PORTO VELHO

TJ RO

Audiência pública detalha projeto para edital dos Fóruns Digitais

TJ RO

audicies

 Construtoras de diferentes estados do país participaram de forma virtual

Durante a audiência, que será transmitida no canal do TJ Rondônia no YouTube, responsáveis pelo projeto irão explicar as especificações a serem atendidas. Com isso, empresas interessadas em participar da concorrência pública poderão se preparar tirando dúvidas sobre o projeto. O processo licitatório está previsto para novembro. Os fóruns serão construídos com metodologia inovadora Light Steel Frame, nos municípios de Alto Paraíso, Campo Novo de Rondônia, Candeias do Jamari, Chupinguaia, Cujubim, Itapuã do Oeste e Monte Negro. 

A audiência foi presidida pelo secretário-geral do TJRO, juiz Rinaldo Forti, que explicou o funcionamento do fórum. A iniciativa do TJRO em instalar os fóruns foi para aproximar a Justiça do cidadão que mora distante de comarcas. Em Rondônia, nos 52 municípios, apenas 23 são sedes de comarcas. Com o sucesso do projeto, o TJRO tem mobilizado outras instituições para adesão. “Nosso desafio como instituição pública voltada à prestação jurisdicional é garantir para a população o pleno exercício da cidadania, o efetivo acesso à Justiça, segurança jurídica e paz social”, ressaltou o juiz secretário-geral. 

Leia Também:  Programa Link CNJ destaca atuação do TJRO para inclusão digital 

A secretária administrativa, Elaine Piacentini, explicou sobre as fases a serem cumpridas após a publicação do edital. “Esse momento é para que possam ser sanadas as dúvidas sobre o projeto para viabilizar que o maior número de empresas possam participar”, garantiu. 

O projeto com as informações técnicas foi apresentado por servidores do Departamento de Engenharia e Arquitetura, que mostraram os detalhes técnicos do projeto. A estrutura a ser construída conta com uma sala de audiência, uma sala de atermação, uma sala de conciliação, todas equipadas para realizar videoconferência, além de recepção, copa e banheiro. 

Os sete fóruns serão construídos de forma simultânea. A tecnologia definida pela administração do Poder Judiciário para a construção, o Light Steel Frame, que significa estrutura de aço leve, tem vantagens de economia de 30% nos custos com a fundação da obra, mão de obra e rapidez na construção. Outro diferencial é a sustentabilidade, tendo em vista o uso mínimo de água, cimento e geração de poucos resíduos e material reciclável. 

Assessoria de Comunicação Institucional

Leia Também:  Judiciário promove treinamento para os atendimentos de pessoas com deficiência

Fonte: TJ RO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TJ RO

TJRO recebe estudantes da Associação Luz do Alvorecer

Publicados

em

luzAlvorecer2

O Tribunal de Justiça de Rondônia recebeu, nesta sexta-feira (30), os estudantes da Associação Luz do Alvorecer (Aluz). A instituição desenvolve programas sociais voltados para pessoas com vulnerabilidade econômica, por meio do acolhimento e oferta de ações educacionais, culturais e na área da saúde. 

Em parceria com o Senac, a instituição está oferecendo o curso de Operador de Computador para jovens e adultos, como uma oportunidade de formação profissional para que tenham mais chances no mercado de trabalho. Assim, como parte da grade curricular do curso de 196 horas, os estudantes visitaram a Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação – Stic, do Tribunal de Justiça de Rondônia.

luzAlvorecer

Recepcionados pelo diretor do Departamento de Serviços e Infraestrutura, Reginaldo Souza Gadelha, os estudantes puderam conhecer os setores e fazer perguntas aos servidores do departamento para entender como funcionam os sistemas do TJRO. “Para quem se interessa e se capacita, TI é uma área com alta demanda e que sempre precisa de mão de obra qualificada. Nesse sentido, a Associação está oferecendo uma excelente oportunidade profissional a esses jovens para facilitar a entrada deles no mercado de trabalho”, afirma Gadelha.

Leia Também:  Último dia para participar da pesquisa institucional sobre diversidade no âmbito do TJRO

A Associação Luz do Alvorecer oferece toda a infraestrutura necessária para a realização do curso. “Temos como objetivo incentivar e contribuir para o desenvolvimento de vulneráveis sociais e econômicos, com o olhar voltado para a igualdade e justiça social. Além da formação profissional, estamos moldando indivíduos responsáveis e conscientes de seus deveres para com a sociedade e despertando, também, espírito empreendedor e de autogestão profissional”, afirma Melissa Cardoso, coordenadora do projeto.

luzAlvorecer3

Já o Senac disponibiliza o professor Jocelio Araújo e todo o conteúdo programático do curso, capacitando os alunos para instalação, configuração e operação de computadores em sistemas operacionais e softwares de internet. 

Natural de Cuba, Mário Sérgio era engenheiro hidráulico em seu país, porém ainda não conseguiu validar seu diploma para exercer a profissão no Brasil. O estudante viu no curso uma excelente oportunidade para ingressar no mercado de trabalho brasileiro. “Entrei no curso para melhorar meu currículo e conseguir mais oportunidades de emprego. A área da informática é muito demandada, acredito que se eu me empenhar nas aulas, logo conquistarei o meu objetivo”, avalia o estudante.

Leia Também:  Programa Link CNJ destaca atuação do TJRO para inclusão digital 

Assessoria de Comunicação Institucional

Fonte: TJ RO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA