PORTO VELHO

Rondônia

Escola de Governo passa a utilizar Ambiente Virtual de Aprendizagem para ofertar cursos

Rondônia

Ferramenta AVA passou a ser utilizada pela Escola de Governo, hoje, vinculada à Sepog

Os cursos, treinamentos e capacitações a distância oferecidos pela Escola de Governo de Rondônia, estão reunidos em um Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA. Desenvolvido pela Superintendência Estadual da Tecnologia da Informação e Comunicação – Setic, a ferramenta passou a ser utilizada pela Escola de Governo, hoje, vinculada à Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão – Sepog, com o intuito de proporcionar maior efetividade nas atividades intelectuais dos servidores públicos estaduais, municipais e da comunidade em geral, além de fortalecer o papel institucional por meio do uso da tecnologia.

Em estreia, a utilização do novo ambiente pela Escola de Governo, a equipe do órgão firmou parceria com a Superintendência Estadual de Licitações – Supel e disponibilizou o treinamento sobre “A nova Lei de Licitações e Contratos: Conceitos Essenciais para Aplicação da Legislação”, para servidores interessados. O novo formato gravado, dividido em quatro módulos percorridos pelos participantes; à medida que eram concluídos, viabilizou a certificação de 164 servidores, demonstrando a efetividade da ferramenta.

Leia Também:  Convites para show da banda Calcinha Preta quase esgotados

O assessor da Escola de Governo, Ramiro Vieira, explicou que o ambiente possibilita o oferecimento de diversos outros formatos de capacitações como a modalidade ao vivo, aqueles de início imediato, modos híbridos, entre outros. “O ambiente já está em pleno funcionamento, mas continuamos buscando referência para que possamos melhorar e oferecer uma plataforma cada vez mais dinâmica, interativa e de excelência para nosso público que vai além dos servidores estaduais”, destacou.

PÚBLICO EXTERNO

Sobre a diversidade do público-alvo, a diretora da Escola de Governo, Débora Cristina, enfatizou que o AVA atenderá também o público externo, em especial, servidores das prefeituras, seguindo a linha municipalista adotada pela atual gestão do Governo de Rondônia.

“O apoio aos municípios está entre as principais ações defendidas e trabalhadas pelo Poder Executivo. Nesse sentido, o ambiente online é uma excelente forma de oportunizar a participação dos servidores dos órgãos municipais nas diversas temáticas relacionadas à gestão pública, oferecidas pela Escola de Governo. A soma desses conhecimentos disseminados por todos os municípios resulta em um Estado mais forte e alinhado”, destacou a diretora.

Leia Também:  Na volta às aulas, Detran Rondônia promove pit stop sobre comportamento seguro no trânsito

Na próxima semana serão disponibilizados mais dois cursos. O primeiro será a abertura de uma segunda turma do curso sobre “A nova Lei de Licitações e Contratos”. O segundo tratará sobre o tema “Introdução à Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD”, abordando a importância da lei com ênfase nas ações desenvolvidas para a entrada e permanência em conformidade com a legislação.

Para participar, os servidores do Estado poderão acessar o ambiente virtual por meio do link https://ava.escoladegoverno.ro.gov.br/, e inserir as mesmas informações de acesso ao Sistema de Autenticação do Estado de Rondônia – Sauron. Já para usuários externos, o público interessado poderá autenticar a conta utilizando as informações de acesso à conta do Google.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

82,3% das viagens dos rondonienses foram por motivos pessoais

Publicados

em

O suplemento de Turismo da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) mostra que, em 2021, das 68 mil viagens feitas por rondonienses, 82,3% foram por motivos pessoais e 17,7% por motivos profissionais. Os percentuais são semelhantes aos apresentados em 2019: 80,5% por motivos pessoais e 19,5% por motivos profissionais.Por local de hospedagem, a casa de amigo ou parente foi a principal instalação, representando 45,9% das viagens ocorridas em 2021. Em todo o Brasil, a casa de amigo ou parente também foi a principal acomodação, sendo 42,9% de todas as viagens.A pesquisa aponta também que, das viagens realizadas pelos rondonienses por motivo pessoal, 23 mil (42,1%) foram para visita ou eventos de familiares e amigos, 17 mil (30,3%) para tratamento de saúde ou consulta médica, dez mil (18,1%) para lazer e cinco mil (9,4%) tiveram outros motivos.Ao comparar as informações da pesquisa nos anos de 2019 e 2021, percebe-se que as viagens com carro particular ou da empresa passaram a corresponder a mais da metade dos veículos utilizados. Em 2019, as viagens com carro particular ou de empresa representaram 36% do total. Já em 2021, este percentual foi de 56,8%.Em relação ao número de domicílios em que houve viagem, a PNAD Contínua aponta que, no ano de 2019, ocorreram viagens em 17,4% dos domicílios rondonienses enquanto que, em 2021, este índice foi de 9,3%.Nos domicílios em que nenhum morador viajou em 2021, foi questionado sobre o motivo, sendo que os mais recorrentes foram: não ter necessidade (29,1%), não ter dinheiro (19,7%) e não ser prioridade (19,3%). Estes índices foram diferentes dos indicados em 2019: em 43,5% dos domicílios que nenhum morador viajou o motivo foi por não ter dinheiro; 17,5% não ter tempo e 17,5% não ter necessidade. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA