PORTO VELHO

Rondônia

Governo de Rondônia regulariza mais 247 propriedades por meio do programa “Título Já”, em Vilhena

Rondônia


A entrega das escrituras de regularização fundiária urbana aconteceu na manhã da última sexta-feira (14)


O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat), realizou a entrega de 247 títulos definitivos à população do município de Vilhena, por meio do programa “Título Já”.

A entrega das escrituras de regularização fundiária urbana aconteceu na manhã da última sexta-feira (14), durante solenidade que reuniu o governador de Rondônia, Marcos Rocha, com autoridades e a população que aguardava ansiosa pelos documentos.

O superintendente da Sepat, Constantino Erwen, destacou que somente neste governo já foram entregues em torno de 600 títulos. “Estamos entregando hoje, 247 títulos urbanos, uma grande conquista a esses moradores que aguardavam pela regularização de seus imóveis”.

“Compartilho com vocês a mesma alegria de terem agora a documentação regularizada de suas propriedades”, disse o governador

Erwen também enfatizou sobre o sucesso da regularização fundiária rural, ação esta que só foi permitida graças a parceria entre Governo e Legislativo. “O nosso governador sancionou dentro dos dois primeiros anos de mandato a Lei Estadual n° 4.892 de regularização fundiária que permite hoje, que o Estado possa efetivar a regularização dessas áreas”.

Leia Também:  Coletiva de imprensa de lançamento da Campanha da Fraternidade

No dia 7 de maio, o Governo do Estado assinou um convênio com o município de Vilhena, firmando uma parceria técnica que vai regularizar mais de 1.600 títulos rurais. “Em parceria com 28 municípios, vamos regularizar em breve mais de 8 mil títulos”.

Durante o ato, o governador Marcos Rocha enfatizou que a entrega desses títulos traz segurança jurídica e tranquilidade à população, reforçando que essas ações só podem ser executadas e concluídas com a união de todos. “Estamos unidos. A regularização dessas propriedades traz um grande impacto social positivo. Compartilho com vocês a mesma alegria de terem agora a documentação regularizada de suas propriedades”.

Josefa Ferreira dos Reis, de 81 anos, não escondeu a alegria de pegar a documentação efetiva de sua casa em mãos: “Eu moro no Jardim Primavera. Meu bairro não tinha nem ruas quando vim morar aqui. Desde 1992 aguardava por esse momento. Agora posso dizer que a casa é minha”.

Galeria de imagens

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Paciente de Dourados é o segundo a ter alta hospitalar após tratamento contra a covid-19 em Rondônia

Publicados

em


O paciente Cleiton chegou na capital no dia 4 de junho

Cleiton Braga dos Santos, de 33 anos, um dos pacientes de Mato Grosso do Sul que veio transferido para leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Porto Velho (RO), na Operação “Unidos Pela Vida”, recebeu alta nesta sexta-feira (18). O paciente do município de Dourados chegou na capital no dia 4 de junho, em estado grave permaneceu na UTI por 11 dias, na Assistência Médica Intensiva (AMI), e na enfermaria do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro permaneceu por mais três dias, até receber alta hospitalar.

“Foram dias difíceis esses que passei na UTI, mas recebi tanto amor e atenção dos profissionais da AMI que eu estou aqui, contando a minha vitória. Deus que colocou na minha vida essa vaga aqui em Porto Velho. Entre várias pessoas à espera por um leito, eu fui o escolhido. Talvez se eu estivesse ficado, não estaria aqui contando minha recuperação. Vim para uma cidade que não conhecia, mas que acolheu como um rondoniense. Meu sentimento é de eterna gratidão”, conta o paciente.

Leia Também:  MP apura qualidade de serviços de telefonia e internet em Costa Marques e região

No último domingo (13), Cleiton Braga fez aniversário e para ele foi um renascimento. “Sobreviver a essa doença é renascer, completei 33 anos num leito de UTI, e agora aqui vivo, me sinto como um milagre de Deus”, enfatizou o rapaz.

A mãe de Cleiton, Joanes Florência Braga, de 62 anos veio buscar o filho

A mãe de Cleiton, Joanes Florência Braga, de 62 anos, veio buscar o filho. Ela o viu pela última vez embarcando em busca de uma chance para se curar da covid-19. “Meu filho renasceu, ele veio para Rondônia em estado grave. Deus colocou as mãos em todos esses profissionais que acolheram meu filho e cuidaram com muito carinho. Todos os dias eu tinha notícias dele. Eu agradeço imensamente a cada um. Só eu sei o que eu passei durante esses dias em que meu filho permaneceu internado. Agora, vendo ele curado e podendo abraçá-lo, só tenho a agradecer ao Estado de Rondônia que nos acolheu”, disse emocionada.

Ao todo, o Estado de Rondônia recebeu 12 pacientes graves do Mato Grosso do Sul, dos quais dois já receberam alta hospitalar e retornaram para sua cidade natal. “Ficamos emocionados em ver que esses pacientes estão voltando para suas cidades locais curados desta doença. O governador Marcos Rocha nos solicitou que, enquanto pudermos ajudar estaremos de portas abertas”, destacou o secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo.

Leia Também:  Acadêmicas de Pedagogia montam brinquedoteca para alunos da escola Darcy Ribeiro
Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA