PORTO VELHO

Brasil

Suíça vence Camarões e salta à frente no grupo do Brasil

Brasil

Os africanos dominaram a etapa inicial, mas não conseguiram marcar e foram punidos pelos europeus no fim.

fifa

  • Embolo é nascido em Camarões e não comemorou o seu gol pelos suíços

  • Os camaroneses seguem sem vencer europeus em Mundiais. A última vez foi contra a Romênia, em 1990

  • Na próxima rodada, a Suíça enfrentará o Brasil enquanto Camarões pega a Sérvia

Suíça 1 x 0 Camarões

Gols : Breel Embolo (2 minutos do 2º tempo)

Camarões jogaram melhor, tiveram como principais chances, mas ficaram no quase no primeiro tempo. Na volta do intervalo, a Suíça, enfim, entrou no jogo e não perdoou ao abrir o marcador com Embolo para garantir a vitória de 1 a 0 nesta quinta-feira, na abertura do Grupo G da Copa do Mundo FIFA. Brasil e Sérvia entram em campo logo mais para completar a chave.

Com o resultado, os africanos amargaram a oitava derrota consecutiva em Mundiais e continuam sem vencer desde 2002. Os europeus, por sua vez, largam bem para tentar chegar mais uma vez à fase de mata-matas. Nas últimas cinco participações, conseguimos o feito quatro vezes.

Leia Também:  São Paulo inaugura nova unidade de hospital veterinário público

Na próxima segunda-feira, Xherdan Shaqiri e companhia voltam a campo para meditar forças com o Brasil enquanto que os comandados de Rigobert Song trouxeram confronto decisivo contra a Sérvia.

Momento chave

Embalado pelo recém-naturalizado Bryan Mbeumo, que fez sua estreia pelo país em setembro, Camarões levou mais perigo em lances individuais e teve pelo menos grandes chances para abrir o placar no primeiro tempo. Primeiro com Toko Ekambi, depois com Mbeumo e, por fim, com Martin Hongla. A Suíça conseguiu chegar somente no fim, na cabeçada de Manuel Akanji para fora após escanteio.

Logo na volta do intervalo, os helvéticos giraram a bola de um lado para o outro e, depois de cruzamento, Embolo, que nasceu em Camarões, inaugurou o marcador. A partir disso, o duelo ficou mais franco e com ataques dos dois lados. Os suíços ameaçavam mais, ainda assim: o goleiro André Onana fez milagre em chute à queima-roupa de Rúben Vargas e depois Embolo quase marcou de novo. Haris Seferovic também desperdiçou chance de ouro nos descontos.

Leia Também:  Junho é o mês da Maratona em Defesa dos Usuários de Serviços Públicos

Número

Embolo é o segundo jogador a balançar as redes contra o seu país de nascimento em toda a história da Copa do Mundo FIFA. O atacante de 25 anos do Monaco optou por não comemorar. O primeiro atleta a marcar contra a sua terra natal foi o alemão Alfred Bickel pela Suíça em 1938.

Fonte: Agência Esporte

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Máscara de proteção será obrigatória em vestibular da USP

Publicados

em

O uso de máscaras para prevenção contra a covid-19 será obrigatório no vestibular 2023 da Universidade de São Paulo (USP). A primeira fase ocorre no dia 4 de dezembro. A instituição informou que tem observado os impactos da variante BQ.1 do coronavírus e, por isso, divulgará um manual de biossegurança na próxima quinta-feira (1º). 

O manual do candidato, divulgado em agosto, já previa o uso do item. “É obrigatório o uso de máscaras de proteção facial para a realização das provas, exceto no momento do reconhecimento facial”, diz o texto. O documento também indicava que os procedimentos poderiam ser alterados de acordo com os protocolos estabelecidos pelas autoridades sanitárias do governo de São Paulo vigentes no momento do vestibular.

No último dia 16, a USP voltou a exigir a proteção facial em ambientes fechados da universidade. A medida incluiu salas de aula, auditórios, museus, laboratórios, bibliotecas, locais de atendimento ao público e setores administrativos. Entre esses espaços está o Museu do Ipiranga, que é ligado à universidade.

Leia Também:  CNJ proíbe magistrados de opinar em redes sociais e grupos de WhatsApp

O uso de máscara como prevenção da covid-19 havia deixado de ser obrigatório em ambientes fechados da USP em 24 de agosto. Naquele momento, o uso seguiu obrigatório no transporte coletivo e nos serviços de saúde que funcionam nos campi da universidade.

Transporte público

A partir deste sábado (26), o uso de máscara no transporte público voltou a ser obrigatório na capital paulista. A decisão foi tomada com base na análise técnica do Conselho Gestor da Secretaria Estadual de Ciência, Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde para prevenir o avanço dos casos de covid-19.

O governo do estado recomendou também que a medida seja adotada por todos os municípios. Além disso, alerta a população para que todos completem o ciclo vacinal, importante para garantir maior proteção contra o coronavírus e amenizar os efeitos do vírus.

Segundo nota do conselho gestor da secretaria, divulgada na última quarta-feira (23), as internações por covid-19 em leitos de enfermaria e UTI cresceram 156% e 97,5% nos últimos 14 dias, chegando a uma média diária de mais de 400 novas internações.

Leia Também:  Com evento híbrido, festival apresenta filmes de 27 países africanos

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA