PORTO VELHO

Acre

Pesquisador da UFAC afirma que podem morrer 16 pessoas no Acre por dia no auge da pandemia de coronavírus

Acre

Pelo que se tem visto nas ruas de Rio Branco, boa parte da população ainda não entendeu o tamanho do problema de saúde pública que é a pandemia de coronavírus.

E aqui não se fala dos trabalhadores que não tem outra opção e precisam sair de suas casas para trabalhar. O alvo é quem pode ficar em casa, em quarentena como recomendam as autoridades de saúde para combater a proliferação do coronavírus, que já tem 41 casos confirmados no Acre.

No mundo, até o momento, o coronavírus já matou mais de 24 mil pessoas e esse número só aumenta diariamente. No Brasil, as mortes já chegaram até a manhã desta terça-feira, 31, a 168.

E no Acre, o que pode acontecer nas próximas semanas? Até agora o estado não atestou nenhuma morte provocada pela doença. No entanto, as autoridades de saúde afirmam que estamos no começo e vivemos um momento decisivo ao longo desta semana e por isso a quarentena é primordial para conseguir controlar a proliferação da doença.

O cientista, pesquisador e professor da Universidade Federal do Acre (UFAC) Foster Brown fez uma projeção para o Acre, caso o estado tenha o mesmo índice de mortes da Espanha. O número de óbitos pode se tornar assustador.

Leia Também:  Porto Velho: Famílias ribeirinhas no Médio Madeira recebem assistência

Na Espanha, o índice é de 2 mortes a cada 100 mil habitantes por dia. Trazendo essa infeliz realidade para o Acre, se a mesma proporção for repetida, levando em conta uma população de 800 mil habitantes, significa que 16 pessoas podem morrer por dia no auge da pandemia no Acre.

Para se ter uma ideia do que isso representa, a taxa de homicídio no Acre, que é considerada uma das mais altas do país, em janeiro deste ano foi de 0,2 mortes por cada 100 mil habitantes, o que representa 1.6 assassinatos por dia. Ou seja, o coronavírus pode matar 900% a mais que a guerra de facções no Acre.

O pesquisador faz o alerta. “Esses são números reais, do que está acontecendo no mundo. Como vai ser o Acre se ninguém mais ficar em quarentena? Vale lembrar que o nosso sistema de saúde não pode ser comparado aos da Espanha e Itália”, diz Foster.

A Secretaria Estadual de Saúde também fez uma projeção. Segundo o médico Thor Dantas, de acordo com o estimado pela Sesacre, se 10% da população acreana for infectada com o coronavírus, teríamos 86,6 mil pessoas com a doença.

Leia Também:  Semisb substitui tubulação da rua Brasília

Isso resultaria em aproximadamente 3.171 pessoas especializadas, sendo que dessas, 678 precisariam de cuidados intensivos. A estimativa é de 328 mortes.

É importante lembrar que uma das principais preocupações das autoridades de saúde é exatamente com supostos pacientes que necessitem de cuidados intensivos, já que o estado tem apenas 194 UTIs.

“Aqui no Acre a gente conseguiu pegar a epidemia na hora que ela chegou. Nós estamos quatro semanas atrás do Rio de Janeiro e São Paulo no andamento da epidemia. Por isso eu digo que estamos em um momento decisivo, é hora de fazermos o maior esforço possível para evitar que o vírus de espalhe para todo mundo. O ciclo é previsível. Leva quatro semanas para atingir seu pico.
As consequências de voltarmos a circular neste momento podem ser as piores possíveis”, diz Thor Dantas.

com informações ac 24 horas

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Acre

Rede Lojacorr chega em Rondônia e no Acre

Publicados

em

Nova unidade já está atendendo clientes da região

 Está operando a nova Unidade da Rede Lojacorr Rondônia Acre, ampliando a capilaridade da maior rede de corretoras de seguros independentes do País e ajudando ainda mais brasileiros a se proteger mais e melhor. A Unidade inicia essa em fase pré-operacional de forma digital, com previsão de instalações físicas na capital Porto Velho em 2022, mas atendendo os Estados de Rondônia e do Acre desde junho de 2021.

O acordo inaugural de cooperação com a primeira corretora de seguros da Unidade já foi assinado e está localizada na cidade de Ariquemes, a 203 quilômetros de Porto Velho (RO), com uma população aproximada de 110 mil habitantes. De acordo com André Moreno, diretor Regional SP Centro Norte | SP | MS | MT | RO | AC, a expectativa na região é de comercializar cerca de R$ 5 milhões/ano, sendo essa uma previsão para 2022.

A abertura da unidade nessa localidade ocorreu após um mapeamento feito pelos responsáveis da Unidade Mato Grosso, observando que a região possui uma economia similar entre as localidades. Dessa forma, a expertise dos gestores tende a se repetir na nova operação. “Ficamos muito felizes com a validação que a Rede Lojacorr nos deu ao aprovar a ampliação da região geográfica atendida pela antiga Diretoria Regional SP MS MT. A partir desse momento foi rebatizada de Diretoria Regional SP Centro Norte (por atender SP, dois estados da Região Centro Oeste, e dois estados da região Norte). Faltam poucos estados para estarmos presentes em todo o Brasil. Acreditamos que podemos proporcionar ao mercado local a eficiência e a produtividade que as soluções da Lojacorr proporcionam aos corretores e às nossas parceiras seguradoras. Agora, Rondônia e Acre passam a contar com o acesso, tecnologia, backoffice e capacitação que são os pilares que sustentam nossa Rede, com o propósito de ajudar a proteger mais e melhor os brasileiros, também os rondonianos e acreanos”, explica André Moreno.

Leia Também:  Categoria não aceita proposta do Governo e retorna com Operação Legalidade

A expansão da Rede para Rondônia e Acre já era um desejo mapeado pela empresa, principalmente em um momento em que há necessidade de proteger mais as pessoas e oferecer oportunidade de trabalho para os profissionais do seguro. “Já estava mapeada nossa expansão para Rondônia e, mesmo a Lojacorr já tendo uma Diretoria Regional Norte e Nordeste, fazia mais sentido do ponto de vista logístico que essa operação fosse uma ‘extensão’ do Mato Grosso. Assim que esse time se consolidou, levantou a mão e conquistou a oportunidade. Alinhamos internamente com a Diretoria Executiva Comercial e com a Diretoria Norte/Norte, oficializando a ampliação”, acrescenta o diretor.

A Unidade Rede Lojacorr Rondônia Acre está sob responsabilidade de Valdo Gunha, Rudson Almeida e Sidney Aparecido Rodrigues, especialista no Ramo Agro. O primeiro atua como parceiro da Rede desde 2017, é gestor do MT desde 2019, especialista em Gestão de Negócios e Estratégias Empresariais, com 30 anos de mercado segurador. Almeida é concessionário Lojacorr desde 2017, atua no mercado de seguros há 13 anos e é especialista em Marketing.

Com a operação do Mato Grosso já madura, os responsáveis começaram a analisar outras frentes para contribuir com o objetivo macro da Rede de expansão. “Nosso estado faz divisa com Rondônia e, na economia, percebemos muita coisa em comum. A agricultura e a pecuária também são fortes, com destaque para produção de café, cacau, milho, arroz, soja e mandioca. Atendemos corretores da divisa do estado e que também fazem negócios em Rondônia. Os feedbacks sempre são muito positivos com relação ao estado. Algumas cidades possuem boas infraestruturas e percebemos investimentos no estado semelhantes ao do MT. Sendo assim, pleiteamos junto a Diretoria da Rede a oportunidade de fazermos um trabalho em RO semelhante ao desenvolvido no MT. Tivemos a satisfação e nos sentimos honrados com o apoio que recebemos de toda a Diretoria que, assim como nós, apostam muito também em RO e AC. Já temos corretor cadastrado e produzindo no estado no primeiro mês da operação”, fala Gunha.

Leia Também:  CORONAVÍRUS: Notificação de Covid-19 no ambiente de trabalho é tema de capacitação

Segundo o diretor Comercial (CCO) da Rede Lojacorr, Geniomar Pereira, com a Unidade Rondônia Acre, a presença da Rede se estende a 24 estados e ao Distrito Federal, tendo segurados em todos os estados do Brasil. “A capilaridade da Rede está cada vez maior e estamos todo dia buscando conquistar a ampliação do nosso propósito de ajudar o brasileiro a se proteger. Além disso, com as Unidades e a ampliação das Regionais, estamos possibilitando dar ainda mais oportunidades de trabalho para os profissionais de seguros, com toda a estrutura que o ecossistema de soluções da Lojacorr possui. Isso reflete em capacitação e melhores práticas de trabalho de forma igualitária em todas as regiões do País, independente da distância, democratizando o trabalho e o seguro do Brasil”, finaliza.

Sobre a Rede Lojacorr: A Lojacorr é a maior Rede de Corretoras de Seguros Independentes do Brasil. Por meio do seu modelo de negócios disruptivo, realiza a intermediação entre corretoras de seguros e as seguradoras, disponibilizando suporte operacional, comercial e estratégico. Fundada em 1996, a empresa se dedica a oferecer as melhores soluções em distribuição de seguros e produtos financeiros às corretoras e clientes. Presente em 24 Estados e no Distrito Federal, por meio de 56 Unidades de Negócios (45 físicas e 11 remotas), as 400 mil apólices ativas, foram comercializadas por 4.500 profissionais de seguros, que atuam em mais de 3800 municípios, atendendo segurados em todos os Estados da Federação e Distrito Federal. Tendo como sede administrativa, Curitiba (PR) e sede comercial em São Paulo (SP), a Rede Lojacorr conta também com 220 colaboradores. A Rede Lojacorr está entre as empresas emergentes do Sul, é certificada pelo Great Place to Work, acelerada pela Endeavor e Net Promoter Score (NPS) com 77 pontos no 2º semestre de 2020.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA