PORTO VELHO

Rondônia

Sugesp disponibiliza van para deslocamento de usuários do Tudo Aqui, em Porto Velho

Rondônia


Unidade Móvel é usada para o deslocamento do público do Tudo Aqui do Centro, que concentra a maior demanda do Estado, para o Tudo Aqui do Porto Velho Shopping

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência de Gestão de Gastos Públicos Administrativos (Sugesp), adquiriu uma Unidade Móvel para otimizar serviços nas unidades do Tudo Aqui, em Porto Velho. O veículo é utilizado desde o dia 17 de maio exclusivamente para o deslocamento de usuários do Tudo Aqui do Centro, que concentra a maior demanda do Estado, para o Tudo Aqui do Shopping.

Na unidade do Tudo Aqui Centro, em Porto Velho, que possui a maior procura pela população, foram registrados 5.802 atendimentos de janeiro a maio, somente em relação aos atendimentos no Instituto de Identificação Civil e Criminal (IICC). Visando atender esse público, os usuários que possuem demandas excedentes, recebem da Sugesp, a partir das 13h30 (horário em que se encerra o atendimento na unidade I), a oferta do transporte gratuito por van para atendimento na unidade do Porto Velho Shopping, que possui expediente das 10h às 20h.

Leia Também:  Estudo da OMS revela que entre 2000 e 2018, uma em cada três mulheres sofreu violência física ou sexual

A oferta de locomoção entre as unidades do Tudo Aqui na Capital faz parte da busca constante da Sugesp em aprimorar os serviços oferecidos à população. A pasta passou a administrar as unidades do Tudo Aqui em junho de 2019 e recebeu o pedido do governador, Marcos Rocha, para que os rondonienses recebam atendimento de qualidade.

O superintendente da Sugesp, coronel Carlos Lopes Silva, informou que de janeiro a maio, as unidades do Tudo Aqui totalizaram 64.343 atendimentos e a maior demanda é em relação ao serviço de emissão de RG realizado no Instituto de IICC nas quatro unidades existentes no Estado, sendo duas em Porto Velho, uma em Ji-Paraná e outra em Rolim de Moura, tendo somado 13.891 atendimentos no Instituto, no mesmo período.

Unidade do Tudo Aqui no Porto Velho Shopping

‘‘Buscamos dar equilíbrio entre a capacidade de emissões de RG pelo IICC e a procura do serviço pela população, para que o cidadão seja atendido da melhor forma e o mais rápido possível, pois temos uma grande demanda no Tudo Aqui Centro que precisamos atender em sua plenitude. Então, como já tínhamos a Unidade Móvel do Tudo Aqui, que antes da pandemia atendia cidades e distritos, decidimos dar uma nova utilização à van, fazendo o deslocamento das pessoas que não conseguem atendimento no Centro, de forma que elas não voltem para casa sem serem atendidas, levando elas até a unidade do Shopping, onde temos condições de absorver os atendimentos’’, disse o superintendente.

Leia Também:  Ribeirinhos do Guaporé e Mamoré são atendidos pelo Barco Hospital

AMPLIAÇÃO

A Sugesp tem feito mudanças amplas nas unidades do Tudo Aqui desde a otimização de atendimentos, manutenção dos prédios e o planejamento para criação de novas unidades. ‘‘A unidade de Ji-Paraná, por exemplo, passará por reforma total, inclusive com implantação de elevador para dar acessibilidade, um investimento previsto de R$ 2 milhões. O governador também orientou a implantação de um Tudo Aqui em Ariquemes, que funcionará no prédio do antigo fórum, que passou por reforma e o mobiliário já está instalado. Faltam apenas pequenos ajustes de manutenção predial. A previsão é que em agosto façamos a inauguração. E, temos outra novidade, uma unidade do Tudo Aqui em Cacoal, previsto para dezembro’’, concluiu Silva.

Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Rondônia

Paciente de Dourados é o segundo a ter alta hospitalar após tratamento contra a covid-19 em Rondônia

Publicados

em


O paciente Cleiton chegou na capital no dia 4 de junho

Cleiton Braga dos Santos, de 33 anos, um dos pacientes de Mato Grosso do Sul que veio transferido para leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Porto Velho (RO), na Operação “Unidos Pela Vida”, recebeu alta nesta sexta-feira (18). O paciente do município de Dourados chegou na capital no dia 4 de junho, em estado grave permaneceu na UTI por 11 dias, na Assistência Médica Intensiva (AMI), e na enfermaria do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro permaneceu por mais três dias, até receber alta hospitalar.

“Foram dias difíceis esses que passei na UTI, mas recebi tanto amor e atenção dos profissionais da AMI que eu estou aqui, contando a minha vitória. Deus que colocou na minha vida essa vaga aqui em Porto Velho. Entre várias pessoas à espera por um leito, eu fui o escolhido. Talvez se eu estivesse ficado, não estaria aqui contando minha recuperação. Vim para uma cidade que não conhecia, mas que acolheu como um rondoniense. Meu sentimento é de eterna gratidão”, conta o paciente.

Leia Também:  #TRANSPOSIÇÃO: Após três anos de espera, julgamento decisivo para servidores com direito à Transposição está marcado para o início de setembro

No último domingo (13), Cleiton Braga fez aniversário e para ele foi um renascimento. “Sobreviver a essa doença é renascer, completei 33 anos num leito de UTI, e agora aqui vivo, me sinto como um milagre de Deus”, enfatizou o rapaz.

A mãe de Cleiton, Joanes Florência Braga, de 62 anos veio buscar o filho

A mãe de Cleiton, Joanes Florência Braga, de 62 anos, veio buscar o filho. Ela o viu pela última vez embarcando em busca de uma chance para se curar da covid-19. “Meu filho renasceu, ele veio para Rondônia em estado grave. Deus colocou as mãos em todos esses profissionais que acolheram meu filho e cuidaram com muito carinho. Todos os dias eu tinha notícias dele. Eu agradeço imensamente a cada um. Só eu sei o que eu passei durante esses dias em que meu filho permaneceu internado. Agora, vendo ele curado e podendo abraçá-lo, só tenho a agradecer ao Estado de Rondônia que nos acolheu”, disse emocionada.

Ao todo, o Estado de Rondônia recebeu 12 pacientes graves do Mato Grosso do Sul, dos quais dois já receberam alta hospitalar e retornaram para sua cidade natal. “Ficamos emocionados em ver que esses pacientes estão voltando para suas cidades locais curados desta doença. O governador Marcos Rocha nos solicitou que, enquanto pudermos ajudar estaremos de portas abertas”, destacou o secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo.

Leia Também:  Estudo da OMS revela que entre 2000 e 2018, uma em cada três mulheres sofreu violência física ou sexual
Fonte: Governo RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA