PORTO VELHO

Rondônia

Para não paralisar os serviços: Casa Família Rosetta pede ajuda à sociedade através da campanha “#SomosTodosRosetta” na Vakinha Online.

Rondônia

Casa Família Rosetta, uma das entidades mais respeitadas de Rondônia e que há 27 anos, com a Missão de “Transformar Vidas” acolhe em Porto Velho, crianças e adolescentes com deficiências neurológicas, corre o risco de suspender seus serviços por falta de doações.

Atualmente, a Casa que atende cerca de 1.500 famílias e o principal serviço oferecido é a reabilitação e acolhimento de Crianças e adolescentes com Paralisia Cerebral onde virou referência com atendimentos dessa natureza, corre o risco de suspender seus serviços.

Temendo o encerramento das atividades a instituição lançou a campanha “#SomosTodosRosetta”. A ação solidária é para buscar recursos via doações através do site “Vakinha Online”. É simples de doar, basta clicar no link: http://vaka.me/777413 e seguir o passo a passo.

A instituição vive de doações e estamos sem os convênios do estado e município, o que piorou a situação.

Alimentação, fraldas, material de saúde e pedagógico, combustível para transporte  e os profissionais de saúde que acompanham as crianças são os itens de mais  importância e não podemos deixar faltar.

“O Valor da meta que queremos alcançar inicialmente é R$ 200 mil reais e sabemos que chegaremos lá. A Casa Família Rosetta está correndo um risco altíssimo de paralisar as atividades”. Enfatizou a diretora, Giusi Fulco.

A imprensa está se mobilizando também para mostrar a necessidade de ajudar a entidade.

É notório que a Casa Família Rosetta precisa continuar levando atendimento de saúde, educação e assistência social, para as pessoas que necessitam dela  para ter uma vida mais humana e com qualidade.

 

A CASA

A Associação Casa Família Rosetta é uma entidade sem fins lucrativos, fundada na década de 80, pelo Padre Vincenzo Sorce, em Caltanissetta, na Sicília-Itália, a Associação “Casa Família Rosetta” reúne inúmeros serviços voltados para o indivíduo e as famílias.

As unidades da associação, que se dividem em centros de reabilitação, casas de acolhimento institucional, comunidades terapêuticas, oferecem: acolhimento, assistência, reabilitação e reinserção social a pessoas com deficiências, com problemas de dependência de álcool, drogas; pessoas em situação de vulnerabilidade.

Para as crianças e adolescentes com deficiências neurológicas a Casa atende através dos serviços :

Centro de Reabilitação Paulo VI, que desenvolve os seguintes atendimentos:

-Atendimento Ambulatorial nas áreas de Neuropediatria, Fisioterapia, Hidroterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Psicologia, Serviço Social, Ortopedia (aplicação de toxina botulínica).

-Atendimento em Centro dia (diário): com Atendimento Educacional Especializado (atendimento pedagógico, estimulação), Assistência Social, Saúde por meio de Reabilitação na área de Fisioterapia, Hidroterapia ,  Fonoaudiologia, Psicologia, Terapia Ocupacional; atividades de arte, lazer e cultura; alimentação, transporte; assistência ás famílias por meio de oficinas, grupos de Terapia Comunitária quinzenal, visitas domiciliares, encaminhamento à rede de serviços e benefícios.

Atendimento Domiciliar: com o serviço de Fisioterapia, Serviço Social, que atende o paciente com comprometimento grave, em sua residência, prevenindo sequelas e melhorando a sua qualidade de vida.

 

Abrigo Casa Família Anna Teresa Cappello funciona em regime de Acolhimento Institucional, atendendo pessoas com deficiência neurologica, que se encontram em situação de abandono e vulnerabilidade.

O objetivo da casa é a acolhida, a proteção e assistência destas pessoas, garantindo-lhes um lar e todos os cuidados necessários ao bom desenvolvimento biopsicossocial.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  CEEXT defere processo de servidores de Rondônia e pede complementação de documentos
Propaganda

Rondônia

Obras do “Tchau Poeira” são iniciadas em Porto Velho; serviços vão contemplar bairros das zonas Leste e Sul da Capital

Publicados

em


Massa asfáltica aplicada é de 4,5 centímetros, seguindo o padrão do Dnit, com melhor qualidade para beneficiar cidadãos

Foi dado o pontapé inicial para as obras do projeto “Tchau Poeira” em Porto Velho, nesta quarta-feira (8), menos de 24 horas após o lançamento ocorrido no final da tarde do dia 7. A Capital de Rondônia é a 27ª cidade contemplada com serviços de recapeamento e asfaltamento, sendo aproximadamente mais de 70 quilômetros, que vão abranger as zonas Leste e Sul da cidade. O projeto é desenvolvido pelo Governo de Rondônia, com ações do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER).

Os trabalhos começaram com o recapeamento da Avenida Mamoré, que vai abranger da Avenida Calama até a BR-364, sendo de aproximadamente 14,2 quilômetros. Na Avenida Guaporé, os serviços de recapeamento serão de aproximadamente 12,4 quilômetros. O investimento aplicado para a execução das obras é de mais de R$ 63 milhões nesta primeira etapa do projeto.

O governador Marcos Rocha acompanhou de perto o início dos trabalhos em Porto Velho e ressaltou o grande investimento feito pelo Estado para beneficiar a população, com o objetivo de alcançar os 52 municípios.

“Ao saírem de casa, as pessoas ficam constrangidas com a lama e a poeira, porém, não queremos mais que isso aconteça. Serão muitos quilômetros de asfalto novo, tirando a população dessa situação e gerando melhorias”, disse o governador de Rondônia.

O diretor-geral do Departamento Estadual de Estradas, Rodagem e Transportes (DER), Elias Rezende, acentuou que o “Tchau Poeira” é uma grande missão, e mesmo em período chuvoso, as obras serão feitas. “É mais uma obra iniciando, sendo um importante compromisso do Governo de Rondônia com a população e vamos avançar em todos os municípios do Estado, com obras de qualidade e melhorando o fluxo de veículos em todas as vias”.

Obras do projeto “Tchau Poeira” em Porto Velho iniciou pela zona Leste

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, que também acompanhou o início dos trabalhos, disse que é um compromisso firmado com a população da Capital, com obras tão importantes. “É um importantíssimo projeto do Governo de Rondônia, que estende a mão e olha com carinho para a Capital, e passa a desenvolver este trabalho, promovendo um avanço no município, com mais bairros recebendo asfaltamento e os cidadãos são os mais contemplados”.

BENEFÍCIOS

A comerciante Iranilda da Rocha Araújo,  proprietária de uma panificadora na Avenida Mamoré, se sentiu satisfeita ao saber que o Governo do Estado havia anunciado obras de recapeamento na localidade.

“Os serviços feitos serão de muita utilidade para todos que moram e tem comércio nesta avenida. Com o asfalto de qualidade que está sendo aplicado, os benefícios serão grandes, melhorando assim, nossa qualidade de vida”.

Iranilda da Rocha possui comércio há dois anos na Avenida Mamoré, e destacou que a obra é algo positivo para a região

Em Porto Velho, os serviços do “Tchau Poeira” foram lançados durante solenidade na zona Sul da cidade. Com o apoio do DER, serão feitos mais de 35,8 quilômetros de asfaltamento na zona Leste, que vai abranger os bairros Tancredo Neves e Jardim Santana.

Já na zona Sul, quatro bairros serão contemplados com os serviços: Areia Branca, Monte Sinai, Novo Horizonte e Castanheira, sendo este último, com 10,2 quilômetros de asfaltamento. Os demais vão ser contemplados com pavimentação e recapeamento, com aproximadamente 7,2 quilômetros.

Além disso, em meio às obras, será criado um novo corredor de entrada e saída na zona Sul de Porto Velho para desafogar o trânsito na localidade durante os principais horários do dia. Ao todo, serão 17,4 quilômetros de obras na região.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  CEEXT defere processo de servidores de Rondônia e pede complementação de documentos
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA