PORTO VELHO

Troca Letras

PAGAMENTO DE DIVIDA COM A PREFEITURA TEM COBRANÇA DE 10 POR CENTO DEPOSITADO NA CONTA DE UMA ASSOCIAÇÃO

Troca Letras

ANTES VAMOS DEFINIR….PARA PODER TENTAR EXPLICAR
“CAIXA 1”, tudo que é recolhido aos cofres do município através de guias de recolhimento.
CAIXA 2”, tudo que não é recolhido aos cofres do município e sim depositado em Conta corrente de terceiros.

 

NO “CAIXA 1”
Quem perde um processo judicial, o vencido ou sucumbente, tem que pagar a condenação principal e todas as despesas do processo. O pagamento das despesas é aplicação do chamado princípio da sucumbência.

 

NO “CAIXA 2”
Mas na atual administração a Lei 635 de 09 de novembro está sendo seguida a risca, quem deve ao MUNICÍPIO (divida ativa) é obrigado a DEPOSITAR na conta-corrente da ASSOCIAÇÃO DE PROCURADORES DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, 10% do valor da divida com o fisco municipal.

 

 

NO “CAIXA 1”
Quem deve tem o direito a parcelar em até 36 vezes seu débito para com o município de Porto Velho.

 

NO “CAIXA 2”
Mas recebe uma “folha de papel” com número da conta-corrente da referida associação para o depósito de 10 por cento do valor da dívida, e só assim o contribuinte poderá fazer o parcelamento.

Leia Também:  Prefeitura cumpre todas as etapas na aquisição da vacina contra a Covid-19

 

VAI ENTENDER
Muito contribuinte  ao menos estão com ação ajuizada e mesmo que assim que estejam o acordo prévio descarta o motivo da ação.
Os honorários de sucumbência são fixados pelo Juiz na sentença, muitos casos ainda não existe sentença.
VAI ENTENDER llI
A titularidade dos honorários de sucumbência é naturalmente da parte vencedora do processo, como reparação pelo que gastou com seu advogado, sendo estes advogados pagos pelo município (tem Procurador que recebe mais de 100 mil reais por mês), em tese o município deveria receber estes honorários de sucumbência.

LEIA TAMBÉM

HILDON CHAVES PODE TER QUE TORNAR O NOVO CAÇADOR DE “MARAJÁS”

DIFERENÇA ENTRE UM HOMEM E UM MOLEQUE ESTÁ NAS ATITUDES

VAI ENTENDER lV
A Lei é do ano passado, mas segundo funcionários da PGM (Procuradoria Geral do Município) mas só agora na Administração do Dr. Hildon Chaves que foi posta em prática.

 

VAI ENTENDER V
Será que a determinação para não recolhimento ao CAIXA I e sim ao CAIXA 2 partiu do Gabinete do prefeito?
VAI ENTENDER VI
Só alerta deste aprendiz de rabula, pode ser considerado uma renúncia de receita tributária já que o valor ao menos passa pelos cofres da Prefeitura de Porto Velho.

Leia Também:  Justiça determina que Enem seja adiado em função de pandemia

 

NÚMEROS
Somente o ano de 2016 estes são os valores
IPTU 32.556.095,00
ISS 11.423.515.00
Dez por cento dá quase 5 milhões de reais…. E só em 2016.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Deputado defende que a imunização é o caminho correto

Publicados

em

Por

Presidente Alex Redano destaca sessão histórica que aprova criação de fundo para a compra de vacinas
O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), classificou como histórica a sessão extraordinária na tarde deste domingo (07), que aprovou a matéria, criando o fundo para a captação de recursos para a compra de vacinas contra o coronavírus. Pela primeira vez na história, uma sessão foi realizada num domingo pelo Parlamento Estadual.

“É uma sessão histórica, na tarde deste domingo. Participei de reuniões com os poderes e instituições, para a criação desse fundo e assumi o compromisso de votar a matéria, tão logo ela fosse enviada para a Casa. Temos esperança sim de que os municípios e estados comprem suas vacinas e apliquem na população. Rondônia sai na frente, aprovando o projeto, os poderes e a iniciativa privada poderão doar para o fundo, que prevê que se o recurso não for utilizado, vai retornar para a sua origem. Esse é o caminho: imunizar a nossa população e agradeço à disposição de todos os parlamentares nessa importante votação”, destacou.

Leia Também:  Mega-Sena acumula e pode pagar prêmio de R$ 27 milhões no sábado

Redano em seguida anunciou que os deputados estão atentos à discussão de grupos prioritários para a vacinação, mas que esse tema deverá ser amplamente debatido na sessão ordinária da próxima terça-feira (09). “Os policiais militares, os policiais civis, os policiais penais, os coveiros, motoristas de ambulância, atendentes de farmácia, servidores da Agência Idaron e da Emater e os professores, são vistos como prioritários na vacinação e vamos discutir mecanismos que garantam essa prioridade”, acrescentou.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

RONDÔNIA

PORTO VELHO

POLÍTICA RO

MAIS LIDAS DA SEMANA