PORTO VELHO

Rondônia

DER executa serviços de recuperação na RO-494, região de Primavera de Rondônia

Rondônia


DER executa a manutenção dos trechos pavimentado e não pavimentado da rodovia 494

O Governo de Rondônia iniciou a semana com a recuperação da RO-494, conhecida como “Kapa 24”, na região de Primavera de Rondônia. Os serviços são executados pelo Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transporte (DER), por meio da 11ª Residência Regional.

Serão recuperados os 12 quilômetros e 250 metros de rodovia pavimentada que ligam o município à RO-010, com fresagem, lançamento de massa asfáltica e recomposição de acostamento. Os trechos não pavimentados também vão receber manutenção. A região se destaca pela pecuária de corte e leiteira e tem avançado no cultivo da soja.

“Esta é uma rodovia muito importante para o acesso ao município de Primavera de Rondônia e toda a região. A orientação do Governo de Rondônia é manter as rodovias em ótimas condições de trafegabilidade. Por isso estamos atuando no trecho completo”, destaca o residente regional do DER, Thiago Fajardo.

Trechos não pavimentados, os serviços incluem implantação de bueiros, limpeza lateral, aterros, escavação de valetas de drenagem, entre outros

O trecho total da rodovia, sob responsabilidade da 11ª Residência, é de 72 quilômetros e cada um deles deve receber manutenção nos próximos dias. Além de ligar o município de Primavera de Rondônia à RO-010, a RO-494 dá acesso aos distritos de Novo Plano e Querência do Norte e à RO-495, ligando o município de Parecis.

Leia Também:  Exposição "Laços Fraternos-Esperança" começa na Casa da Cultura Ivan Marroco nesta segunda-feira, 17

Quanto aos trechos não pavimentados, nesta semana o DER já está trabalhando na recuperação dos nove quilômetros e 340 metros da RO-494 que liga Primavera à Linha 55. Os serviços incluem implantação de bueiros, limpeza lateral, aterros, escavação de valetas de drenagem, entre outras ações.

“Todo ano, no período do inverno amazônico, esse trecho registrava atoleiros. Agora com a implantação dos tubos ármcos, o problema deve ser resolvido. Com a atenção do Governo de Rondônia, está sendo possível realizar um trabalho completo, especialmente nos pontos críticos”, concluiu Fajardo.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Nota de repúdio da Ameron: Ameaças à juíza Karina Miguel Sobral

Publicados

em

Entendemos essa ameaça como uma ação criminosa, sendo dirigida não somente à magistrada, como também ao Poder Judiciário que ela representava naquela comarca

A Associação dos Magistrados de Rondônia (Ameron) vem a público manifestar solidariedade à juíza Karina Miguel Sobral, que atuava na comarca de Guajará-Mirim, em face das ameaças que tem recebido. A Ameron repudia toda tentativa de intimidação, de qualquer intensidade, que tenha como objetivo coibir o exercício da judicatura rondoniense notoriamente reconhecida como forte, pujante e independente e, igualmente, condena qualquer ação que apresente riscos inerentes à integridade física de qualquer de seus  magistrados.

Entendemos essa ameaça como uma ação criminosa, sendo dirigida não somente à magistrada, como também ao Poder Judiciário que ela representava naquela comarca. Ações desta natureza devem ser combatidas de maneira intolerante, uma vez que o Poder Judiciário tem como premissa a não violência e a imposição rigorosa de meios e formas legais para solucionar os conflitos sociais.

A Ameron repudia o ato criminoso, oriundo de pessoas que, insatisfeitas com as decisões judiciais, procuram coagir ou silenciar seus legítimos representantes mediante atitudes que atentam contra o Estado Democrático de Direito, pois a violência contra a magistratura se constitui como um crime que atinge diretamente o Poder Judiciário.

Leia Também:  Terça-feira quente, com chuvas pontuais, que podem ser fortes, em Rondônia

Esta Associação, porta-voz dos seus associados, sempre assegurará a todos os cidadãos rondonienses que os magistrados deste Estado jamais vão recuar e tampouco se acovardar diante de qualquer ação ameaçadora ou agressiva dirigida contra um Juiz ou Desembargador. Estes sempre continuarão a exercer as funções do seu cargo e a cumprir a missão em pacificar os conflitos sociais de maneira justa, célere e equilibrada, tomando como base a Constituição Federal e as leis do país.

A Ameron requer a adoção imediata de todas as providências junto às instituições deste Estado que são responsáveis pela segurança pública, para a apuração e a punição exemplar dos responsáveis por este ato deplorável.

Porto Velho, 22 de junho de 2021

Euma Mendonça Tourinho

Presidente da Ameron

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA