PORTO VELHO

Rolim de Moura

Dúvida cruel coincidência ou falta de competência: Prefeito “tampax” Lauro Lopes Franciele perde o controle da Pandemia e casos de Coronavírus saltam de 20 para 150 em Rolim de Moura

Rolim de Moura

Prefeito “tampax” Lauro Lopes perde o controle da Pandemia e casos de Coronavírus saltam de 20 para 150 em Rolim de Moura

A população da cidade de Rolim de Moura, está apavorada com o grande aumento de casos de Coronavírus – COVID-19 no município, que saltou de 20 para 150 casos positivos.

O município vive um momento de total descontrole na Administração Municipal. Moradores da cidade relatam que o prefeito Luiz Ademir Schock, conduzia corretamente a gestão e o controle ao enfrentamento do Coronavírus.

No dia 25 de maio, Luiz Schock, foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia – TRE/RO e o presidente da Câmara, Lauro Lopes Franciele , assumiu o cargo de prefeito “tampax”.

Nessa data a cidade contabilizava apenas 20 casos confirmados da doença, pois várias medidas haviam sido adotadas para controle.

Entre os dias 01 a 09 de junho, já na gestão do prefeito Lauro Lopes, Rolim de Moura ficou em primeiro lugar com maior ritmo de crescimento da contaminação com 120 casos positivos ou seja 263,64% de aumento.

Leia Também:  Mega-Sena acumula e prêmio principal vai a R$ 82 milhões no próximo sorteio

Para assustar ainda mais a população, em menos de 24 horas, no dia 10 de junho o município contabilizou mais 30 casos chegando a 150 casos positivos.

O município está hoje em oitavo lugar no Estado com maior número de casos confirmados.

Aparentemente o prefeito “tampax”, Lauro Lopes Franciele, perdeu o controle no enfrentamento a pandemia e está colaborando para transformar um dos principais municípios do Estado de Rondônia em um verdadeiro viveiro de Coronavírus.

A inercia do novo prefeito é comprovada com a exoneração há mais de 15 dias de diversos titulares das pastas municipais, Secretarias de Obras, Meio Ambiente, Administração, Fazenda e Assistência Social estão sem líderes que possam conduzir o município no caminho certo.

Moradores de Rolim de Moura reclamam que a Farmácia Municipal, que atendia nos dois períodos (matutino e vespertino), passou a atender apenas no período matutino.

O OCOMBATENTE.COM tentou contato para esclarecimentos junto a Assessoria de Imprensa do Município e foi informada que o mesmo foi exonerado do cargo, ou seja, a prefeitura está sem um responsável pela comunicação com a imprensa local.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rolim de Moura

Rondônia avança em regularização de imóveis urbanos com entrega de títulos em Rolim de Moura

Publicados

em

 

O aposentado José Soares contou que ter o título do imóvel onde reside com a esposa é uma grande alegria

 

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat) anunciou a entrega de mais 190 escrituras urbanas contempladas pelo programa estadual ‘‘Título Já’’, em Rolim de Moura. O ato de entrega dos títulos ocorreu conjuntamente com o lançamento do projeto” Tchau Poeira” para Rolim de Moura e Nova Brasilândia d’Oeste.

Desde quarta-feira (24), o governador de Rondônia, Marcos Rocha, e a equipe de Governo percorrem os municípios da Zona da Mata em uma extensa agenda de fomento ao desenvolvimento por meio do Poder Executivo, que em Rolim de Moura incluiu o eixo de regularização de imóveis urbanos. O que para o governador é uma das prioridades do Executivo Estadual para dar segurança jurídica aos moradores.

De acordo com o superintendente da Sepat, Constantino Erwen,  em Rolim de Moura já foram entregues 433 mil títulos urbanos que somados aos novos 190 anunciados nesta sexta-feira fazem o Estado avançar na política pública de regularização de imóveis. Erwen pontuou que a meta no Estado é entregar 33 mil títulos urbanos até 2022 e que para isso a Sepat mantém convênios com aproximadamente 30 municípios. ‘‘Com o título em mãos, o imóvel do morador passa a ser valorizado, ele tem segurança jurídica e pode conseguir crédito para investir na melhoria da propriedade’’.

Marcos Rocha garante que regularização urbana e rural de imóveis é prioridade de Governo

Vantagens essas que alegram o aposentado José Soares. ‘‘Esperava por esse título há muito tempo, é uma propriedade que já tenho há 30 anos, eu queria muito esse documento, é só o imóvel que tenho para morar com a minha esposa. Até procurei fazer por conta própria, mas sairia a R$ 3 mil, não tinha condições, mas agora tive a oportunidade de receber ele de forma gratuita pelo Governo. Com esse documento vou ficar sossegadinho’’.

Leia Também:  Consórcio SIM capacita motoristas para condução consciente de ônibus e passageiros

REGULARIZAÇÃO RURAL

O governador pontuou que está atento a criar condições para avançar na regularização tanto urbana quanto rural. Destacou ainda que o Governo por meio de Termo de Cooperação Técnica com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), contratou 35 técnicos que estão à disposição para acelerar a titulação de terras rurais em Rondônia.

Marcos Rocha recordou que sancionou a Lei n° 4.892, em 27 de novembro de 2020, que institui a Política de Regularização Fundiária no Estado, e assim autoriza que a própria Sepat faça regularizações em propriedade de até 2.500 hectares. E mais, por meio do Projeto “Meu Imóvel Legal”, busca a legalização de oito mil imóveis rurais em setores chacareiros de perímetros urbanos, propriedades rurais de domínio público estadual e federal de 28 municípios.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA