PORTO VELHO

Porto Velho

RETROSPECTIVA 2020: UPAS Sul e Leste realizaram mais de 170 mil atendimentos

Porto Velho

Desde o início da pandemia, as duas unidades atenderam mais de 30 mil pacientes com suspeita de Covid-19

As Unidades de Pronto Atendimento (UPA) das Zonas Sul e Leste realizaram 173.209 atendimentos à população de Porto Velho durante o ano de 2020. Procedimentos que vão desde os mais simples, como verificação de glicemia, até os mais complexos, como intubação para ventilação pulmonar de pacientes graves.

Somente na UPA Sul, de janeiro a dezembro foram executados 72.786 atendimentos. Com o advento da pandemia, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) transformou a unidade em referência no acolhimento aos pacientes com sintomas do coronavírus, principalmente os casos moderados e graves. Foram 25.048 pacientes com suspeitas ou confirmação da doença atendidos na unidade em 2020, sendo 581 crianças e 24.467 adultos.

Para absorver toda essa demanda, a unidade passou por adaptações físicas e ampliação do número de leitos. Foram disponibilizados 14 leitos moderados, mais quatro de estabilização (semi-intensivo) para pacientes com Covid-19 e outros quatro leitos para outras enfermidades ou urgências. Dos 22 leitos instalados, oito estão equipados com respiradores pulmonares para tratar pacientes com insuficiência respiratória.

Leia Também:  Unidades abrem no feriado para teste rápido na população de Porto Velho

Outra estratégia adotada foi direcionar o atendimento de pacientes com outras doenças às unidades de apoio, como a UPA Leste, por exemplo. Essas patologias distintas da Covid-19 foram as responsáveis pela maioria dos 100.423 atendimentos da UPA Leste em 2020. Desse total, 5.829 procedimentos foram realizados em pacientes com sintomas do coronavírus.

A UPA Leste também recebeu melhorias para oferecer todo o apoio no atendimento dos pacientes, inclusive com o aumento da capacidade de leitos, 19 leitos no total, sendo quatro de isolamento, quatro leitos de estabilização (semi-intensivo), cinco clínicos e seis de suporte para casos suspeitos do novo coronavírus. A unidade também dispõe de oito respiradores pulmonares para suporte ao atendimento.

Juntas, as UPAS Sul e Leste foram responsáveis pelo acolhimento de 30.877 pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19 em 2020. “E o trabalho continua sendo executado esse ano com o mesmo dinamismo, de acordo com as determinações do prefeito Hildon Chaves. As duas unidades possuem excelente estrutura e profissionais de saúde com capacidade para atender bem nossa população”, exalta a secretária da Semusa, Eliana Pasini.

Leia Também:  O AMOR É CONTAGIANTE! A SAGA DO BAZAR DA SOLIDARIEDADE

A secretária reforça que as unidades também receberam novos equipamentos como camas, respiradores, monitores cardíacos, longarinas, bebedouros e muitos outros itens para acolher cada vez melhor a população.

Oito Anos de UPA Sul

Em setembro de 2020, a UPA Sul completou oito anos de história em Porto Velho. Desde sua implantação, em 2012, até o último mês de dezembro, 606.839 mil pessoas receberam atendimento da equipe multiprofissional na unidade, sendo 2014 o ano com maior procura da população, 126.626 atendimentos no total.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Porto Velho

ENCONTRO – Novo diretor-presidente da Santo Antônio Energia reforça parcerias com o município

Publicados

em


Daniel Costa visitou a Prefeitura e falou sobre os investimentos na região

Prefeito lembrou que a SAE é uma das principais empresas do estado O recém-empossado diretor-presidente da Santo Antônio Energia (SAE), Daniel Faria Costa, visitou nesta quarta-feira (28) o prefeito Hildon Chaves e o vice-prefeito Maurício Carvalho, no Prédio do Relógio, sede da Prefeitura de Porto Velho. Durante o encontro foram reforçados os compromissos e parcerias entre a empresa e o município.

O prefeito Hildon Chaves lembrou que a SAE é uma das principais empresas do estado e que promove o desenvolvimento e progresso em diversos aspectos. “Além de gerar energia para Rondônia e Acre, tem a capacidade de atender diversas regiões do país e milhões de famílias”, disse.

A SAE é detentora da concessão energética por mais de 20 anos e, por conta disso, é forte na geração de emprego e renda, além de contribuir com os royalties.

Atualmente, estão em andamentos acordos relacionados à aplicação de recursos de compensação ambiental no distrito de Jaci-Paraná, a revitalização da Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM) e melhorias na Vila Teotônio.

Durante o encontro foram reforçados os compromissos e parcerias O diretor-presidente lembrou que desde que passou a operar em Porto Velho, a companhia faz investimentos bilionários e tem compromisso com a resolução da crise hídrica existente no país.

Leia Também:  O AMOR É CONTAGIANTE! A SAGA DO BAZAR DA SOLIDARIEDADE

“A nossa gestão atua junto aos órgãos e parceiros a fim de zerar pendências existentes e repensar as ações, sobretudo, por conta do impacto de caixa que temos todos os meses com o rateio do custo do sistema”, disse Costa. Ele destacou que a ideia é consolidar-se no mercado cada vez mais adverso e atuar de forma que haja uma maior visibilidade do empreendimento junto à população.

REGISTROS

Também participaram do encontro Solange Mendes Geraldo Ragazi David, membro efetivo independente e presidente do Conselho de Administração da SAE; o diretor de Operações em Rondônia, Dimas Maintinguer; além do secretário-geral de Governo (SGG), Fabricio Jurado, e o secretário adjunto, Devanildo Santana.

Texto: Etiene Gonçalves
Foto: Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA