PORTO VELHO

Brasil

Tarcísio e Nunes anunciam pacote para conter avanço da Cracolândia

Brasil

Tarcísio e Nunes negam internação compulsória, mas prometem controlar Cracolândia em até quatro anos
Isadora de Leão Moreira/Governo do Estado de São Paulo

Tarcísio e Nunes negam internação compulsória, mas prometem controlar Cracolândia em até quatro anos

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes (MDB), anunciaram nesta terça-feira (24) um pacote de medidas para conter o avanço da Cracolândia. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes.

Entre as medidas estão a implantação de câmeras de segurança com reconhecimento facial e aumento de vagas em comunidades terapêuticas e hospitais. A expectativa é que 700 vagas sejam disponibilizadas nos próximos meses.

O governo paulista ainda deve investir na capacitação de agentes para a abordagem de dependentes químicos. Cerca de 200 profissionais capacitados devem ser contratados de imediato.  

Tarcísio disse que há projeto para criar um “hub” para atender dependentes de álcool e drogas, que vai servir como porta de entrada para atendimento dos usuários. A proposta deve seguir o modelo do Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas, o Catrod, que será reformulado.

Leia Também:  Marinha abre processo para contratação de oficiais temporários

Questionado sobre a possibilidade de internação compulsória dos dependentes químicos, Tarcísio de Freitas negou que a medida será implementada. Segundo o governador, a internação obrigatória só será usada em “último caso”.

Freitas e Nunes designaram o vice-governador, Felício Ramuth (PSD), para liderar as ações na Cracolândia. Ramuth deve chamar o Ministério Público e o Tribunal de Justiça para participar de um grupo de debates sobre o programa.

A expectativa do Palácio dos Bandeirantes é de conter o avanço e o desenvolvimento da Cracolândia em até quatro anos. Os programas serão tocados pelo governo estadual em parceria com a Prefeitura de São Paulo.

A Cracolândia é um problema social que persiste há mais de 30 anos na capital paulista. Usuários de drogas se reúnem na região central da capital paulista, onde têm acesso a traficantes e consomem drogas em plena luz do dia.

Leia Também:  PF indicia 4 pessoas por crimes associados à importação de 18 girafas

Moradores dos bairros Santa Cecília e República reclamam do cheiro e da falta de segurança no local. Há registros de assaltos e brigas com tentativas de homicídio entre os dependentes.

Fonte: IG Nacional

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Parques de SP têm programação especial de Verão no fim de semana

Publicados

em

Três parques do estado de São Paulo terão programações especiais para o final de semana como parte do programa Verão nos Parques 2023. No Parque Estadual Manoel Pitta, a Exposição de Caça-palavras – Saiba mais sobre a fauna do parque estará aberta nos dias 28 e 29, entre 10h e 15h. Já no dia 29, a atividade Onde vai o lixo? – Saiba como descartar corretamente os resíduos será realizada no Parque Ecológico do Guarapiranga, às 10h. No Parque Ecológico da Várzea do Embu-Guaçu – Professor Aziz Ab’Saber, a oficina de quadro orgânico, que é uma tela feita com folhas e flores obtido por uma breve caminhada pelo parque, inicia às 10h e tem previsão de término às 14h.

O objetivo do programa Verão nos Parques 2023 é estimular a conscientização ambiental, com uma agenda variada que se estende até o dia 26 de março, com atividades gratuitas. Estão na agenda palestras, oficinas, trilha sensorial, mostra de cinema, teatro de fantoches e jogos elaborados com materiais reaproveitados. São mais de 120 atividades de temática socioambiental previstas para ocorrer nos 13 parques urbanos estaduais. Não é necessário o agendamento prévio.

Leia Também:  #Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep nos bancos

“Abertas a interessados de todas as faixas etárias, as oficinas proporcionarão ao público o contato com temas de preservação da fauna e flora locais, a reutilização de materiais, e, também, hidrologia, geologia, comunidades tradicionais, artes e saúde pública”, informa a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (SEMIL), organizadora do projeto.

Para conhecer a programação completa das atividades dos parques, basta acessar aqui.

Edição: –

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA