PORTO VELHO

Rondônia

Sesau leva atendimento para mais de 5 mil famílias ribeirinhas ao longo do Rio Guaporé

Rondônia


O Barco Hospital atende às famílias ribeirinhas com a oferta de serviços médicos e assistenciais

A partir desta terça-feira (4), iniciam os atendimentos da Unidade de Saúde Social Fluvial Walter Bártolo, popularmente conhecido como Barco Hospital, do Governo de Rondônia. A unidade fluvial sai de Guajará-Mirim nesta terça-feira (4) e fará o trajeto passando pelas comunidades, tendo como último destino a comunidade de Forte Príncipe da Beira. A previsão de retorno é para o dia 28 desse mês.

Cerca de cinco mil famílias que vivem em regiões ao longo do Rio Guaporé nas comunidades de Pimenteiras do Oeste, Laranjeiras, Porto Rolim, Pedras Negras, Santo Antônio, Santa Fé e Forte Príncipe da Beira serão beneficiadas com a oferta de atendimentos clínicos gerais, odontológicos, atendimentos de enfermagem, exames laboratoriais, dispensação de medicamentos entre outros serviços.

Segundo o coordenador do Barco Hospital, com mais essa ação, totalizam-se 20 atividades nas comunidades ribeirinhas. “Essas missões possuem como compromisso a oferta de assistência médica, social, cidadania e justiça itinerante às populações indígenas, ribeirinhas e quilombolas que residem às margens dos rios Mamoré e Guaporé, na divisa do Brasil com a Bolívia. Um trabalho que conta com a parceria do Exército Brasileiro”, destacou.

Leia Também:  Detran Rondônia investe em modernização tecnológica para otimizar atendimento aos usuários do serviço

PREVENÇÃO

Para melhor atender as famílias e garantir a segurança nesse período de pandemia, todas as estratégias já foram adotadas segundo o coordenador, para o sucesso da missão. “Antes de cada ação fazemos um planejamento adequado à cada situação. Nesse caso, o barco ancora nas comunidades, e nós apresentamos à população daquela comunidade nossas ações e serviços que serão ofertados”, explicou.

Uma tenda é montada ao lado do barco, no qual é feita a triagem e o direcionamento aos atendimentos. “Devido à pandemia, as pessoas são orientadas a entrar no barco uma por vez com equipamentos de proteção individual visando a segurança de todos”, ressaltou Giovani.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Exposição “Laços Fraternos-Esperança” começa na Casa da Cultura Ivan Marrocos nesta segunda-feira, 17

Publicados

em


Transmissão de abertura do evento será das 16h às 18h na página do facebook da Funcer

O Governo de Rondônia, por meio da Fundação Cultural do Estado de Rondônia (Funcer), promove a partir desta segunda-feira (17), a exposição “Laços Fraternos–Esperança”, da artista visual, Gleyciane Prata, que acontece na Casa da Cultura Ivan Marrocos, em Porto Velho. O evento conta com o apoio da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel).

O tema da exposição reflete o atual momento do planeta, com a pandemia do coronavírus, e contará com 25 obras. Os trabalhos da artista estarão expostos para a visitação do público até o dia 31 de maio, com respeito às recomendações da Saúde Estadual.

Além de Gleyciane, o evento contará na abertura com a presença dos artistas plásticos convidados: Mari Bhrusck, Luciano Pinheiro, Adriane Cardoso, Homero Rodrigues, Arlete Cortez, João Henrique e Joabson Souza, que também estarão apresentando seus trabalhos. Todos serão expostos na Galeria Afonso Ligório e transmissão pelas redes sociais da Funcer.

Leia Também:  MP ingressa com Ação Civil Pública com pedido de indenização por dano moral coletivo contra o Frigorífico JBS, em Pimenta Bueno

A transmissão de abertura do evento será das 16h às 18h na página do facebook da Funcer. Para o organizador do evento, João Zoghbi, é um momento para viver por meio da arte e o propósito é “transmitir uma mensagem de esperança para as pessoas em cada ilustração, pois esperamos dias melhores e o fim dessa pandemia”.

“Para não parar as atividades de cultura contemporânea, estamos promovendo este evento, mesmo de forma diferente, para que as pessoas possam conferir a exposição, como forma de interação entre a arte e o público”, afirma Zoghbi.

VISITAÇÃO

O público em geral pode fazer a visitação para conferir os trabalhos dos artistas de forma presencial na Casa da Cultura Ivan Marrocos, localizado na avenida Carlos Gomes, 563, bairro Caiari.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA