PORTO VELHO

Saúde

Consórcio privado para aquisição de vacinas RO e AC recebe sinal verde da Pfizer

Publicados

Saúde

O Consórcio Privado para Aquisição de vacinas no Acre, CONSIVAC, recebeu sinal verde nesta quarta-feira (3), da Pfizer no Brasil. O grupo, formado por 09 entidades associativas do Acre e Porto Velho, manteve contato com o gerente de comunicação institucional da representante.

“Foi firmado o interesse de aquisição através dos representantes da Pfizer no Brasil, estamos na fila de espera”, disse Isaac Ronaltti, representando da Consivac. De acordo a Consivac, a proposta é de aquisição de duas mil doses da vacina. O grupo garante que a compra estará de acordo com o Programa de Imunização do governo federal.

“A ideia agora do CONSINVAC é aumentar a pressão para a venda privada de maior lote, respeitando a doação obrigatória de 50% das doses ao Ministério da Saúde”, acrescentou o consórcio.

Na última semana, o consórcio recebeu a doação de mais de 4500 seringas e agulhas com protetores oficiais, quantidade suficiente para vacinar todos os cadastrados em uma plataforma digital.

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (2) projeto de lei que permite a empresas e entidades privadas comprarem vacinas da covid-19 registradas em caráter emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), desde que doem parte para o Sistema Único de Saúde (SUS). O texto já tinha sido aprovado pelo Senado e segue para sanção presidencial.

Leia Também:  Aposentadoria: por que investir em previdência privada?

com informações ac24horas

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Prefeitura cumpre todas as etapas na aquisição da vacina contra a Covid-19

Publicados

em

 

Município adquiriu diretamente 400 mil doses do imunizante e se mobiliza para vacinar a população

O processo para a aquisição da vacina contra a Covid-19 chegou à última etapa. Após cumprir todos os trâmites de tudo o que lhe competia, a Prefeitura de Porto Velho agora aguarda a confirmação da data de entrega das doses.

“O que a Prefeitura tinha a fazer, ela fez. Foram muitas etapas burocráticas e vencemos todas. Acredito que Porto Velho é o ente, entre prefeituras e Estados, que está mais perto de adquirir e aplicar as vacinas por conta própria”, afirma o prefeito Hildon Chaves.

PROCESSO

O primeiro passo para a aquisição das vacinas contra a Covid-19 foi a manifestação de interesse e a comprovação de recursos financeiros pela Prefeitura para honrar o pagamento.

Com recursos próprios, além de valores oriundos de emendas parlamentares, a Prefeitura efetuou o depósito de R$ 20 milhões em uma conta bancária. A notícia foi comunicada pessoalmente pelo Prefeito Hildon Chaves em uma coletiva à imprensa.

“Isso só ocorreu pelo fato de Porto Velho ser uma das oito capitais do país com as contas em dia. Por isso, tivemos as condições de fazer o aporte nesse valor”, explica o prefeito.

Leia Também:  Temer grava vídeo para redes sociais e critica protestos: “O Brasil não parou e não vai parar”

 

Cumprida essa etapa, o fornecedor emitiu o aceite e enviou a minuta de contrato. Posteriormente, houve a análise do documento e ajustes dos termos contratuais para a efetiva assinatura.

Com o contrato assinado, ocorreu a contratação de uma empresa de ‘trading’ e despachante aduaneiro, ou seja, uma empresa intermediária que se encarrega de apresentar à alfândega a documentação relativa ao despacho aduaneiro de importação ou exportação.

Por fim, houve a emissão da carta de crédito. Na prática, trata-se do documento emitido pelo banco indicando que o valor depositado está condicionado à entrega das vacinas, com a certificação internacional e todas as garantias e segurança.

GARANTIAS

Agora, a Prefeitura aguarda a definição da data de entrega da vacina pelo fornecedor. Todo o processo foi elaborado para garantir a máxima segurança e certeza de recebimento das doses. Quando a carga estiver embarcada, em frete aéreo, o Município terá até dez dias úteis para autorizar o banco a efetuar o pagamento.

“É importante destacar que não tratamos com o laboratório fabricante da vacina AstraZeneca, mas com o representante comercial do imunizante”, explica Marcelo Thomé, presidente da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho.

Leia Também:  Super lua: Rondoniense terá duas oportunidades para apreciar o fenônimo

O prazo contratado para a entrega das doses é de 30 a 45 dias após a assinatura do contrato. Este tempo se encontra em vigor e a data limite é em torno do dia 15 de maio de 2021.

META

Desde o anúncio da aquisição das doses, o prefeito de Porto Velho vem destacando a necessidade de montar uma força tarefa para imunizar o maior número de moradores no menor tempo possível.

“A nossa meta é imunizar 200 mil pessoas em dez dias. Para alcançar essa marca precisaremos de médicos voluntários, enfermeiros e que todos da área da saúde que se prontifiquem. Cada hora, cada dia perdido é uma vida que se vai em Porto Velho”, afirma o prefeito.
No ato da aplicação da vacina será exigido um documento que comprove que a pessoa atendida reside em Porto Velho.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA