PORTO VELHO

Rondônia

“SOS Vacinação” imuniza quase 3,5 mil pessoas em São Miguel do Guaporé e Costa Marques

Rondônia


Ação nos dois municípios obedeceram as medidas de segurança, com o uso de máscara e distanciamento social

A ação “SOS Vacinação”, desenvolvida pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), vacinou no último final de semana 3.416 pessoas contra covid-19, nos municípios de São Miguel do Guaporé e Costa Marques, região do Vale do Guaporé. A ação contou com o reforço de profissionais da Saúde tanto do Estado quanto dos municípios.

No sábado (17), em São Miguel do Guaporé, a vacinação ocorreu na Escola Municipal de Ensino Fundamental Lazara Alves de Lima, sendo vacinadas 2.032 pessoas a partir de 25 anos com ou sem comorbidades. A imunização foi feita com doses da AstraZeneca, sendo 1.702 para aplicação da 1ª dose e 330 para a 2ª dose.

Pessoas a partir dos 25 anos foram vacinadas em São Miguel do Guaporé

Luis Carlos de Souza, de 21 anos, morador do município, contou que não esperava ser vacinado agora, ficou feliz com a chegada do imunizante. “Esperava que fosse vacinar só daqui há duas semanas e, estava preocupado com a minha família. Eu trabalho no sítio e vim rápido para a cidade, assim me sinto mais seguro e transmito segurança aos meus familiares”, disse.

Leia Também:  Compras diretas para alimentação escolar movimentam 27 toneladas de produtos da agricultura familiar em Espigão D’Oeste

No domingo (18), a equipe do “SOS Vacinação” se deslocou para à Escola Estadual de Ensino Fundamental Gomes Carneiro, em Costa Marques. O transporte da equipe dos profissionais da Saúde foi feito pelo ônibus da da Secretaria de Estado da Educação (Seduc). No município, 1.384 pessoas a partir de 18 anos, com ou sem comorbidades foram vacinadas, sendo 969 doses da vacina AstraZeneca para aplicação da 1ª dose, 210 para aplicação da 2ª dose e 205 imunizantes da Janssen (dose única).

A equipe da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) que acompanha a ação, organizou a logística dos imunizantes, insumos utilizados na ação no “SOS Vacinação”. “O trabalho da Agevisa consiste em receber as vacinas do Governo Federal, conferir, armazenar, fazer o controle de temperatura, registrar, quantificar, separar, colocar na temperatura ideal, e transportar até às Regionais de Saúde. Na ação conjunta, disponibilizamos a logística do transporte e profissionais para agregar ao trabalho administrativo, o que aumenta o poder de produtividade”, pontuou o diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima.

Leia Também:  Comitê Paralímpico Brasileiro convoca irmãos rondonienses para a disputa das Paralímpiadas de Tóquio

O secretário da Saúde, Fernando Máximo, destacou que a ação foi extremamente positiva nos dois municípios e, que a vacinação é fundamental para imunizar a população contra o coronavírus. “Precisamos nos conscientizar e continuar seguindo os protocolos de segurança recomendados pelo Ministério da Saúde, sempre usando máscara e mantendo o distanciamento social e, assim quebrar a cadeia de transmissão do vírus”, disse.

Máximo reitera que nesta segunda-feira (19), 600 pessoas serão imunizadas em São Domingues do Guaporé, distrito de Costa Marques.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Retomada das obras do Cemetron e do Hospital de Guajará-Mirim é mediada na Agência Brasileira de Cooperação

Publicados

em


Governador Marcos Rocha ressalta os esforços para a retomada das obras do Cemetron e do Hospital de Guajará-Mirim

Diante da necessidade crescente de atendimento médico hospitalar, mesmo com o declínio dos casos de covid-19, o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, recebeu, nesta quarta-feira (22), do coordenador-geral de Cooperação Multilateral da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), Márcio Correa, as últimas pendências dos projetos de retomada das obras do Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron) e do Hospital de Guajará-Mirim.

Os dois projetos foram iniciados em governos anteriores e não foram concluídos. “Estes dois hospitais tiveram as obras paralisadas por problemas nos projetos lá atrás e agora vamos resolver todas as pendências”, afirmou o governador.

O governador Marcos Rocha, que participa de uma extensa agenda em Brasília/DF, ressaltou que se comprometeu desde a campanha e a população já aguardou tempo demais para ver as unidades funcionando.

No relatório entregue ao governador com os apontamentos, Márcio Correa informou que sua equipe técnica se adiantou a pendências que poderiam ocorrer em outras esferas de controle e execução do projeto. “No escopo, orientamos todo o formato a ser seguido para que as análises posteriores não encontrem inconsistências e não se perca mais tempo com os procedimentos do projeto”, reiterou.

Leia Também:  Presidente Laerte Gomes entrega ônibus escolar para o município de Castanheiras

O secretário-chefe da Casa Civil de Rondônia, Junior Gonçalves, afirmou que diante dos pontos a serem corrigidos nos projetos, a equipe do Estado deve levar em torno de três dias para devolver o material corrigido. Segundo ele, após o retorno pela equipe técnica já pode ser assinado termo de cooperação. “O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops), vai proporcionar a transferência de conhecimento junto à condução das obras, que será de suma importância para nosso gestores”, pontuou.

O Unops já cooperou em projetos com o Estado em duas oportunidades. Segundo o superintendente de Integração do Estado de Rondônia em Brasília (Sibra), Augusto Leonel, as ações foram para Segurança Pública e no Hospital de Campanha de Rondônia.

A expectativa do Estado é que o investimento com as duas obras some o valor de R$ 45 milhões com recursos exclusivamente de Rondônia. Também participou da reunião o secretário-chefe da Casa Militar, Valdemir Carlos de Góes.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA