PORTO VELHO

Rondônia

Emater promove webinar para apresentar propostas a equipe técnica; iniciativa visa preservar florestas

Rondônia


Startup recebe incentivo do Governo de Rondônia e apresentou proposta para preservação do meio ambiente

Buscando inovações tecnológicas para desenvolver e aprimorar os atuais modelos de negócio, o Governo de Rondônia, por meio da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), realizou nesta semana uma webinar, que reuniu técnicos da Emater, da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e da Superintendente Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi) para apresentação de uma ideia que vai ao encontro das cadeias produtivas de Rondônia, por intermédio de uma startup.

No evento on-line, a startup (empresa emergente) apresentou uma proposta para incentivar a adoção de florestas por empresas e grandes grupos mundiais que demonstram sua preocupação com a preservação do meio ambiente. O projeto, que leva o nome Adote uma Floresta, busca apoio de pequenos agricultores familiares para minimizar o desmatamento e queimadas na Amazônia.

A startup é uma plataforma digital, criada em Rondônia, com incentivo do Governo de Rondônia com o objetivo de conectar o proprietário de terra e investidores interessados em preservar a Amazônia. Fabio Marques, representante da startup que fez a apresentação aos técnicos, explica que a empresa trabalha em um marketplace, forma mais barata, fácil e rápida de empreendimentos on-line e que a princípio farão o cadastramento dos produtores interessados. “Através de uma plataforma digital os pequenos produtores rurais poderão acessar e fazer os pré-cadastro, enviar documentos que serão checados e validados para que possam ser adotados nas suas áreas de mata nativa”.

Leia Também:  Cleiton Roque anuncia emenda para atender Itapuã do Oeste

A empresa emergente recebe incentivo do Poder Executivo, por meio da Sedi, com o objetivo de fomentar o movimento dessas startups que estão surgindo no Estado. Segundo o coordenador de Ciência, Tecnologia e Inovação, Alexandre Mori, a Superintendência tem trabalhado de forma bastante intensiva a fim de acelerar esses processos e a reunião realizada com os técnicos da Emater vai ajudar a apresentar e divulgar a proposta em todo o Estado. “A nossa iniciativa é de sempre de valorizar os empreendedores locais e todas essas soluções que estão surgindo em Rondônia, e nós, como Governo, buscamos apoiar e dar condições para que eles se desenvolvam.”

Mais de 300 técnicos participaram da reunião de apresentação da startup

Para a coordenadora de Comércio Exterior da Sedi, Glenda Hara, a Superintendência tem por foco dar apoio para os empresários. “A ideia dessa startup vai ao encontro dos fomentos das cadeias produtivas de Rondônia e nosso objetivo é fazer com que o projeto chegue aos investidores, que é a outra ponta principal do projeto, para que eles possam investir na preservação das nossas florestas e evitar a continuidade do desmatamento.”

Leia Também:  Documentos públicos são encontrados jogados em repartição do ginásio de esportes de Jaru

Luciano Brandão, diretor-presidente da Emater, achou muito interessante a ideia e, com a capilaridade que a Entidade tem no Estado, consegue fazer o elo entre o pequeno produtor rural e as pessoas que pretendem colocar recursos financeiros para que o a floresta nativa seja preservada na propriedade, evitando assim as queimadas e o desmate. “Inicialmente a Emater, a pedido do Governo do Estado, vai ajudar com a divulgação e cadastramento dos produtores, mas quem vai fazer esse elo de análise, se o produtor se enquadra nas transações financeiras, que no futuro poderão ocorrer, será a própria startup.”

Luciano explica ainda, que o projeto vai beneficiar o produtor rural que já está preservando, se adequando à legislação ambiental vigente, e que não recebe nada para manter essa preservação.”Entendemos que essa vantagem para o pequeno produtor surge como mais uma fonte de renda, além de contribuir para diminuir drasticamente o desmatamento, uma vez que o produtor é o principal guardião da floresta, já que é ele está lá na propriedade e é ele que fiscaliza”.

Por fim, Luciano diz ser essa uma ideia muito favorável e o que é mais gratificante é saber que essa startup surgiu no Estado. Uma empresa genuinamente de Rondônia, que está sendo criada por alguns investidores com apoio do Poder Executivo Estadual e espera que, após o cadastramento dos produtores rurais os resultados já comecem a aparecer.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Sistema “Skala Saúde” dá transparência a escalas de plantão de servidores em repartições do Governo de Rondônia

Publicados

em


Escala de enfermeiros inclui plantão comum, sobreaviso, plantão especial, férias regulares, licença médica e licença prêmio

Até o próximo dia 27, o Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) e a Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas (Segep) treinam on-line servidores da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) para facilitar a gestão de escala e plantões e substituições por meio do sistema “Skala da Saúde”.
“O Sistema foi desenvolvido para atender a Segep e manter organizada a escala de plantonistas em todos os órgãos públicos. Atualmente, todos os usuários de plantão no Estado têm suas escalas de trabalho cadastradas manualmente, numa rotina que apresenta dificuldades. Com a automatização, haverá facilidades no sentido de reduzi-las. Isso acontece com a emissão de mapas e a interligação com todos os sistemas em funcionamento”, explica a chefe do Núcleo de Administração e Adicionais dos Servidores (Nafas) na Segep, Larissa Morais Costa Fernandes.

Ao acessar o Portal do Servidor, o funcionário público estadual em qualquer área de atuação poderá solicitar trocas de plantão, e saberá qual a sua escala no mês. Também é possível aos plantonistas examinarem e consolidarem substituições, com aval de chefias. Os Recursos Humanos monitoram todos os departamentos aos quais o servidor está vinculado, evitando irregularidades.

Treinamento online do Skala Saúde também serve para outros órgãos públicos

Segundo Larissa, outros benefícios são decorrentes dessa automatização. “Por exemplo: o servidor não pode exceder a um plantão de 24h, o que favorece maior controle da carga horária efetiva para a qual ele é contratado, bem como, a carga horária extra”. Larissa antevê melhoras pontuais e conclama a todas as secretarias, departamentos e direções a sugerir demandas. Lembrou que, além da Sesau, a Agência Idaron e seus servidores em regiões de fronteira, agentes do Sistema Penal e policiais civis.

Leia Também:  Fatura de energia passa para boleto bancário em Rondônia
Concebido dois anos atrás pela equipe da Setic, o Sistema é simples e a maior dificuldade de implantação foram as integrações com o Portal do Servidor, Módulo de Recursos Humanos do Estado, e Sistema Integrado de Frequência. “A utilização em massa veio ocorrer a partir de agosto de 2020”, lembrou a analista de sistemas Maria Luíza Coelho. Segundo explicou, se os servidores e chefias observarem problemas e necessidade de correções, erros, ou tiverem dúvidas, podem falar com a Setic, por meio da Central de Serviços (https://app.pipefy.com/public/form/pm6vDPCU).

PROGRAMAÇÃO

O treinamento está acontecendo no período de 12 a 27 de abril, a partir das 15h, para servidores da Sesau. A mesma capacitação já foi realizada on-line pelo Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, Cetas, Agevisa, CDA, CPA, e Hospital de Buritis. Confira a programação:

19 de abril: Hospital Regional de São Francisco
20: Hospital Regional de Cacoal e Heuro
22: POC
23: Lacen, Lepac e Cemetron
26: Hospital João Paulo II

As unidades interessadas podem solicitar inscrição no seguinte endereço: meuacesso.sistemas.ro.gov.br

Leia Também:  Emenda de Cleiton Roque de R$ 839 mil beneficia setor Roosevelt na zona Rural de Pimenta Bueno
Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA