PORTO VELHO

Rondônia

Estação histórica da EFMM no distrito de Iata é revitalizada e será ponto de atendimento ao turista

Rondônia

Local é mais uma opção de rota de turismo do Estado

O distrito de Iata, em Guajará-Mirim, voltou a ter um local como opção turística. Nesta terça-feira (21), foi realizada a solenidade de reabertura do Centro de Atendimento ao Turista – CAT/Estação Iata. O local foi restaurado pela Secretaria de Estado do Turismo – Setur e contou com o apoio da Secretaria de Estado de Obras e Serviços Públicos – Seosp em todo o trabalho técnico de arquitetura e engenharia que a estrutura demandava.

Localizada a 27 km do centro da cidade, a estação foi revitalizada com o propósito de servir como um ponto de prestação dos serviços de atendimento ao turista que, durante a visitação terá a oportunidade de conhecer um pouco mais da história da localidade por meio de exposição histórica da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré.

Para o Superintende da Setur, Gilvan José Pereira Júnior, a obra é um ganho e resgate para o turismo e cultura local e que teve a parceria da Seosp que tem desenvolvido trabalhos de revitalização de várias obras nos 52 municípios do Estado. “A estação traz um resgate da cultura, da história ao turismo do Estado de Rondônia. O distrito era também o caminho do trem na EFMM, o que torna o local mais atrativo aos turistas. Nessa obra, a Seosp entra exatamente na parte técnica, onde engenheiros e arquitetos se colocaram à disposição para toda a parte de revitalização. E hoje é uma realidade. É uma entrega muito importante para o rondoniense e todos os turistas que escolherem essa região para conhecer”, enfatizou.

Leia Também:  Sexta-feira com drive-thru de testagem em massa para covid-19 em Rolim de Moura

Aluízio Caetano, um dos moradores mais antigos do distrito falou da felicidade de ver a obra revitalizada. “Ver essa estação dessa forma é um prazer, pois estava abandonada. Só temos a agradecer ao Governo de Rondônia e toda equipe pelo cuidado que está tendo com o nosso lugarejo. Antigamente, os colonos transportavam mercadorias como arroz, farinha, milho, feijão, tudo produzido aqui e eram enviadas para outras cidades do Estado, e ainda, para Manaus e Belém. Hoje, o que temos é história e o local está disponível justamente para parte de turismo e cultura, valorizando assim nosso distrito tão amado”, enfatizou.

O secretário adjunto da Seosp, Jefferson Rocha, durante a solenidade no Centro de Atendimento ao Turista, ressaltou a parceria entre Setur e Seosp.“Estar presente no evento que vai iniciar a atividade turística na Estação é muito gratificante. O local que foi um importante ponto logístico no passado, agora, fica para as gerações do presente e futuro. Quero dizer que a Seosp é parceria da sociedade realizando trabalhos de engenharia e arquitetura nos quatro cantos do Estado”, destacou Jefferson Rocha.

A comunidade do pequeno distrito foi convidada para o evento

O Governo do Estado destinou para o trabalho de execução do serviço no local, o valor de R$ 259.655,80 (duzentos e cinquenta e nove mil, seiscentos e cinquenta e cinco reais e oitenta centavos).

Leia Também:  Profissionais da Segurança Pública concluem Curso de Polícia Judiciária Militar, em Porto Velho

 HISTÓRIA

O nome do distrito se refere ao rio Iata (Bolívia),  originou-se a partir de uma base dos trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré – EFMM e comunidades agrícolas. Mais tarde, a colônia cearense chegou para contribuir com as práticas agrícolas, após a criação do Território Federal do Guaporé, em 1943. Mas a ligação da localidade com Guajará-Mirim era feita por uma estrada de terra que precisava de manutenção regularmente.

Só em 2013, o trecho de sete quilômetros foi asfaltado até a BR-429, que liga Guajará-Mirim à BR-364. Considerada uma terra em potencial para cultivo na época, tinha o objetivo de abastecer Guajará-Mirim em alimentos e se tornou o distrito de Guajará-Mirim, em 1998 pela Lei Municipal N° 671.

INVESTIMENTOS PARA GUAJARÁ

O município tem previsão de receber do Executivo Estadual mais investimentos, cerca de R$ 4 milhões de reais para diversas obras como: aquisição de kits para iluminação de avenidas; nos bairros Jardim das Esmeraldas, Próspero, Pentecostal, Nossa Senhora Aparecida, Caetano, Fátima, São José, Liberdade, Triângulo, Centro, Serraria, Tamandaré e Santa Luzia; aquisição de acessórios para Iluminação Pública, iluminação da avenida principal 2ª etapa (UNIR até o Rio), revitalização da Praça Jorge Teixeira, dentre outras que estão sob responsabilidade da Seosp.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Ponte sobre rio São Joaquim vai ser construída com ações municipalista do Governo de Rondônia, em São Miguel do Guaporé

Publicados

em

Governo de Rondônia assina Ordem de Serviço para a construção de ponte de concreto e aço na Linha 78, em São Miguel do Guaporé

Mais de 1.500 famílias da linha 78, no município de São Miguei do Guaporé, serão beneficiadas com a obra da nova ponte de concreto e aço sobre o rio São Joaquim, fortalecendo o escoamento da produção agrícola da região. A Ordem de Serviço para a construção foi assinada na manhã desta quinta-feira (30), pelo Governo de Rondônia, com ações municipalistas que refletem diretamente na segurança do tráfego dos agropecuaristas e população da zona rural da cidade.

A nova ponte, que irá substituir uma de madeira que já apresenta problemas devido ao tempo, terá o comprimento de 30 metros por nove de largura, sendo construída em concreto e aço, com revestimento primário e complementação de greide para concordância da pista.

Governo de Rondônia destaca importância da ponte de concreto e aço que será construída sobre o rio São Joaquim

Presente à solenidade de assinatura da Ordem de Serviço, o governador de Rondônia, Marcos Rocha, reforçou a importância da obra para atender a comunidade e agricultores da região, restabelecendo e melhorando o acesso ao principal eixo rodoviário da região do Vale do Guaporé, ou seja, possibilitando melhor estrutura até a BR-429.

Participaram da solenidade de assinatura da Ordem de Serviço os deputados estaduais Ismael Crispim e José Eurípedes Lebão, além de outras autoridades.

“Com a construção da nova ponte de concreto e aço o Governo do Estado está fortalecendo o escoamento da produção agrícola e garantindo mais qualidade de tráfego e condições para a população da Linha 78, sobre o rio São Joaquim, em São Miguel do Guaporé. São várias ações que estão sendo realizadas no município por meio dos projetos ‘Tchau Poeira’ e ‘Governo na Cidade’, com asfalto novo, obras de revitalização da praça da Bíblia, revitalização do Estádio Chupinzão que foi assinada também a Ordem de Serviço. É o Estado avançando cada vez mais”, frisou o governador.

Nova estrutura dará mais segurança para o escoamento da produção agrícola

A parceria entre o Governo do Estado, por meio do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes – DER, com a prefeitura de São Miguel do Guaporé com objetivo de manter o tráfego dos agropecuaristas, uma vez que a economia do município depende prioritariamente da produção agrícola e pecuária.

Leia Também:  ENCHENTE: Prefeito visita área ribeirinha e tranquiliza moradores

A notícia da construção da ponte de concreto e aço foi festejada pela comunidade afirmando que a nova estrutura colocará fim ao risco de isolamento e impossibilidade de escoamento da produção agrícola. Durante a solenidade de assinatura da Ordem de Serviço foi destacado quanto à situação econômica do município que é fortalecida com a produção agrícola e pecuária, reforçando a importância de se estabelecer boas condições de trafegabilidade.

A obra está orçada em R$ 3.573.410,71 (três milhões, quinhentos e setenta e três mil, quatrocentos e dez reais e setenta e um centavos), sendo: R$ 3.394.737,83 (três milhões e trezentos e noventa e quatro mil, e setecentos e trinta e sete reais e oitenta e três centavos) do Governo de Rondônia; e R$ 178.672,88 (cento e setenta e oito mil, seiscentos e setenta e dois reais e oitenta e oito centavos) de contrapartida do município que serão utilizados para regularização do novo greide da pista.

ESCOAMENTO DA PRODUÇÃO

A Ordem de Serviço para a construção da ponte renovou o entusiasmo das famílias da região da Linha 78.

É o caso do agricultor Valdecir Ozório Cordeiro que cultiva café em umas das comunidades da estrada, denominada São Jorge. “Moro aqui há 21 anos e recebi essa notícia com grandes expectativas. Essa estrada é considerada o carro chefe da agricultura do município. O Governo de Rondônia está dando um grande apoio para os agricultores da Linha 78, visando contribuir para o escoamento da produção”, disse o agricultor que fez a estimativa de mais de 70 carretas que passam diariamente pela estrada.

Agricultor Valdecir Ozório fala da importância de melhor estrutura

O agricultor Gil Teixeira, que mora na Linha 78 desde 1986, disse que a estrutura dará maior segurança para o escoamento da produção agrícola. “Daqui desta Linha sai a produção de soja, milho, além de gado. É uma estrada importante para as comunidades e para São Miguel. É importante essa atenção do Governo de Rondônia para que possamos ter melhor estrutura”, disse.

Leia Também:  Centro de Convivência “Idade Viva” em Ariquemes ganha quadra de Bocha

Com a construção da nova estrutura, as ações do Governo do Estado também irão ao encontro de maior segurança ao transporte escolar da zona rural da cidade.

Para o prefeito de São Miguel do Guaporé, Cornélio Duarte, a obra é de fundamental importância não apenas para as mais de 1.500 famílias, mas para todo o município. “Agradeço o Executivo Estadual que tem mostrado um grande diferencial com as ações municipalistas. A construção dessa ponte de concreto e aço era um sonho dos produtores dessa Linha 78 que é uma área totalmente produtiva e agora será realidade. Essa antiga ponte tem causado muitos transtornos para os agricultores”, disse o prefeito.

Agricultor Gil Teixeira fala do benefício que a nova ponte trará para a região

Da mesma forma destacou o deputado Ismael Crispim que enaltecer a Ordem de Serviço para a construção de uma nova ponte forte e resistente e que irá beneficiar todas as comunidades da Linha 78.

A construção da ponte reforça as ações do Poder Executivo em garantir melhores condições de trafegabilidade, refletindo positivamente no escoamento da produção. São várias pontes já construídas pelo Governo do Estado, a exemplo da obra realizada em Ji-Paraná, com a ponte sobre o rio Urupá; a sobre o rio Ubirajara, na RO-463, em Governador Jorge Teixeira e várias outras entregues pelo Executivo Estadual.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA