PORTO VELHO

Rondônia

Governo de Rondônia cancela 9ª edição da Rondônia Rural Show Internacional em 2021

Rondônia


A 9ª edição da feira está prevista para acontecer em maio de 2022

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), cancelou a 9ª edição da Rondônia Rural Show Internacional, prevista para acontecer no segundo semestre de 2021, no Centro Tecnológico Vandeci Rack, em Ji-Paraná. A 9ª edição da feira está prevista para acontecer de 23 a 28 de maio de 2022.

De acordo com a coordenação da Rondônia Rural Show Internacional, a medida foi acatada em respeito à prorrogação da declaração de estado de calamidade pública em todo o Estado de Rondônia, pelo Decreto Legislativo n. 1213, de 17 de dezembro de 2020, para fins de prevenção e enfrentamento à pandemia causada pelo coronavírus.

“O governador autorizou o cancelamento da feira visando, principalmente, proteger a vida dos produtores rurais, expositores, empresários, e dos visitantes que se fariam presentes no evento, devido ao avanço da covid-19. Estamos vivenciando um momento delicado e devemos respeitar e proteger nossa população”, informou o secretário da Seagri, Evandro Padovani.

Os negócios em todos os setores totalizaram mais de R$ 700 milhões na última edição

A coordenação elaborou um protocolo de segurança referente à realização da feira, em período de pandemia, de prevenção à covid-19, e vinha trabalhando para a realização do evento, todavia, ouvindo os expositores e empresários, sobre a possibilidade da realização da 9ª edição da Rondônia Rural Show Internacional para o mês de agosto de 2021, a maioria se manifestou pelo cancelamento em 2021 e planejamento para a realização em maio de 2022.

Leia Também:  Na 17ª noite da "Operação Prevenção", estabelecimentos são flagrados descumprindo Decreto 26.038

Os principais pontos elencados pelos parceiros (expositores) foram: segurança sanitária (vacinação covid-19); questões climáticas desfavoráveis no mês de agosto (calor, vento e poeira); falta de infraestrutura de irrigação para a implantação das vitrines tecnológicas, no mês de agosto; déficit de insumos e implementos no mercado; data fora do calendário agrícola e plano safra (indisponibilidade de crédito).

“A Rondônia Rural Show hoje é a maior feira de agronegócio da região Norte e internacional. Vamos continuar trabalhando para a realização do evento no próximo ano, que com certeza será um grande sucesso. Vamos continuar unidos para o avanço do nosso agronegócio”, disse Padovani.

Conforme consta no ofício nº 2617/2021/GOV-RED, assinado pelo governador de Rondônia, Marcos Rocha, os recursos previstos no Plano Plurianual (PPA) da Seagri, no valor de R$ 2,4 milhões para a realização do evento, serão remanejados para outras ações de fomento ao agronegócio de Rondônia, após o conhecimento, supervisão e autorização da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog). “A manutenção do Centro Tecnológico Vandeci Rack, em Ji-Paraná, está sendo realizada e os processos licitatórios já encontram-se em andamento. Nós não paramos e vamos continuar trabalhando para que a feira aconteça em maio de 2022”, acrescentou Padovani.

Leia Também:  As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até dia 20 de junho

A Rondônia Rural Show Internacional obteve em sua 8ª edição um satisfatório número de público e considerável volume de negócios, que somaram em 2019, mais de 120 mil participantes, 600 expositores, onde disponibilizou inúmeras intervenções educativas e pedagógicas em palestras voltadas ao agronegócio. No pavilhão da agroindústria e do artesanato as vendas diretas superaram R$ 300 mil. Os negócios em todos os setores totalizaram mais de R$ 700 milhões, considerando as vendas realizadas nas sete Rodadas de Negócios em quatro dias de feira.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Desafios da Educação Profissional Técnica e Tecnológica no contexto atual de Rondônia e do Brasil vai ser discutido em Fórum Nacional

Publicados

em


Técnica agrícola na escola Abaitará, em Rondônia

No dia 1º de julho, o Governo de Rondônia, por meio do Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional de Rondônia (Idep) promoverá um fórum nacional on-line em parceria com o Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) destinado aos alunos do curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Docência para a Educação Profissional e Tecnológica, a partir das 18 horas, com transmissão pela página do Idep no Facebook: facebook.com/idep.rondonia.

Entre as palestras do 1º Fórum do Curso de Pós-graduação Lato Sensu em Docência para a Educação Profissional e Tecnológica (DocentEPT) de Rondônia está a que será ministrada pela presidente do Idep, Adir Josefa de Oliveira com o tema: “Os Desafios e as Perspectivas da Educação Profissional Técnica e Tecnológica no contexto atual de Rondônia e do Brasil”.

Para a presidente, a oportunidade da especialização aconteceu em um momento oportuno para o Estado, uma vez que a formação para o emprego e empreendedorismo gera renda e crescimento.

“A educação profissional está entre as metas prioritárias do Poder Executivo, e a formação de professores voltados para a educação profissional era uma demanda reprimida no segmento, que tem a educação básica como foco. Com essa especialização, estamos fortalecendo as oportunidades para a sociedade alcançar maior acesso ao desenvolvimento econômico e social. E esse fórum vem para destacar essa mudança de cenário e a abertura de novos conhecimentos e desafios para os docentes e seus futuros discentes”, explica ela.

A especialização lato sensu é oferecida pelo Ministério da Educação (MEC), pelo programa Novos Caminhos, em parceria com o Ifes. O curso possui carga horária total de 460 horas e duração de 12 meses. Ao todo 107 estudantes de Rondônia estão matriculados no curso, entre profissionais da Educação, lotados na rede estadual e particular, além de profissionais de diversas áreas de formação.

Leia Também:  As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até dia 20 de junho

No Estado, acontece em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro), por meio da cessão de polos de Educação a Distância (EaD), localizados nos municípios de Porto Velho, Ariquemes, Cacoal e São Miguel do Guaporé.

Ordenha de vaca na escola Abaitará

A coordenadora do Curso de Pós-graduação DocentEPT no Estado, Elcilene Ribas, ressaltou os impactos positivos de colocar Rondônia na rota das discussões sobre a temática.  ‘‘Avalio que Rondônia está entrando no mapa das discussões da educação profissional do Brasil, por meio do investimento que o Governo está fazendo nas políticas do fortalecimento e expansão da Educação Profissional do Idep. Isso demonstra que o investimento realizado na educação profissional do Estado está indo no caminho certo, e outros estados estão reconhecendo essa seriedade com a qual o Idep está direcionando essas políticas e oportunizando que todo o Brasil tenha conhecimento da educação profissional do Estado, mas o motivo de hoje termos eventos por aqui também, foi a possibilidade de termos mais instituições de ensino, como o Idep e Ifro que investem em educação profissional’’.

Também fazem parte da programação as palestras com os temas: “O Profissional do Amanhã: Integrando Tecnologias e Pessoas para a produção do trabalho”, ministrada pelo professor do Ifro, Campus Porto Velho, Márcio Miranda, que vai falar sobre: O Profissional do Amanhã: Integrando Tecnologias e Pessoas para a produção do trabalho; e “A Importância da Formação Docente para atuação no EPT”, ministrada pela coordenadora do Curso de Especialização Lato Sensu DocentEPT, do Ifes, Larissy Alves Cotonhoto.

Leia Também:  Prefeitura é parceira do Mulheres Empreendedoras - Workshop Porto Velho

A proposta do fórum é socializar os aprendizados e perspectivas dos estudantes frente a especialização, que acontece no Instituto Federal do Espírito Santo, e marca o encerramento do Módulo II do primeiro Semestre de 2021. O fórum inicialmente seria destinado aos alunos de Rondônia, é uma iniciativa do Idep, onde a Coordenação Estadual e coordenadores dos municípios de Rondônia planejaram a ação, mas devido a manifestação de interesse de outros estados, transformou-se um evento nacional, coincidindo com a proposta do ciclo de palestras projetado para a mesma semana pela Coordenação Geral do Curso localizada no Instituto Federal de Educação Profissional do Espirito Santo.

DESENVOLVIMENTO

Para Larissy Alves, o fomento de discussões sobre a educação profissional e tecnológica reflete no desenvolvimento local. ‘‘Há um grande impacto positivo em um Estado que investe na educação técnica e tecnológica, pois um dos grandes benefícios do investimento em educação profissional e tecnológica é viabilizar o crescimento econômico de forma contínua do Estado de Rondônia, gerando melhores oportunidades de emprego e renda para jovens e adultos’’.

Novas perspectivas de desenvolvimento econômico e sustentável da região são esperadas a partir dos avanços neste eixo de ensino em Rondônia.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA