PORTO VELHO

Rondônia

SESI e SENAI de Rondônia apostam alto no Novo Ensino Médio

Publicados

Rondônia

O Novo Ensino Médio (NEM) constitui mais uma estratégia vencedora implantada pelo Serviço Social da Indústria (SESI) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), em 2019 nas unidades de Rondônia iniciando com quatro turmas, sendo o estado que mais apostou neste projeto, cujos primeiros frutos serão colhidos com a formatura destas turmas em 2021.

Rondônia entrou com o número maior de alunos em comparação aos demais estados, que começaram com 40 alunos. “Aqui começamos com 160, ou seja, com quatro vezes mais alunos. Apostamos alto na aceitação da sociedade local. Está dando certo, tanto que em janeiro de 2021 entraram três novas turmas, com o início do ano letivo”, ressalta o superintendente SESI-IEL e o diretor regional do SENAI-RO, Alex Santiago.

Santiago destaca que o SENAI de Rondônia foi avaliado pelo Sistema de Avaliação da Educação Profissional (SAEP), como um dos melhores em termos de qualidade de ensino profissionalizante, obtendo nota 8,6, ou seja, 10,25% acima da média nacional. “Além de avaliar o aprendizado, o SAEP serve de parâmetro para qualificar a gestão, infraestrutura e capacidade técnica e pedagógica das escolas técnicas. Em Rondônia participaram alunos de todas as unidades do estado”, disse.

De forma desafiadora o SESI-SENAI/RO implantou o NEM em 2019 nas quatro Unidades SESI- SENAI de Porto Velho, Cacoal, Pimenta Bueno e Vilhena, que ofertam Educação Básica e Educação Profissional. O curso de Eletrotécnica foi escolhido para as primeiras turmas após pesquisa de avaliação de demanda nacional junto a profissionais das indústrias dos diferentes segmentos.

O primeiro impacto positivo da adoção do Novo Ensino Médio, no ponto de vista de Santiago, foi a integração entre SESI e SENAI. O primeiro dá as habilidades básicas em complemento às habilidades técnicas do segundo. Estas primeiras turmas ajudaram e continuam ajudando, ao longo do percurso, a corrigir alguns pontos fazendo com que as duas casas, em todo o Brasil, tivessem um programa bem especifico às necessidades da indústria e dos estudantes.
A partir da implantação do NEM, de forma arrojada pela Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO) através dos seus braços operacionais SESI e SENAI, surgiram novas necessidades, por exemplo, que o professor esteja mais alinhado e mais atento à aplicação do que ensina em sala. “Não basta passar apenas a teoria, pois é fundamental a integração com a prática. Tudo que é novo gera questionamentos, no entanto, em linhas gerais, a aceitação por parte dos nossos alunos foi excelente. Afinal, eles sairão com formação do melhor dos mundos. Ou seja, saem preparados por SESI e SENAI para o mercado de trabalho”, garante Santiago.

Leia Também:  #104ANOS: Hildon Chaves destaca motivos para comemorar o aniversário de Porto Velho

Segundo o coordenador de Educação Básica e Profissional SESI-SENAI-IEL-RO, Jair Coelho, o Novo Ensino Médio mudou a proposta pedagógica de SESI e SENAI agregando valor para educação básica e educação profissional, provocou mudanças substanciais quanto as opções de itinerários e a proposta pedagógica para essa estrutura de ensino prioriza no lugar das antigas provas teóricas, de viés anacrônico, exista um novo conjunto de avaliações posicionando o aluno como protagonista do aprendizado.

Coelho explica que os conceitos, nesse ínterim, são gerados com base na resolução de problemas, produção autoral, projetos interdisciplinares, debates, testes de progresso e simulados diversos. Nesse novo formato o estudante dispõe de uma metodologia muito mais interativa, dinâmica, flexível e criativa, com foco nas áreas de conhecimentos e na formação técnica e profissional focada em perfil atualizado global.

Ao todo, são três mil horas para todo o ensino médio, que começa com maior ênfase nos conteúdos gerais e, gradualmente, aumenta-se o número de horas-aula para a formação técnica e profissional. No primeiro ano, são 800 horas para conteúdos gerais e 200 horas para aulas sobre iniciação ao mundo do trabalho. No segundo ano, são 600 horas para conteúdos gerais e 400 horas para formação técnica e profissional. No terceiro ano, isso se inverte: são 400 horas para formação geral e 600 horas para habilitação técnica.

Leia Também:  EDUCAÇÃO: Mais de 1 mil inscritos para concorrer a bolsas do programa Faculdade da Prefeitura

Ainda conforme o coordenador, contou-se muito com a estrutura já existente do SESI e do SENAI que viabilizou a adaptação rápida das aulas para o modelo a distância/híbrido em meio à pandemia e, assim, cumprindo o calendário escolar.

Percorridos três anos, ao final de 2021 o SESI-SENAI formará as quatro turmas piloto em Rondônia, com alunos que irão concluir o NEM formados no Itinerário V, que associa o ensino regular à formação técnica e profissional. “Dando certo para além das melhores expectativas, através de um aprendizado contextualizado e integrador. Todas as novas turmas do NEM do SESI-SENAI Rondônia, iniciadas desde o dia 27 de janeiro de 2021 são turmas pagas. As turmas anteriores foram gratuitas”, finalizou Coelho.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Rondônia

Edição 388 – Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

Publicados

em


Dos 198.513 casos registrados de covid-19 em Rondônia, 69.643 são em Porto Velho.

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço de dados referente aos casos de covid-19 no Estado.

Nesta segunda-feira (12) foram consolidados os seguintes resultados:

Casos confirmados – 198.513
Casos ativos – 15.447 (7,78%)
Pacientes recuperados – 178.497 (89,92%)
Óbitos – 4.569 (2,30%)
Pacientes internados na Rede Estadual de Saúde – 432
Pacientes internados na Rede Privada – 134
Pacientes internados na Rede Municipal de Saúde – 154
Pacientes internados na Rede Filantrópica – 20
Total de pacientes internados – 740
Testes Realizados – 526.127
Aguardando resultados do Lacen – 379

* População vacinada:
1ª Dose – 136.496
2ª Dose – 55.737

Profissionais de Saúde vacinados:
1ª Dose – 41.899
2ª Dose – 40.074

Indígenas vacinados:
1ª Dose – 6.482
2ª Dose – 4.588

Idosos vacinados:
1ª Dose – 87.394
2ª Dose – 11.067

Deficientes ILP:
1ª Dose – 176
2ª Dose – 08

Segurança e Salvamento:
1ª Dose – 545
2ª Dose – 00

* (Dados obtidos às 18h30)

No Estado, os números de casos confirmados, recuperados e de óbitos, desde o primeiro registro em 20 de março de 2020 até hoje (12 de abril de 2021), por covid-19 são:

TOTAL DE CASOS EM RONDÔNIA – 12/04/2021
Município Casos Totais Óbitos Totais Curados Totais
Porto Velho 69.643 1.986 62.290
Ariquemes 17.120 363 15.366
Ji-Paraná 14.211 365 12.739
Vilhena 10.284 186 9.726
Cacoal 10.195 172 9.398
Jaru 6.220 123 5.388
Rolim de Moura 5.311 104 4.684
Guajará-Mirim 5.095 181 4.815
Machadinho D’Oeste 4.958 66 4.555
Pimenta Bueno 4.170 54 3.719
Buritis 4.006 54 3.814
Ouro Preto do Oeste 3.509 92 3.031
Candeias do Jamari 3.230 64 2.958
Alta Floresta D’Oeste 3.101 47 2.893
Nova Mamoré 2.748 46 2.258
Presidente Médici 2.504 51 2.201
Espigão D’Oeste 2.189 40 2.024
Cerejeiras 1.909 41 1.469
São Miguel do Guaporé 1.784 32 1.649
São Francisco do Guaporé 1.707 38 1.598
Nova Brasilândia D’Oeste 1.508 20 1.268
Alto Paraíso 1.490 33 1.407
Cujubim 1.435 28 1.304
Colorado do Oeste 1.297 18 1.175
Monte Negro 1.282 21 989
Chupinguaia 1.220 15 1.161
Itapuã do Oeste 1.201 17 1.074
Costa Marques 1.094 18 941
Urupá 1.009 25 933
Campo Novo de Rondônia 980 21 810
Alto Alegre dos Parecis 964 20 817
Seringueiras 959 10 917
Mirante da Serra 803 5 716
Vale do Anari 776 12 657
Alvorada D’Oeste 757 19 674
Santa Luzia D’Oeste 724 10 684
Cacaulândia 686 8 656
Nova União 676 10 636
Vale do Paraíso 628 23 579
Cabixi 593 13 541
Corumbiara 540 13 488
Theobroma 527 20 447
Governador Jorge Teixeira 490 6 385
Rio Crespo 485 9 442
Novo Horizonte do Oeste 457 16 386
Ministro Andreazza 442 13 418
Teixeirópolis 409 6 383
Pimenteiras do Oeste 342 14 320
São Felipe D’Oeste 290 6 256
Parecis 216 6 180
Castanheiras 193 5 180
Primavera de Rondônia 146 4 98
Total geral 198.513 4.569 178.497
Leia Também:  Na 4ª noite da "Operação Urgência" medidas são intensificadas para conter avanço da Covid-19 em Rondônia

Em Rondônia, nas últimas 24 horas foram registrados os seguintes resultados para covid-19:

ÚLTIMAS 24 HORAS
MUNICÍPIOS CASOS CONFIRMADOS ÓBITOS
Porto Velho 230 6
Ariquemes 143 1
Ji-Paraná 7
Vilhena 49 2
Cacoal 25
Jaru -2
Rolim de Moura 44
Guajará-Mirim
Machadinho D’Oeste 4 3
Pimenta Bueno 17 1
Buritis 14
Ouro Preto do Oeste 86 2
Candeias do Jamari 2
Alta Floresta D’Oeste 19
Nova Mamoré 20
Presidente Médici 18
Espigão D’Oeste 5
Cerejeiras 11
São Miguel do Guaporé 7
São Francisco do Guaporé 14
Nova Brasilândia D’Oeste 1 1
Alto Paraíso 5
Cujubim 7
Colorado do Oeste 4
Monte Negro 4
Chupinguaia 6
Itapuã do Oeste 16
Costa Marques 44
Urupá 7 1
Campo Novo de Rondônia 5
Alto Alegre dos Parecis
Seringueiras
Mirante da Serra 4
Vale do Anari 14
Alvorada D’Oeste
Santa Luzia D’Oeste 10 2
Cacaulândia 1
Nova União 6
Vale do Paraíso 7
Cabixi
Corumbiara 1
Theobroma 17 1
Governador Jorge Teixeira 5
Rio Crespo 2
Novo Horizonte do Oeste 8 1
Ministro Andreazza
Teixeirópolis
Pimenteiras do Oeste 1
São Felipe D’Oeste 1
Parecis
Castanheiras
Primavera de Rondônia
Total geral 889 21
Leia Também:  Porto Velho: Prefeitura continua entregando kits de alimentação

ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES:

  • Nesta segunda (12) foram registrados 23 óbitos por covid-19 em Rondônia, desses, sete foram em Porto Velho, sendo três mulheres (76, 70 e 60 anos) e quatro homens (72, 64, 50 e 42 anos); três de Machadinho D’Oeste, sendo duas mulheres (71 e 53 anos) e um homem de 64 anos de idade; dois homens (68 e 58 anos) de Ouro Preto do Oeste; duas mulheres (74 e 35 anos) de Santa Luzia D’Oeste; dois homens (81 e 59 anos) de Vilhena; um homem de 50 anos de Ariquemes; um homem de 73 anos em Jaru; uma mulher de 49 anos de Nova Brasilândia D’Oeste; uma mulher de 59 anos de Novo Horizonte do Oeste; uma mulher de 57 anos de Pimenta Bueno, uma mulher de 53 anos de Theobroma e um homem de 72 anos em Urupá.
  • Jaru retirou 1 óbito, porém os dados ainda estão em investigação.
  • Porto Velho retirou 1 óbito após investigação epidemiológica constatar não ser óbito por covid-19, sendo retirado conforme conclusão da investigação.

Segundo a Agevisa, os dados são analisados diariamente pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), que acompanha também a investigação epidemiológica feita pelas equipes de Saúde nos municípios para checagem de dados.

Para informações detalhadas e relatórios na íntegra, acesse o Portal Coronavírus em Rondônia, através do endereço: coronavirus.ro.gov.br

Veja todos os relatórios de dados já publicados sobre a Covid-19 em Rondônia, clicando no link http://bit.ly/2EzHtco

Os dados de vacinação são adicionados ao sistema diretamente pelos municípios e são dinâmicos.
Para dados atualizados em tempo real, acesse: https://covid19.sesau.ro.gov.br/Home/Vacina

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA