PORTO VELHO

Rondônia

Pesquisa da Fiocruz-RO aponta sífilis como IST mais prevalente em quatro unidades prisionais de Rondônia

Rondônia

Relatório anual de um projeto realizado pela Fundação Oswaldo Cruz Rondônia (Fiocruz-RO), junto à população carcerária do Estado, aponta a sífilis como a Infecção Sexualmente Transmissível (IST) mais prevalente entre detentos em, pelo menos, quatro unidades prisionais e uma Organização Não Governamental (ONG), voltada para atendimento de egressos do sistema penitenciário. Com o apoio do Ministério Público de Rondônia, o estudo realizado em 2017 revela que, dos 846 reeducandos atendidos pela Fundação, 8,6% foram diagnosticados com sífilis.

O dado é apenas uma das conclusões extraídas do projeto intitulado ‘Prevalência de Hepatites Virais B, C e Delta, Sífilis e HIV na população privada de liberdade em sistema prisional fechado no Estado de Rondônia’, desenvolvido pela Fiocruz-RO, em parceria com o MP, Centro de Pesquisa em Medicina Tropical de Rondônia (Cepem); Agência de Vigilância em Saúde (Agevisa); Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e Faculdade de Rondônia (Faro).

O Ministério Público de Rondônia atuou na iniciativa, como mediador junto ao Governo do Estado de Rondônia, visando articular a execução dos estudos. O apoio da Instituição também possibilitou que a Fiocruz obtivesse acesso aos dados referentes à população carcerária do Estado e às unidades prisionais.

Números

Os números do estudo revelam que, do total de apenados submetidos aos exames, 1,4% apresentou resultado positivo para Hepatite B; 0,8% para Hepatite C e 1,4% para HIV. Os trabalhos foram realizados na Casa de Detenção José Mário Alves, o Urso Branco; Unidade Penitenciária Aruana; Centro de Ressocialização Vale do Guaporé e Unidade Penitenciária Milton Soares de Carvalho (conhecido como 470), além da Associação Cultural e de Desenvolvimento Do Reeducando e Egresso (Acuda).

Leia Também:  Toma: Rondoniense terá de trabalhar 151 dias só para pagar impostos em 2020

Após os diagnósticos, os pacientes foram encaminhados aos especialistas para iniciar acompanhamento clínico e laboratorial.

Dos 846 presos atendidos, 40,4% tinham entre 18 e 27 anos e 39,2% tinham entre 28 a 37 anos, representando uma população jovem. A etnia autodeclarada de modo mais recorrente foi a raça parda, com 59%, seguida de branco, 18%; e negro, 17,4%. Já o grau de escolaridade dos reeducandos foi considerado baixo. Segundo os estudos, 3,5% do público foi formado por analfabetos; 55,9% não concluíram o ensino fundamental e apenas 2,5% tiveram acesso ao ensino superior. Pelo menos 2% iniciaram uma graduação e 0,5% obtiveram diploma.

Objetivos

Iniciado em 2016, o projeto tem como objetivo aferir o índice das doenças junto à população carcerária. Conforme detalham os responsáveis pela pesquisa, o médico infectologista Juan Miguel Villalobos Salcedo e a virologista Deusilene Souza Vieira,  infecções sexualmente transmissíveis são consideradas um grande problema de saúde pública no Brasil, tendo a região Norte e, mais especificamente, o Estado de Rondônia números expressivos em relação às doenças.

Leia Também:  EFEITO RAUPP: Lavagem em doação oficial seria o extremo, diz Marco Aurélio

Apenas para se ter ideia do alarmante cenário local, dados apresentados pelo Ministério da Saúde (2017) dão conta de que a prevalência de HIV no Brasil é de 0,39%. Somente no ano de 2017, foram detectados 16371 casos novos, Rondônia, concentrou 0,8% (110/16.371) casos.

Os pesquisadores da Fiocruz justificam a importância do estudo que vêm sendo realizado não apenas pelo panorama já identificado no Estado, mas por considerar que a vulnerabilidade e a ausência de pesquisas direcionadas a pessoas em situação de encarceramento podem fazer desse público um foco de concentração e dispersão das doenças para a população em geral.

Assim, de acordo com os responsáveis pela pesquisa, os resultados obtidos poderão colaborar para um melhor entendimento sobre a situação das doenças na população privada de liberdade e servirão de base para analisar a eficácia de ações preventivas na sociedade em geral e dentro do sistema prisional, de modo a propor mudanças com relação à prevenção.

O projeto tem previsão de continuidade para 2018 e 2019.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Edição 495 – Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

Publicados

em


Dos 257.250 casos confirmados em Rondônia, 84.818 são de Porto Velho

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço de dados referente aos casos de covid-19 no Estado.

Nesta quarta-feira (28) foram consolidados os seguintes resultados:

Casos confirmados – 257.250
Casos ativos – 2.873 (1,12%)
Pacientes recuperados – 248.022 (96,41%)
Óbitos – 6.355 (2,47%)
Pacientes internados na Rede Estadual de Saúde – 152
Pacientes internados na Rede Privada –22
Pacientes internados na Rede Municipal de Saúde –44
Pacientes internados na Rede Filantrópica –02
Total de pacientes internados – 220
Pacientes aguardando leitos: 0
Testes Realizados – 673.781
Aguardando resultados do Lacen – 11

* População vacinada:
1ª Dose – 698.634
2ª Dose – 241.967

  • Total de doses aplicadas:   940.601

Vacinas recebidas:  1.103.288

* CoronaVac: 389.308

* AstraZeneca: 540.250

* Pfizer:139.230

*Janssen: 34.500

(Dados obtidos às 16h30 )

No Estado, os números de casos confirmados, recuperados e de óbitos, desde o primeiro registro em 20 de março de 2020 até hoje (26 de julho de 2021), por covid-19 são:

TOTAL DE CASOS EM RONDÔNIA – 28/07/2021
Município Casos Totais Óbitos Totais Curados Totais
Porto Velho 84.818 2.482 81.628
Ariquemes 22.242 481 21.660
Ji-Paraná 19.151 571 18.425
Cacoal 14.147 296 13.780
Vilhena 13.847 262 13.514
Jaru 7.754 175 7.499
Rolim de Moura 6.852 168 6.556
Machadinho D’Oeste 6.842 113 6.648
Pimenta Bueno 6.485 114 6.214
Guajará-Mirim 5.403 223 5.169
Buritis 4.868 75 4.672
Ouro Preto do Oeste 4.594 142 4.424
Alta Floresta D’Oeste 4.001 65 3.882
Candeias do Jamari 3.931 77 3.805
Presidente Médici 3.611 83 3.519
Nova Mamoré 3.537 79 3.384
Espigão D’Oeste 3.500 71 3.362
Cerejeiras 2.476 61 2.399
São Miguel do Guaporé 2.459 50 2.356
São Francisco do Guaporé 2.459 47 2.354
Colorado do Oeste 2.293 40 2.232
Nova Brasilândia D’Oeste 2.149 32 1.880
Cujubim 1.960 41 1.905
Costa Marques 1.936 36 1.829
Alto Paraíso 1.842 48 1.781
Monte Negro 1.747 32 1.701
Chupinguaia 1.527 23 1.461
Seringueiras 1.452 20 1.396
Alto Alegre dos Parecis 1.449 44 1.402
Itapuã do Oeste 1.401 18 1.364
Urupá 1.272 32 1.220
Campo Novo de Rondônia 1.219 23 1.150
Vale do Anari 1.179 23 1.144
Alvorada D’Oeste 1.139 29 1.088
Mirante da Serra 1.043 12 1.007
Santa Luzia D’Oeste 985 17 909
Cacaulândia 875 12 847
Cabixi 849 20 804
Nova União 836 15 820
Theobroma 827 25 789
Corumbiara 802 20 779
Vale do Paraíso 787 26 756
Novo Horizonte do Oeste 659 22 634
Governador Jorge Teixeira 617 22 591
Rio Crespo 602 13 585
Teixeirópolis 526 9 517
Ministro Andreazza 507 14 486
São Felipe D’Oeste 506 12 487
Pimenteiras do Oeste 435 15 420
Parecis 387 11 359
Castanheiras 268 7 258
Primavera de Rondônia 197 7 171
Total geral 257.250 6.355 248.022
Leia Também:  Em coletiva, Presidente Laerte Gomes divulgar ações do primeiro semestre da Assembleia Legislativa

Em Rondônia, nas últimas 24 horas foram registrados os seguintes resultados para covid-19:

ÚLTIMAS 24 HORAS
MUNICÍPIOS CASOS CONFIRMADOS ÓBITOS
Porto Velho -61 -3
Ariquemes 27
Ji-Paraná 30 3
Cacoal 2 2
Vilhena 10
Jaru 14 1
Rolim de Moura 14 3
Machadinho D’Oeste 3
Pimenta Bueno 19 1
Guajará-Mirim
Buritis 10
Ouro Preto do Oeste 8
Alta Floresta D’Oeste 8
Candeias do Jamari
Presidente Médici 2
Nova Mamoré -1
Espigão D’Oeste 19
Cerejeiras 3
São Miguel do Guaporé 8
São Francisco do Guaporé 15 1
Colorado do Oeste
Nova Brasilândia D’Oeste 3
Cujubim 3
Costa Marques 14
Alto Paraíso 3
Monte Negro 1
Chupinguaia 5
Seringueiras 5
Alto Alegre dos Parecis
Itapuã do Oeste
Urupá
Campo Novo de Rondônia
Vale do Anari
Alvorada D’Oeste
Mirante da Serra
Santa Luzia D’Oeste 1
Cacaulândia 11
Cabixi 6
Nova União 1
Theobroma 2
Corumbiara 1
Vale do Paraíso 3 1
Novo Horizonte do Oeste
Governador Jorge Teixeira
Rio Crespo 5
Teixeirópolis
Ministro Andreazza
São Felipe D’Oeste 2
Pimenteiras do Oeste
Parecis
Castanheiras
Primavera de Rondônia 2
Total geral 197 10

ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES:

  • Nas últimas 24 horas foram registrados 13 óbitos por covid-19 em Rondônia, sendo três em Ji-Paraná, uma mulher de 64 anos e dois homens de 49 e 63 anos; três em Rolim de Moura, uma mulher de 81 anos e dois homens de 40 e 63 anos; dois em Cacoal, de homens de 39 e 41 anos; uma mulher de 70 anos em Corumbiara; uma mulher de 85 anos em Jaru; um homem de 63 anos em Pimenta Bueno; um homem de 32 anos em São Francisco e um homem de 51 anos em Vale do Paraíso.
  • Após investigação epidemiológica, a Vigilância Municipal de Porto Velho retirou do sistema  61 casos que foram constatados  que não são de covid-19, bem como retirou outros 3 casos registrados de óbitos, mas que  ainda estão em  investigação.
  • Após investigação epidemiológica, foi retirado um caso notificado em Nova Mamoré, pois foi constatado não ser de covid-19.
Leia Também:  Gilmar Mendes prevê dificuldades com fake news nas eleições de 2018

Segundo a Agevisa, os dados são analisados diariamente pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), que acompanha também a investigação epidemiológica feita pelas equipes de Saúde nos municípios para checagem de dados.

Para informações detalhadas e relatórios na íntegra, acesse o Portal Coronavírus em Rondônia, por meio do endereço: coronavirus.ro.gov.br

Veja todos os relatórios de dados já publicados sobre a covid-19 em Rondônia, clicando no link http://bit.ly/2EzHtco

Os dados de vacinação são adicionados ao sistema diretamente pelos municípios e são dinâmicos.
Para dados atualizados em tempo real, acesse: https://covid19.sesau.ro.gov.br/Home/Vacina

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA