PORTO VELHO

Rondônia

MPF lança edital para identificar imóveis em Porto Velho (RO) a fim de adquirir sede própria futuramente

Rondônia

Propostas devem ser encaminhadas até 15 de junho; edital disponível no site da instituição detalha os requisitos do imóvel e como deve ser apresentada a proposta

O Ministério Público Federal (MPF) publicou edital de chamamento público para identificar imóveis empresariais urbanos em Porto Velho (RO) que possam ser adquiridos para instalação da sede da instituição no estado. O prazo para a apresentação de propostas segue até 15 de junho de 2020. O edital está disponível para download no site do MPF em Rondônia, acompanhado do programa de necessidades e do modelo de proposta de venda do imóvel.

O edital de chamamento público apresenta os requisitos mínimos do imóvel a ser apresentado, entre eles: a localização em área urbana, pavimentada e com infraestrutura básica; estar em ótimo estado de conservação, dispondo de todas as licenças necessárias para utilização; ter condição de receber a estrutura do MPF em Rondônia ainda em 2020; contar com infraestrutura apropriada de rede elétrica estabilizada, lógica e de telefonia; ter condições de acessibilidade; e estar de acordo com as normas de prevenção e combate a incêndio.

Leia Também:  Hospital de Rondônia é o primeiro a utilizar predomínio de energia solar

Outro requisito do edital é em relação à edificação a ser ofertada, que deverá estar 100% construída e finalizada. No entanto, também poderão ser oferecidos imóveis que tenham disponibilidade imediata para adaptação e conclusão, a cargo do proprietário, conforme as características e condições obrigatórias previstas no edital e em seus anexos, para futura aquisição.

O documento descreve também o que deve conter cada proposta, incluindo descrição detalhada do imóvel, documentação relativa à propriedade do bem, certidões de quitação de obrigações, valor e fotos do imóvel.

As propostas devem ser encaminhadas por meio do sistema de protocolo MPF Serviços, utilizando as opções “Remetente (Pessoa jurídica)” ou “Responsável pelo envio (Pessoa física)”. Os campos referentes ao Destinatário devem ser preenchidos com as seguintes informações:

– Nome: SECRETÁRIO ESTADUAL DO MPF EM RONDÔNIA;
– UF: Rondônia;
– Unidade do MPF: PROCURADORIA DA REPÚBLICA – RONDÔNIA;
– Setor: SECRETARIA ESTADUAL DO MPF;
– Descrição do documento: Proposta de venda de imóvel para instalação da sede da Procuradoria da República no Estado de Rondônia.

Leia Também:  Dia Internacional da Mulher tem programação especial no Sesc

O resultado da seleção de imóveis será publicado no site do MPF em Rondônia (http://www.mpf.mp.br/ro). O responsável pelo imóvel eventualmente selecionado pode ser convocado para a formalização do contrato administrativo. Caso as propostas ofertadas não atendam às exigências do MPF, será divulgada nota com esta informação no site institucional.

Documentos anexos:

Edital de Chamamento Público PR/RP nº 01/2020 [download]
Modelo de Proposta de Venda [download]
Outros esclarecimentos podem ser obtidos via Secretaria Estadual do MPF em Rondônia pelos telefones (69) 3216-0510 ou 3216-0500 ou pelo e-mail [email protected]

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Rondônia

No Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, Sesau reforça importância do diagnóstico precoce

Publicados

em

Glaucoma é caracterizada por alteração do nervo óptico que leva a dano irreversível das fibras nervosas

No mês de maio, conhecido como “Maio Verde” é realizada a campanha de combate ao glaucoma, uma doença ocular que pode levar à cegueira. Por esse motivo, a Policlínica Osvaldo Cruz – POC, do Governo de Rondônia aderiu à ação e realizou mais de 500 consultas de pacientes com glaucoma e 250 exames somente neste mês. 

A coordenadora da campanha em Rondônia, Hévila Rolim relata sobre a importância do diagnóstico precoce. “O tratamento do glaucoma inclui o uso de medicamentos, cirurgia ou uma combinação destes métodos que têm como objetivo principal, estabilizar a doença, evitando a progressão dos danos por meio da redução da pressão intraocular; embora estes tratamentos possam prevenir a perda irreversível da visão, eles não revertem os danos já causados pelo glaucoma. Por isso, o diagnóstico e o tratamento do glaucoma devem ocorrer o quanto antes”, pontua a médica oftalmologista.

GLAUCOMA

A doença ocular é caracterizada por alteração do nervo óptico que leva a dano irreversível das fibras nervosas e, consequentemente, perda de campo visual. Segundo a Sociedade Brasileira de Glaucoma – SBG, cerca de 80 milhões de pessoas sofrem com esse transtorno, sendo que 4,5 milhões de casos resultaram na perda total da visão.

Leia Também:  Furto de máquina foi ordenado pelo diretor do DER, que se escondeu da imprensa

No Brasil, mais de um milhão de pessoas têm a doença, sendo que quase a metade desconhece a condição por ser um transtorno de evolução silenciosa, sem dor ou incômodo na fase inicial. 

Os sintomas só aparecem no estágio mais avançado, quando a pessoa começa a esbarrar nas coisas, em consequência da perda da visão periférica, ou seja, ela vê bem o que está na sua frente, mas não enxerga o que está aos redores.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA