PORTO VELHO

Rondônia

Casal de Porto Velho que dividiu táxi com chinês é o primeiro suspeito de coronavírus de RO

Rondônia

O governo do Rondônia, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, confirmou nesta sexta-feira (31) os dois primeiros casos suspeitos de coronavírus.

Trata-se de um casal que esteve em recente viagem à São Paulo. Na capital paulista, os dois dividiram um táxi com um chinês.

Ao voltarem para Rondônia no último domingo, 26, e passaram a desenvolver sintomas parecidos com coronavírus.

O casal fez exames que vão ser enviados à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

 


LEIA MAIS:
Ministério da Saúde confirma 9 casos suspeitos de coronavírus em 6 estados
#Saúde
Os casos suspeitos foram notificados nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Santa Catarina, Minas Gerais, Paraná e Ceará O Ministério da Saúde…

Saúde eleva para ‘perigo iminente’ risco do coronavírus e desaconselha viagens à China
#Brasil
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, afirmam que o governo desaconselha viagens à…

Coronavírus infecta em média de 2 a 3 pessoas por dia, mostram estudos britânicos
#Saúde
Cada pessoa infectada com coronavírus está transmitindo a doença para entre duas e três outras pessoas, em média, nas taxas de transmissão atuais, de…

Leia Também:  Campanha "Junho Vermelho" reforça a conscientização da população em doar sangue e poder salvar vidas

Bem perto: Peru registra quatro casos suspeitos de coronavírus chinês
#Saúde
Três dos suspeitos vieram de Wuhan, na China, cidade epicentro da doença. Quatro pessoas estão internadas sob observação em Lima, capital do país O governo…

O ‘açougue’ e o coronavírus
#Artigos
Calma! Um vírus tão renomado jamais viria para este fim de mundo isolado. E se vier, aqui temos o “açougue” João Paulo Segundo O ano…

ALERTA
#Saúde
Governo afirma que todas as 14 pessoas que tiveram contato com estudante estão sendo monitoradas O Ministério da Saúde confirmou nesta terça-feira, 28, o registro…

Apesar das evidências, o secretário estadual de saúde de Rondônia, Fernando Máximo, não acredita no diagnóstico de coronavírus. “Provavelmente esses casos não serão confirmados como coronavírus, mas vamos seguir com todo procolo recomendado pelo Ministério da Saúde. Eles estão tratando em casa, pois é o procolo a ser seguido, e caso não melhorem, serão internados”.

O Brasil não tem nenhum caso confirmado da doença. O Ministério da Saúde monitora nove casos suspeitos: Minas Gerais (1), Rio de Janeiro (1), Rio Grande do Sul (2), São Paulo (3), Paraná (1) e Ceará (1).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Paciente de Dourados é o segundo a ter alta hospitalar após tratamento contra a covid-19 em Rondônia

Publicados

em


O paciente Cleiton chegou na capital no dia 4 de junho

Cleiton Braga dos Santos, de 33 anos, um dos pacientes de Mato Grosso do Sul que veio transferido para leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Porto Velho (RO), na Operação “Unidos Pela Vida”, recebeu alta nesta sexta-feira (18). O paciente do município de Dourados chegou na capital no dia 4 de junho, em estado grave permaneceu na UTI por 11 dias, na Assistência Médica Intensiva (AMI), e na enfermaria do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro permaneceu por mais três dias, até receber alta hospitalar.

“Foram dias difíceis esses que passei na UTI, mas recebi tanto amor e atenção dos profissionais da AMI que eu estou aqui, contando a minha vitória. Deus que colocou na minha vida essa vaga aqui em Porto Velho. Entre várias pessoas à espera por um leito, eu fui o escolhido. Talvez se eu estivesse ficado, não estaria aqui contando minha recuperação. Vim para uma cidade que não conhecia, mas que acolheu como um rondoniense. Meu sentimento é de eterna gratidão”, conta o paciente.

Leia Também:  Semana de Contação de Histórias reunirá trabalhadores manuais e microempreendedores cadastrados e todos os públicos

No último domingo (13), Cleiton Braga fez aniversário e para ele foi um renascimento. “Sobreviver a essa doença é renascer, completei 33 anos num leito de UTI, e agora aqui vivo, me sinto como um milagre de Deus”, enfatizou o rapaz.

A mãe de Cleiton, Joanes Florência Braga, de 62 anos veio buscar o filho

A mãe de Cleiton, Joanes Florência Braga, de 62 anos, veio buscar o filho. Ela o viu pela última vez embarcando em busca de uma chance para se curar da covid-19. “Meu filho renasceu, ele veio para Rondônia em estado grave. Deus colocou as mãos em todos esses profissionais que acolheram meu filho e cuidaram com muito carinho. Todos os dias eu tinha notícias dele. Eu agradeço imensamente a cada um. Só eu sei o que eu passei durante esses dias em que meu filho permaneceu internado. Agora, vendo ele curado e podendo abraçá-lo, só tenho a agradecer ao Estado de Rondônia que nos acolheu”, disse emocionada.

Ao todo, o Estado de Rondônia recebeu 12 pacientes graves do Mato Grosso do Sul, dos quais dois já receberam alta hospitalar e retornaram para sua cidade natal. “Ficamos emocionados em ver que esses pacientes estão voltando para suas cidades locais curados desta doença. O governador Marcos Rocha nos solicitou que, enquanto pudermos ajudar estaremos de portas abertas”, destacou o secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo.

Leia Também:  Prefeito Hildon Chaves vistoria obras da Praça do Parque Ceará
Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA