PORTO VELHO

Rondônia

Em um ano, ação “Mapeia Rondônia” já realizou 14.082 testes rápidos em 21 drive-trhus realizados em todo o Estado

Rondônia


De 14.082 testes rápidos realizados, 1.808, ou seja, 12,83% testaram positivo

O Governo de Rondônia conclui um ano de ação “Mapeia Rondônia”, coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para ampla testagem de pessoas contra o Sars-CoV-2, o vírus da covid-19. Nesse período, já foram realizados 21 drive-thrus em 12 municípios de Rondônia, ações organizadas pelo governo estadual em parceria com as prefeituras e diversas instituições, onde 14.082 pessoas realizaram os testes rápidos de anticorpos e antígenos sem a necessidade de sair dos veículos. Desse total 1.808, ou seja, 12,83% testaram positivo para o novo coronavírus.

O governador Marcos Rocha e o secretário de saúde Fernando Máximo acompanharam de perto os drive-thrus

O governador Marcos Rocha, acompanhado do secretário da Sesau, Fernando Máximo, esteve presente em muitos desses drive-thrus demonstrando à população a preocupação do Estado sobre a importância do enfrentamento à pandemia da covid-19. “Essa testagem vem se mostrando uma estratégia fundamental para controlar o avanço da doença em Rondônia, tendo em vista que ao testar positivo essas pessoas já são medicadas e orientadas a ficar em quarentena, bloqueando assim a transmissão do coronavírus, já que muitas pessoas contaminadas não apresentavam sintomas”, salienta.

ESTATÍSTICA

Até o momento, Rondônia já registra 230.646 casos confirmados, sendo 77.442 só em Porto Velho, e 5.777 óbitos em todo o Estado, destes 2.366 somente na capital que recebeu nove das 21 ações.

A testagem em massa também foi realizada em Cacoal, que recebeu duas ações, além de Guajará-Mirim, Ariquemes, Buritis, Jaru, Ji-Paraná, Pimenta Bueno, Rolim de Moura, Cerejeiras, Costa Marques e São Francisco do Guaporé, que receberam um drive-thru, cada, ao longo desse primeiro ano. O próximo drive-thru acontece nesta sexta-feira (4) no município de São Miguel do Guaporé.

No início eram realizados testes de anticorpos, mas atualmente o teste é de antígeno com swab

Em fevereiro deste ano, Rondônia recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) em parceria com o Ministério da Saúde, 62 mil testes rápidos de antígenos para reforçar os diagnósticos da doença no Estado. Fernando Máximo reforça que “os testes rápidos realizados pela Sesau foram acompanhados da entrega de kits de medicamentos para as pessoas que tiveram o resultado positivo para que o combate à doença seja mais efetivo. Nós queríamos que não tivessem positivos, mas já que estão contaminados é melhor que estejam conscientes disso e passem por tratamento. Isso que o Governo está oferecendo é algo a mais para os pacientes, além do que preconiza a função do Estado, pois o tratamento domiciliar é função dos municípios. Só os casos tratados na rede estadual pública hospitalar é função do Estado, mas estamos fazendo além da nossa parte, para estarmos ajudando os municípios, pois são vidas humanas’’, complementa.

Leia Também:  SIMERO realiza I Jornada Médico-Jurídica nos próximos dias 2 e 3 de agosto em Porto Velho

Quem recebe o diagnóstico de positivo durante os drive-thrus também é avaliado quanto à gravidade do caso para identificar se necessita de internação ou não. Caso não haja necessidade de internação, o tratamento em casa deve ser acompanhado pelos municípios. ‘‘No momento que testa positivo é feito um registro no sistema e é informado à Vigilância Epidemiológica dos municípios, para que essas pessoas recebam o acompanhamento’’, explica Máximo.

AÇÃO SIMULTÂNEA

Fora os drive-thrus, 75 mil testes rápidos foram distribuídos pelo Governo para os 52 municípios

A realização da testagem é simultânea na população de Rondônia. Além dos drive-thrus, a Sesau também distribuiu mais de 75 mil testes rápidos entre os 52 municípios de Rondônia, como parte da ação “Mapeia Rondônia”. O Governo enviou os testes rápidos a todos os municípios para que façam suas próprias estratégias de realização do exame. Os pontos de atendimento são definidos pelas prefeituras. O número de testes enviados para cada município, ainda em junho do ano passado, variou de acordo com a população, para serem aplicados em duas fases. Proporcionalmente, a capital Porto Velho foi a que mais recebeu kits para a realização de testes rápidos, sendo 22.241 no total.

Leia Também:  Seas lança campanha de enfrentamento à violência contra a mulher, em Rondônia

PARCEIROS

Para Máximo, “a distribuição dos testes rápidos para todos os municípios permite que o Governo consiga acompanhar a situação de forma ampla e completa em todo o Estado. Assim temos um mapeamento ainda mais detalhado do comportamento do vírus em Rondônia, permitindo a adoção de medidas específicas para cada região, seja de acompanhamento ou de isolamento”, finaliza.

A ação “Mapeia Rondônia” é executada de forma conjunta com a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Defesa Civil, Corpo de Bombeiros Militar (CBM/RO), 17ª Brigada de Infantaria de Selva e o Conselho de Secretários Municipais do Estado de Rondônia (Cosems/RO). Os drive-thrus de testagem rápida têm ainda apoio da Casa Militar, da Superintendência de Gestão de Gastos Públicos Administrativos (Sugesp), da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), da Polícia Militar (PM/RO) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Nota de repúdio da Ameron: Ameaças à juíza Karina Miguel Sobral

Publicados

em

Entendemos essa ameaça como uma ação criminosa, sendo dirigida não somente à magistrada, como também ao Poder Judiciário que ela representava naquela comarca

A Associação dos Magistrados de Rondônia (Ameron) vem a público manifestar solidariedade à juíza Karina Miguel Sobral, que atuava na comarca de Guajará-Mirim, em face das ameaças que tem recebido. A Ameron repudia toda tentativa de intimidação, de qualquer intensidade, que tenha como objetivo coibir o exercício da judicatura rondoniense notoriamente reconhecida como forte, pujante e independente e, igualmente, condena qualquer ação que apresente riscos inerentes à integridade física de qualquer de seus  magistrados.

Entendemos essa ameaça como uma ação criminosa, sendo dirigida não somente à magistrada, como também ao Poder Judiciário que ela representava naquela comarca. Ações desta natureza devem ser combatidas de maneira intolerante, uma vez que o Poder Judiciário tem como premissa a não violência e a imposição rigorosa de meios e formas legais para solucionar os conflitos sociais.

A Ameron repudia o ato criminoso, oriundo de pessoas que, insatisfeitas com as decisões judiciais, procuram coagir ou silenciar seus legítimos representantes mediante atitudes que atentam contra o Estado Democrático de Direito, pois a violência contra a magistratura se constitui como um crime que atinge diretamente o Poder Judiciário.

Leia Também:  Plano da Energisa reforça capacidade de atendimento contra danos causados pelas chuvas

Esta Associação, porta-voz dos seus associados, sempre assegurará a todos os cidadãos rondonienses que os magistrados deste Estado jamais vão recuar e tampouco se acovardar diante de qualquer ação ameaçadora ou agressiva dirigida contra um Juiz ou Desembargador. Estes sempre continuarão a exercer as funções do seu cargo e a cumprir a missão em pacificar os conflitos sociais de maneira justa, célere e equilibrada, tomando como base a Constituição Federal e as leis do país.

A Ameron requer a adoção imediata de todas as providências junto às instituições deste Estado que são responsáveis pela segurança pública, para a apuração e a punição exemplar dos responsáveis por este ato deplorável.

Porto Velho, 22 de junho de 2021

Euma Mendonça Tourinho

Presidente da Ameron

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA