PORTO VELHO

Rondônia

Energisa doa 29 toneladas de cestas básicas para famílias de Rondônia

Rondônia

  • Colaboradores da concessionária contribuíram com recursos para aquisição dos alimentos
  • Mantimentos foram entregues para famílias mapeadas pela CUFA, Secretaria de Assistência Social de Porto Velho, Núcleo e Apoio a Criança com Câncer, comunidade indígena Uru-Eu-Wau-Wau em Tarilândia e Associação Luz do Alvorecer

A segunda etapa da ação humanitária de combate à fome realizada pela Energisa está doando 29 toneladas de cestas básicas em Rondônia. A iniciativa faz parte do movimento Energia do Bem, criado pela própria empresa para viabilizar ações emergenciais que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela Covid-19. A iniciativa conta com um ingrediente especial: o voluntariado dos colaboradores da concessionária, que contribuíram com parte dos recursos para aquisição dos mantimentos. O conceito da iniciativa é inovador, pois funciona através financiamento coletivo (matchfunding), em que, a cada real que o colaborador doa, a empresa coloca mais um real. Nessa ação, mais de um milhão de reais foram arrecadados em conjunto.

André Theobald, diretor-presidente da Energisa no estado, conta que a adesão dos colaboradores ao movimento Energia do Bem foi expressiva e mostra que carregam em si os valores da empresa como o compromisso com a comunidade, o hoje e o futuro. “Temos orgulho em ver como nossos colaboradores são engajados e querem ajudar a nossa comunidade. Com a união dos recursos estamos alcançando o dobro de famílias do que na primeira etapa”, completou Theobald. O Grupo Energisa vai doar mais de 14 mil cestas nos onze estados onde atua, totalizando 329 toneladas de alimentos.

A iniciativa conta como apoio da CUFA no estado, responsável pelo mapeamento das famílias beneficiadas através de diagnóstico socioeconômico, que selecionou 100 famílias do bairro Orgulho do Madeira, na capital, para receber as cestas básicas por três meses. O objetivo é reduzir os efeitos causados pela pandemia no estado que, segundo levantamento da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar, estaria fazendo que 19 milhões de brasileiros passem fome no país, especialmente os lares chefiados por mulheres em que 11,1% afirmaram estar passando fome. Daniele Cristina Sales Leal, mãe solo de três crianças e desempregada, agradece a ajuda e deseja que outras empresas realize ações semelhantes. “Se você puder ajudar, de coração, Deus vai abençoar e vai multiplicar muito mais na mesa de vocês”, declarou.

Leia Também:  Repasse de maquinário agrícola vai beneficiar cerca de 70 famílias rurais de Chupinguaia

Theobald explica que o diferencial dessa iniciativa é a continuidade da doação, que se estenderá por três meses para as mesmas famílias. “Ter a certeza de que nos próximos meses a família vai ter algo fundamental como a alimentação dá energia para buscar formas de suprir a renda, mas sobretudo, dá esperança de que esse momento difícil vai passar”, afirmou.

Outra parte das cestas básicas já foram entregues pela concessionária para a Secretaria de Assistência Social de Porto Velho (300 cestas), Núcleo e Apoio a Criança com Câncer (50 cestas), para a comunidade indígena Uru-Eu-Wau-Wau em Tarilândia (92 cestas) e Associação Luz do Alvorecer (50 cestas). As próximas entregas serão realizadas para entidades já mapeadas e serão agendas para os próximos dias.

Outras iniciativas do Bem

O movimento Energia do Bem foi criado pela Energia para viabilizar diversas ações que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela Covid-19 e está presente nos 11 estados em que a empresa atua. Em Rondônia, a distribuidora viabilizou a abertura de 79 leitos no Hospital de Base e Assistência Médica Intensiva (AMI), reforçando em cerca de 30% os leitos de UTI no sistema de saúde do estado e que ficarão como legado desses tempos difíceis.  Doou insumos para Cemetron e Hospital de Base, além de ter viabilização o conserto de seis respiradores pulmonares, em parceria com o Senai, que foram entregues às duas instituições de saúde. Além de contribuir com a compra emergencial de cerca de 52 mil luvas e 2 mil máscaras, em ação coordenada pela Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero).

Leia Também:  Agência Brasil, 31 anos: alcance além das fronteiras

Sobre a Energisa 

 

Com 116 anos de história, o Grupo Energisa é o maior privado do setor elétrico com capital nacional e o também o maior na Amazônia Legal. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. Com receita líquida anual de R$ 18 bilhões (2020), o Grupo atende a 8 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de mais de 20 milhões de pessoas) em 862 municípios de todas as regiões do Brasil, além de gerar cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos. 

 

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de call center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora), soluções em energias renováveis (Alsol) e agora a fintech Voltz, que entra no mercado de contas digitais. 

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Governo de Rondônia investe quase R$ 33 milhões em obras de infraestrutura das escolas estaduais

Publicados

em


Obra executada na escola Professora Edilce dos Santos Freitas vai beneficiar mais de 300 alunos

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), desde 2019, já investiu R$ 32.926.134,77 (trinta e dois milhões, novecentos e vinte e seis mil, cento e trinta e quatro reais e setenta e sete centavos) em obras de infraestrutura das escolas estaduais, que incluíram desde a construção, substituição, reforma e manutenção da rede elétrica.

A ação está prevista no Plano Estratégico, que é a ferramento do governo para o planejamento, monitoramento e avaliação da gestão, com metas anuais e objetivos para cada área de gestão, de forma transparente e eficiente.

No total, mais de 150 salas de aulas foram construídas, deixando para trás tristes realidades, como é o caso da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Benedito Laurindo Gonçalves, localizada no município de Parecis, que atende cerca de 212 estudantes. A escola possuía uma história de interdição do prédio, salas de aulas em contêineres, mas, desde o início de 2020 está reformada e equipada com novos mobiliários, possibilitando acomodar melhor os estudantes para o retorno às aulas presenciais.

Escola Estadual Benedito Laurindo Gonçalves em Parecis

Em Porto Velho, a Escola Estadual de Ensino Fundamental Jânio da Silva Quadros, desde o início da gestão  Marcos Rocha em 2019, recebeu investimento via Proafi Adicional no valor de R$ 63.758,32 (sessenta e três mil, setecentos e cinquenta e oito reais e trinta e dois centavos) para reforma do refeitório e cozinha, bem como uma emenda parlamentar, do deputado Marcelo Cruz, para reforma de piso, substituição da cobertura e do forro, no valor de R$ 250 mil, ambas já concluídas.

Leia Também:  Petrobras anuncia aumento nos preços dos combustíveis nas refinarias do país

Já a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Mariana, também de Porto Velho, está com obras em andamento. O investimento é de R$ 203.370,56 (duzentos e três mil, trezentos e setenta e cinquenta reais e seis centavos) do Programa de Apoio Financeiro (Proafi) para melhorias na instituição, cujo objetivo é a reforma na rede de esgoto, troca de cobertura, pintura, substituição de piso, troca de esquadrias e execução de drenagem pluvial.

Outro exemplo do comprometimento com a educação acontece na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Marcos de Barros Freire, recém-contemplada com a ampliação dos muros, construção de passarela, reformas de banheiros, de auditório, construção de calçadas e pintura, no valor total de R$ 328.912,39 (trezentos e vinte e oito mil, novecentos e doze reais e trinta e nove centavos). A obra foi concluída neste ano.

De acordo com o secretário Suammy Vivecananda, o Governo de Rondônia tem trabalhado de forma incansável para melhorar a infraestrutura das escolas da rede de ensino estadual, evidenciando o comprometimento com a comunidade escolar em geral, para se estabelecer em um ambiente seguro, confortável e acolhedor.

Leia Também:  Petrobras reajusta em R$ 0,10 litro do diesel nas refinarias
Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA