhados dos pais ou responsáveis legais;

Leia Também:  Força-tarefa da Sesau e Comitê de combate ao mosquito Aedes aegypti definem mutirões em Porto Velho

Ter peso acima de 50 kg;

Estar alimentado, evitando alimentação gordurosa (aguardar três horas após o almoço);

Homem pode doar até quatro vezes ao ano, em intervalos de 60 dias (dois meses);

Mulher pode doar até três vezes ao ano, em intervalos de 90 dias (três meses);

Ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas.

IMPEDIMENTOS TEMPORÁRIOS

Estar gripado, resfriado ou com febre (aguardar sete dias após o desaparecimento dos sintomas);

Estar grávida ou amamentando;

Estar em tratamento médico;

Ter ingerido bebida alcoólica no dia da doação (12 horas);

Ter tatuagem feita há menos de um ano;

Ter feito endoscopia digestiva nos últimos seis meses;

Ter adquirido malária nos últimos 12 meses.

Funcionários da área da saúde que estão à frente do enfrentamento da covid-19 estão inaptos para doação de sangue.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

82,3% das viagens dos rondonienses foram por motivos pessoais

Publicados

em

O suplemento de Turismo da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) mostra que, em 2021, das 68 mil viagens feitas por rondonienses, 82,3% foram por motivos pessoais e 17,7% por motivos profissionais. Os percentuais são semelhantes aos apresentados em 2019: 80,5% por motivos pessoais e 19,5% por motivos profissionais.Por local de hospedagem, a casa de amigo ou parente foi a principal instalação, representando 45,9% das viagens ocorridas em 2021. Em todo o Brasil, a casa de amigo ou parente também foi a principal acomodação, sendo 42,9% de todas as viagens.A pesquisa aponta também que, das viagens realizadas pelos rondonienses por motivo pessoal, 23 mil (42,1%) foram para visita ou eventos de familiares e amigos, 17 mil (30,3%) para tratamento de saúde ou consulta médica, dez mil (18,1%) para lazer e cinco mil (9,4%) tiveram outros motivos.Ao comparar as informações da pesquisa nos anos de 2019 e 2021, percebe-se que as viagens com carro particular ou da empresa passaram a corresponder a mais da metade dos veículos utilizados. Em 2019, as viagens com carro particular ou de empresa representaram 36% do total. Já em 2021, este percentual foi de 56,8%.Em relação ao número de domicílios em que houve viagem, a PNAD Contínua aponta que, no ano de 2019, ocorreram viagens em 17,4% dos domicílios rondonienses enquanto que, em 2021, este índice foi de 9,3%.Nos domicílios em que nenhum morador viajou em 2021, foi questionado sobre o motivo, sendo que os mais recorrentes foram: não ter necessidade (29,1%), não ter dinheiro (19,7%) e não ser prioridade (19,3%). Estes índices foram diferentes dos indicados em 2019: em 43,5% dos domicílios que nenhum morador viajou o motivo foi por não ter dinheiro; 17,5% não ter tempo e 17,5% não ter necessidade. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA