PORTO VELHO

Rondônia

Maurão de Carvalho se reúne com dirigentes do Sintero para intermediar negociações com o Governo

Rondônia

Categoria está em greve e presidente da Assembleia voltou a discutir alternativas para o fim da paralisação.

No final da tarde do último sábado (24), o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (MDB), voltou a se reunir com dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia (Sintero), em Porto Velho, com o propósito de acolher as reivindicações da categoria, em greve desde a última quarta-feira (21), e buscar a intermediação junto ao Governo de uma negociação.

“É importante destacar que estamos aqui para ouvir, para nos inteirar sobre as necessidades da categoria e, posteriormente, discutirmos com o Governo. Sabemos que nem tudo pode ser atendido, mas é fundamental que haja o diálogo e que a situação possa ser resolvida, sem afetar o orçamento estadual e sem deixar de atender pelo menos parte das demandas da educação”, explicou Maurão.

Nas discussões, com a presença da presidente do Sintero, Lionilda Simão, diretores sindicais e representantes das 11 regionais do sindicato, a implantação do Plano Estadual de Educação (PEE), aprovado em 2015 pela Assembleia Legislativa mas não efetivado na prática pelo Governo, de acordo com o Sintero, foi tratada como prioridade.

Leia Também:  Sedam retoma plano de recuperação de nascentes em Cacoal

“Do ponto de vista orçamentário, ou seja, com mais recursos para a educação, o Plano prevê um acréscimo de 1% a cada ano na fatia orçamentária da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), isto não foi feito. Há ainda outras ações que valorizariam e beneficiariam a categoria, contidas no PEE, mas que não foram implementadas”, disse Lionilda.

Como na reunião anterior, a questão da demora na finalização dos processos de aposentadorias, foi amplamente discutida. “São mais de mil processos represados e não vemos nenhuma ação para que esses servidores sejam aposentados. Há uma necessidade de se fazer uma política de correções e de atrativos também para que outros servidores se aposentem, sem perdas em seus vencimentos”, explicou o secretário de Finanças do Sintero, Manoel Rodrigues.

Para o pessoal técnico educacional, por exemplo, o sindicato defende que seja assegurado o pagamento de 60% do vencimento básico sobre o piso do magistério, que é hoje de R$ 2.455,52. O que daria um básico de R$ 1.455,52 para os técnicos, que hoje recebem R$ 1.095,99 com mais de 20 anos de serviços prestados, como vencimento básico.

Leia Também:  Presidente da Fenafisco realiza seminário em Rondônia

“Por outro lado, quase 40% dos cerca de sete mil técnicos em educação hoje estão em fase de aposentadoria, mas teriam perdas salariais com a inatividade, afetando a renda da família”, completou Antônio Ferreira, que é técnico e da direção do sindicato.

A celeridade na transposição dos servidores aos quadros da União foi outro ponto cobrado pelos sindicalistas. Segundo eles, são mais de 4 mil processos publicados, aguardando a efetivação da transposição. “Quanto mais servidores transpostos, menos despesa para o Estado e com isso se reduz o índice de gasto com pessoal e dá uma folga em caixa, permitindo que o Governo possa fazer uma valorização dos servidores”, argumentou Lionilda.

Uma reunião na próxima terça-feira (27), na Casa Civil do Governo, com a Mesa de Negociações Permanente (Menp), vai reunir mais uma vez o sindicato com representantes governamentais. Maurão de Carvalho confirmou sua presença no encontro.

Eranildo Costa Luna               
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Usina de Asfalto do DER em Ji-Paraná recupera cerca de 100 km de rodovias da Região Central

Publicados

em


Equipes do DER trabalham na recuperação da RO-473, na Região Central de Rondônia

O Governo de Rondônia vem levantando a infraestrutura viária do Estado por meio do trabalho do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER). Na Região Central, a Usina de Asfalto de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) do DER já executou a recuperação e a manutenção de 97,4 quilômetros de pavimento em seis rodovias nos municípios de Ji-Paraná e Presidente Médici.

De acordo com o gerente de usina, Alexandro dos Santos, as ROs 133, 135, 472, 479, 480 e o Anel Viário de Ji-Paraná já estão 100% recuperados com operações tapa-buraco e limpeza de vegetação das laterais das pistas. “É todo um trabalho planejado, organizado e baseado nas técnicas de engenharia para manter a trafegabilidade e segurança”, explica Alexandro.

Com uma nova filosofia de trabalho implantada pelo governador Marcos Rocha, o modelo de gestão das rodovias sob responsabilidade do DER tem conseguido acelerar o ritmo de recuperação das vias, mantendo a qualidade e a economicidade dos recursos materiais e financeiros. O diretor-geral do Departamento, Elias Rezende, detalha que a formação de força-tarefa entre as unidades regionais do DER consegue unir esforços, maquinário e pessoal de apoio técnico na execução de obras prioritárias.

Trabalho é baseado nas melhores técnicas de engenharia

Como exemplo, Rezende destaca que, “a Usina de Asfalto do DER em Ji-Paraná já concluiu a recuperação em quase 100 quilômetros de rodovias dentro do Plano Anual de Trabalho e agora, antes do fim do primeiro semestre, está auxiliando nos serviços da RO-473, que atravessa ao longo de mais de 83 quilômetros os municípios de Ouro Preto do Oeste, Teixerópolis, Urupá e Alvorada D’Oeste”.

Leia Também:  Advogados de Rondônia  aplaudem Elton Assis, com   chapa "#100%  advocacia"

Uma das obras de maior relevância executadas recentemente é a recuperação com pavimentação da RO-470. Há muito tempo solicitada pela população de Ouro Preto do Oeste e Vale do Paraíso, seus 39 quilômetros da rodovia, que liga os dois municípios, receberam uma força-tarefa sob o comando da Coordenadoria de Usinas do DER (Cousa) e, assim, foi totalmente recuperada no segundo semestre de 2020.

Tomando todos os cuidados possíveis e respeitando os protocolos de saúde apesar da crise econômica e sanitária, o Governo do Estado vem conseguindo vencer o desafio de recuperar, manter e melhorar a infraestrutura viária sob sua responsabilidade.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA