PORTO VELHO

Saúde

Em RO, bebê nasce com anticorpos contra a Covid-19 após mãe tomar vacina

Saúde

Mãe fez postagem nas redes sociais para encorajar gestantes

Uma bebê da cidade de Rolim de Moura nasceu com anticorpos para a Covid-19. O relato foi feito por Sara Rocha Pereira Caramori, mãe da pequena Maitê, de apenas 01 mês e 10 dias de vida.

Por meio das redes sociais, Sara explicou que quando estava com 31 semanas de gestação recebeu a primeira dose da CoronaVac, e com 34 semanas foi imunizada com a segunda dose. Ela disse que foi questionada por muitas pessoas pelo fato de, na época não haver relatos sobre a vacina para as gestantes, porém afirmou que os riscos da vacina são menores do que as complicações causadas pela doença.

Instruída pela médica que fazia o pré-natal, Sara disse que a profissional a apoiou em receber a vacina conta o novo Coronavírus. A mãe explicou que quando Maitê completou um mês, fez o hemograma da filha e decidiu coletar sobre as enzimas neutralizantes da Covid. Para alegria da família, a pequena Maitê apresentou imunização de 59% da enzima, enquanto que o necessário é 30%, de acordo com os relatos da mãe.

Ela disse que fez a postagem nas redes sociais com o objetivo de encorajar algumas mamães ou até mesmo gestantes que ainda não receberam a dose da vacina, pois no caso dela, imunizou as duas.

Leia Também:  Chico Pernambuco, prefeito de Candeias do Jamari, foi morto a tiros na noite deste sábado

“Vamos vacinar, minha bebê nasceu saudável, sem nenhum problema e graças a Deus, imunizada também. Espero que a vacina chegue logo para todos” relatou Sara.

A presidente do Comitê de Combate a Covid-19 em Rolim de Moura, enfermeira Janaína Teodósio Travassos Loose, afirmou que o depoimento da mãe da Maitê vem em um momento importante, pois na próxima sexta-feira (09) será a vez das lactantes até 06 meses receberem a vacina no município e a vacina é a formais mais eficaz de combate à doença.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Prefeitura de Natal decreta estado de emergência por 90 dias

Publicados

em

O aumento nos casos de dengue, chikungunya e zika, em Natal, levou a prefeitura da capital do Rio Grande do Norte a decretar estado de emergência por 90 dias. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial do município.

De acordo com boletim da Secretaria Municipal de Saúde, no período entre janeiro e abril, os casos de arboviroses (doenças causadas por picadas de mosquito) aumentaram 1.348,86% em relação ao mesmo período de 2021. Somente em abril, foram registrados 2.318 casos prováveis de arboviroses.

Os casos de chikungunya tiveram um aumento de 381,08% (178); os casos de dengue tiveram aumento de 1.566,29% (2.966), e os de zika permaneceram em 625% (29).

Nas últimas semanas, esse aumento se concentrou em áreas nas regiões sul, norte1 e oeste de Natal, onde moram cerca de 690 mil pessoas.

Entre as medidas que a Secretaria de Saúde do município está adotando para minimizar os impactos decorrentes do agravamento do quadro epidemiológico estão a realização de visitas domiciliares em “peridomicílio e intradomicílio”. A estimativa da prefeitura é de que são necessárias visitas a mais de 200 mil domicílios.

Leia Também:  TEORI QUE ESTAVA COM PROCESSO DE PEDIDO DE PRISÃO DO SENADOR

O município também destacou a adoção de ações educativas em escolas, conselhos comunitários e pastorais, a utilização do chamado fumacê e capacitação de servidores.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA