PORTO VELHO

Rondônia

Planejamento de reintegração de pose realizado pela PM prima pela integridade física e segurança

Rondônia


Membros da Sesdec realizaram sobrevoo na região onde a fazenda foi invadida

O Governo do Estado de Rondônia já tem montado o plano de ação para a reintegração de posse na fazenda Nossa Senhora Aparecida, que fica no município de Chupinguaia, cone sul de Rondônia, a qual está invadida por membros da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) desde o ano passado. Embora o processo de reintegração de posse seja de responsabilidade do Poder Judiciário, cabe ao executivo estadual, notadamente a Polícia Militar (PM) garantir toda segurança tanto do oficial de justiça, agente público que na ocasião irá representar o judiciário e dar cumprimento à determinação judicial, quanto das partes envolvidas. O plano foi montado pela PM e contou com a colaboração do alto comando da segurança pública de Rondônia.

O plano em questão, de acordo com o titular da SESDEC, o coronel José Hélio Cysneiros Pachá, foi desenvolvido de forma minuciosa, levando em consideração informações topográficas, estudo das vias de acesso, bem como a possibilidade de reação por parte da LCP. “Nosso serviço de inteligência realizou incursões na região, fizemos um levantamento detalhado a fim de garantir a integridade física de todos. Temos uma linha de ação tática muito bem treinada para esse tipo de situação”, explicou o secretário.

Pachá relata, ainda, que a tropa da Polícia Militar (PM) que está envolvida na operação é muito bem treinada e está habituada a esse tipo de situação. O secretário exemplificou sua afirmativa relembrando a reintegração de posse que aconteceu na fazenda Nor Brasil em novembro do ano passado. “Dois PMs foram assassinados pela LCP durante uma emboscada. Mesmo em luto, o trabalho da tropa foi realizado dentro da proporcionalidade e respeito aos direitos humanos”, comentou o secretário de segurança.

Coronel Pachá é secretário da Sesdec

Em Chupinguaia, de acordo com a SESDEC, 70 policiais militares estão reforçando o policiamento na região, porém, de acordo com o planejamento de reintegração, o número do efetivo irá aumentar para que a integridade física das pessoas seja garantida. Na última terça-feira, 30, o titular da SESDEC, juntamente com representantes da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), da Casa Civil e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), bem como o alto comando da segurança pública do Estado de Rondônia estiveram em Vilhena e Chupinguaia onde se reuniram com representantes do setor produtivo, entidades de classe e foram à fazenda invadida para reconhecimento do local e fiscalização das atividades da PM.

Leia Também:  Rondônia recebe novo lote com 3.200 doses de vacina contra covid-19; É a 16ª remessa enviada pelo Ministério da Saúde

De lá pra cá, o titular da SESDEC relatou que não houve problemas relacionados ao assunto na região por força da ação incisiva do Estado no local. De acordo com Pachá, o oficial de justiça envolvido no processo de reintegração já foi contatado pela PM e foram realizadas algumas tentativas de aproximação dos membros da LCP que estão na propriedade a fim de iniciar as tratativas para que deixem o local pacificamente. “Todas elas foram rechaçadas com violência pela LCP”, informou o secretário.

O Governo do Estado tem dado todo apoio necessário ao judiciário para que os processos de reintegração de posse em Rondônia sejam realizados de forma pacífica. Segundo o secretário de segurança, a SESDEC matem contato direto com promotores de justiça envolvidos no caso. “Nesta quarta-feira (7) vamos participar de uma audiência com o magistrado que está à frente deste processo de reintegração de posse a fim de debatermos detalhes do plano”, arrematou.

ENTENDA O CASO

Representantes da propriedade acusam o grupo invasor de ter destruído diversas construções da fazenda

A fazenda Nossa Senhora Aparecida é um fragmento da fazenda Santa Elina. A antiga propriedade cortava os municípios de Chupinguaia e Corumbiara, ambos localizados no extremo sul do Estado. Em 1995, durante um processo de reintegração de posse da então fazenda Santa Elina, houve um confronto entre membros da LCP e a PM. Várias pessoas acabaram morrendo durante o conflito. Em agosto de 2020, a LCP invadiu novamente a propriedade. Como retaliação ao proprietário, que contratou segurança particular para manter a ordem na fazenda, o grupo de posseiros iniciou uma investida que durou cerca de três dias.

Leia Também:  Mais de 4 mil doses da 13ª remessa de vacinas contra a covid-19 contemplam a Zona da Mata

Funcionários tiveram que deixar a propriedade por ordem da LCP, que queimou casas onde moravam os trabalhadores, derrubou uma torre de telefonia, matou alguns animais e destruiu um curral. A reação dos produtores rurais da região foi imediata. Rapidamente a PM reforçou o policiamento na região e apaziguou a situação. Efetivos da Polícia Civil também estão em Chupinguaia realizando investigações e contribuindo com a segurança. A principal dificuldade da polícia é a blindagem que a LCP faz. De acordo com o inquérito produzido pela Civil, todos os membros do grupo se intitulam lideranças e sempre recebem os policiais com camisas sobre os rostos, o que dificulta a identificação dos membros.

Policiais que estão na localidade realizaram algumas prisões, apreenderam armas e encontraram esquemas de segurança muito bem organizados. O relatório aponta que a LCP conta com sentinelas que ficam espalhados pela região acompanhando o movimento. Assim que a polícia aparece, esses sentinelas avisam o grupo. Outro detalhe identificado pelas investigações é de que membros do grupo são de várias partes de Rondônia e não exclusivamente moradores do cone sul do Estado.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Edição 421 – Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

Publicados

em


Dos 221.169 casos de covid-19 em Rondônia, 75.637 são de Porto Velho.

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço de dados referente aos casos de covid-19 no Estado.

Neste sábado (15) foram consolidados os seguintes resultados:

Casos confirmados – 221.169
Casos ativos – 6.134 (2,77%)
Pacientes recuperados – 209.560 (94,75%)
Óbitos – 5.475 (2,48%)
Pacientes internados na Rede Estadual de Saúde – 339
Pacientes internados na Rede Privada – 33
Pacientes internados na Rede Municipal de Saúde – 111
Pacientes internados na Rede Filantrópica – 01
Total de pacientes internados – 484
Pacientes aguardando leitos: 0
Testes Realizados – 586.973
Aguardando resultados do Lacen – 778

* População vacinada:
1ª Dose – 218.762
2ª Dose – 109.722

Profissionais de Saúde vacinados:
1ª Dose – 47.976
2ª Dose – 32.957

Indígenas vacinados:
1ª Dose – 6.721
2ª Dose – 5.189

Idosos vacinados:
1ª Dose – 158.299
2ª Dose – 70.638

Deficientes ILP:
1ª Dose – 193
2ª Dose – 24

Segurança e Salvamento:
1ª Dose – 5.126
2ª Dose – 913

Quilombolas:
1ª Dose – 447
2ª Dose – 1

No Estado, os números de casos confirmados, recuperados e de óbitos, desde o primeiro registro em 20 de março de 2020 até hoje (15 de maio de 2021), por covid-19 são:

TOTAL DE CASOS EM RONDÔNIA – 15/05/2021
Município Casos Totais Óbitos Totais Curados Totais
Porto Velho 75.637 2.309 71.867
Ariquemes 19.078 413 18.303
Ji-Paraná 16.238 451 15.398
Cacoal 11.618 224 11.109
Vilhena 11.175 214 10.600
Jaru 6.868 155 6.573
Rolim de Moura 5.852 140 5.471
Machadinho D’Oeste 5.736 76 5.505
Guajará-Mirim 5.285 208 5.035
Pimenta Bueno 4.858 68 4.404
Buritis 4.260 62 4.149
Ouro Preto do Oeste 4.234 121 3.924
Alta Floresta D’Oeste 3.570 56 3.413
Candeias do Jamari 3.487 68 3.388
Nova Mamoré 3.021 60 2.606
Presidente Médici 2.999 63 2.833
Espigão D’Oeste 2.617 56 2.418
Cerejeiras 2.144 54 2.012
São Miguel do Guaporé 2.044 45 1.964
São Francisco do Guaporé 1.874 40 1.796
Colorado do Oeste 1.702 29 1.598
Cujubim 1.700 36 1.614
Alto Paraíso 1.648 38 1.595
Nova Brasilândia D’Oeste 1.607 25 1.503
Monte Negro 1.407 27 1.338
Alto Alegre dos Parecis 1.341 34 1.278
Chupinguaia 1.296 16 1.252
Itapuã do Oeste 1.285 18 1.168
Costa Marques 1.254 26 1.155
Seringueiras 1.217 12 1.125
Urupá 1.137 26 1.032
Campo Novo de Rondônia 1.083 22 1.047
Vale do Anari 1.004 20 867
Mirante da Serra 931 10 899
Alvorada D’Oeste 891 25 809
Santa Luzia D’Oeste 828 12 754
Cacaulândia 766 9 749
Nova União 763 14 732
Theobroma 701 24 659
Vale do Paraíso 700 24 630
Cabixi 663 18 642
Corumbiara 621 16 582
Governador Jorge Teixeira 570 16 545
Novo Horizonte do Oeste 546 21 506
Rio Crespo 533 9 522
Teixeirópolis 494 8 477
Ministro Andreazza 466 14 441
Pimenteiras do Oeste 398 15 382
São Felipe D’Oeste 360 8 328
Parecis 257 7 195
Castanheiras 242 6 214
Primavera de Rondônia 163 7 154
Total geral 221.169 5.475 209.560
Leia Também:  DER executa serviços de melhoria da infraestrutura viária na região Central de Rondônia

Em Rondônia, nas últimas 24 horas foram registrados os seguintes resultados para covid-19:

ÚLTIMAS 24 HORAS
MUNICÍPIOS CASOS CONFIRMADOS ÓBITOS
Porto Velho 193 4
Ariquemes 103
Ji-Paraná 4
Cacoal 5 1
Vilhena 3
Jaru 8 2
Rolim de Moura 13 4
Machadinho D’Oeste -1
Guajará-Mirim 2 1
Pimenta Bueno
Buritis 3
Ouro Preto do Oeste
Alta Floresta D’Oeste 6
Candeias do Jamari 2
Nova Mamoré 3 3
Presidente Médici 12
Espigão D’Oeste 35 1
Cerejeiras 15 2
São Miguel do Guaporé 2
São Francisco do Guaporé 4
Colorado do Oeste
Cujubim
Alto Paraíso
Nova Brasilândia D’Oeste 3
Monte Negro
Alto Alegre dos Parecis -1 -1
Chupinguaia
Itapuã do Oeste
Costa Marques 1
Seringueiras 2
Urupá 4
Campo Novo de Rondônia
Vale do Anari
Mirante da Serra 2
Alvorada D’Oeste 1
Santa Luzia D’Oeste 4 1
Cacaulândia
Nova União 1 1
Theobroma
Vale do Paraíso
Cabixi
Corumbiara 4
Governador Jorge Teixeira
Novo Horizonte do Oeste -1 -1
Rio Crespo
Teixeirópolis 6
Ministro Andreazza
Pimenteiras do Oeste
São Felipe D’Oeste 6
Parecis 6
Castanheiras
Primavera de Rondônia
Total geral 450 18

ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES:

  • Neste sábado (15) foram registrados 19 óbitos por covid-19 no Estado, destes, quatro foram em Porto Velho, sendo quatro homens (79, 57, 57 e 52 anos); três homens (76, 74 e 67 anos de idade) de Nova Mamoré, três de Rolim de Moura, sendo uma mulher de 74 anos e dois homens (89 e 53 anos de idade); duas mulheres (53 e 28 anos de idade) de Cerejeiras; duas mulheres (68 e 49 anos de idade) de Jaru; um homem de 91 anos de Cacoal; um homem de 52 anos de Espigão D’Oeste; um homem de 75 anos de Guajará-Mirim; uma mulher de 67 anos de Nova União e uma mulher de 72 anos de Santa Luzia D’Oeste.
  • O município de Novo Horizonte remanejou o registro de um óbito para o município de Porto Velho.
  • O município de Alto Alegre dos Parecis, remanejou o registro de um óbito para o município de Rolim de Moura.
Leia Também:  #Sintero cobra ações do governo para combater a violência nas escolas e manifesta solidariedade ao Professor José Paulino

Segundo a Agevisa, os dados são analisados diariamente pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), que acompanha também a investigação epidemiológica feita pelas equipes de Saúde nos municípios para checagem de dados.

Para informações detalhadas e relatórios na íntegra, acesse o Portal Coronavírus em Rondônia, por meio do endereço: coronavirus.ro.gov.br

Veja todos os relatórios de dados já publicados sobre a covid-19 em Rondônia, clicando no link http://bit.ly/2EzHtco

Os dados de vacinação são adicionados ao sistema diretamente pelos municípios e são dinâmicos.
Para dados atualizados em tempo real, acesse: https://covid19.sesau.ro.gov.br/Home/Vacina

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA